16
08
2016

O Que Eu Aprendi Com As Olimpíadas No Brasil

As Olimpíadas no Brasil estão se revelando bem diferentes do que eu esperava. Afinal, não é segredo para ninguém que o país não passa por sua melhor fase. Se quando o Rio foi escolhido o sentimento era de orgulho, às vésperas do evento tinha se transformado em apreensão. Poucos acreditavam que daria certo, que não seria motivo de vergonha. Mas então as Olimpíadas começaram e a situação mudou, pelo menos um pouco. O vexame extraordinário não aconteceu, apesar de todas as reclamações. A cerimônia de abertura devolveu um pouco do sentimento de orgulho ao brasileiro. Aliás, não encontrei ninguém falando mal da cerimônia, ao contrário da abertura da Copa de 2014. E aí, eu fiquei pensando que aprendi algumas coisas interessantes com essas Olimpíadas. olimpiadas-post

1. Se o brasileiro vai com a cara de alguém, apóia a pessoa até o fim

Que o diga o boxeador Mina, que ganhou a música Pelados em Santos cantada pela torcida. O cara não deve ter entendido nada, mas foi uma baita homenagem (e talvez um pouco de zoeira). Também temos o tenista sérvio Djokovic, número 1 do mundo, derrotado na primeira partida. Apesar de ter saído chorando da quadra, saiu conquistando a torcida.

2. Só não tenta ser engraçadinho com a torcida brasileira, ela não perdoa

Aí vem um americano e manda a torcida ficar quieta. Lógico que a torcida ficou bem “veja bem, querida“, né? Só para constar: quem perdeu os dois primeiros jogos talvez não devesse contar vantagem assim.

3. Tem brasileiro que decide ser nacionalista sendo… mal educado?

“Agora em Botafogo” virou meme após uma brasileira contar sua história com um americano que lhe pediu informações. Com a justificativa de que “se está no Brasil, tem que falar português”, ela decidiu passar vergonha na internet.agoraembotafogo

Muito embora o inglês não seja língua universal, se você não quiser responder, simplesmente não responda. Não há justificativa para ser mal-educado, demonstrando conhecer a língua mas se recusando a passar uma informação. Existem outras maneiras de defender o seu país. Sabe, maneiras que não acabem com a imagem do país que você está supostamente defendendo. Fora que foi super eficiente, tenho certeza que esse gringo saiu correndo dali para aprender português, né? Ah me poupe!

4. As Mulheres Estão Dominando Essas Olimpíadas

Seja o primeiro ouro tendo sido conquistado por uma mulher, seja a seleção feminina de futebol se tornando merecidamente orgulho nacional… Passando, claro, pelas meninas da Ginástica Artística, que conquistaram nossos corações. Como diz um tweet já famoso: os homens trazem os refri, as mulheres as medalhas. Claro que torço para que os homens também tragam muito orgulho para o país, mas que elas estão arrasando, não há como negar! E tá sendo lindo de se ver. Tomara que mais incentivo seja dado às nossas atletas, da mesma maneira que os homens recebem. Sei que isso é complicado, mas temos que lutar sempre, não é mesmo?

E vocês, o que estão aprendendo com as olimpíadas?

Subscribe
Notificar-me quando houver
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Thais Aux
4 anos atrás

Aprendi que o brasileiro é patriota só de ocasião, mas não no dia a dia… ninguém pode pisar no nosso calo se for de fora, mas entre nós, acho que nos tratamos muito mal, não valorizamos nossos atletas e isso se reflete na falta de medalhas, porque não valorizamos o que temos sempre, só de vez em quando, e aí fica complicado…

Lari
4 anos atrás

Eu estou vivendo uma experiência bacana (e cansativa) com essas Olimpíadas, fazendo “cobertura” online para um site daqui. Já trabalhei com esportes antes, mas estou percebendo uma mudança interessante e vantajosa. Ainda existem pessoas que acham um absurdo o atleta não ir bem no esporte que pratica. Xinga e, nem de longe, valoriza a conquista de uma vaga para a disputa olímpica. Mas, por outro lado, parece estar se tornando mais comum o entendimento do esforço diário que é o esporte e de como, num geral, atletas merecem respeito e mais apoio sempre. Ao menos, é esse o retorno que… Ler mais