27
10
2021

Qual Caneta Usar?: Dicas de Uma Apaixonada por Papelaria

Já faz um tempo que eu queria escrever esse post. Tenho certeza que esse é o tipo de post que algumas donas de papelaria não iam ficar muito felizes em ler. Porém, acho que posso dar algumas dicas sobre qual caneta usar que não são tão fáceis de achar. Quero dizer que esses conselhos são resultado de muita experiência por conta da minha coleção de anos. Eu sempre amei artigos de papelaria e me interessei pelas novidades do setor. Por isso, aos poucos minha coleção foi aumentando. E eu fui não só experimentando como também avaliando várias marcas e itens inovadores. Por isso, aqui vão alguns conselhos de uma apaixonada por papelaria.

Lembrando que não sou profissional, apenas uma consumidora entusiasta do assunto. Portanto, as dicas aqui são amadoras.

Aproveito esse momento para lembrar que essas são opiniões resultantes das minhas experiências e talvez você tenha experiências diferentes. Esse post é mais para quem não tem como investir tanto e quer dicas para escolher melhor seus materiais.

Canetas em gel

Canetas em gel, como as Hashi da NewPen, são as queridinhas de muita gente. A cor delas costumam ser mais intensas e a escrita mais macia do que os demais tipos de caneta. Além disso, podem ser encontradas em várias cores. Porém, são canetas que não duram muito. A tinta em gel acaba rapidinho. Outro ponto importante é que são as canetas mais fáceis de falhar. Mesmo canetas das marcas mais famosas, como Pentel ou Pilot, podem falhar. E também borram com muita facilidade. Só dá para passar marca-texto em cima depois de um tempo, senão vira uma bagunça. Por isso, canhotos como eu devem tomar mais cuidado.

Mas é exatamente por isso que nesse tipo de caneta vale a pena investir um pouco mais. Porque se mesmo as marcas mais caras podem falhar, as mais baratas vão falhar com muito mais facilidade. Sei que tem muita papelaria por aí falando de canetas em gel de marcas mais populares e de “custo-benefício”. Porém, minha experiência me mostrou que esse custo-benefício não vale a pena. As canetas Hi-Gell da Molin, por exemplo, costumam falhar logo no começo. E eu nunca achei a tinta delas tão boa assim. A Molin não é uma das minhas marcas preferidas, principalmente por ser um pouco mais cara que outras marcas que oferecem a mesma qualidade.

Eu acho mais interessante pagar um pouco mais para ter um produto de melhor qualidade. Pelo menos, no caso das canetas em gel. Eu prefiro comprar as da Pentel, principalmente.

Canetas Fineliner

As fineliners são as canetas com as pontas mais finas. São canetas hidrográficas com ponta de feltro, normalmente protegida por uma ponteira de metal. Ou, para simplificar bastante, são canetas no estilo que a gente costuma chamar de “tipo Stabilo”.

Claro, Stabilo na verdade é uma marca de artigos de papelaria alemã com um catálogo grande, como por exemplo seus famosos marca-texto Swing Cool ou Boss. Mas quando a gente fala em Stabilo no Brasil, normalmente associamos à caneta Point 88, que são as de ponta 0.4 e corpo amarelo.

As Stabilo Point 88 são famosas, mas também são caras. E aqui vai o segundo conselho do post: nesse tipo de caneta, você não precisa gastar tanto. Na verdade, existem canetas desse estilo muito mais baratas que as Stabilo e com a mesma qualidade. Eu particularmente gosto das Fine Pen da Faber Castell e das Bic Intensity.

Porém, se for para gastar um pouco mais nesse tipo de canetas, minhas preferidas são as da Staedtler. Gosto mais do corpo dela, que eu acho mais confortável para escrever. Além disso, elas são 0.3, um pouco mais finas, algo que me agrada mais. Porém, elas estão no mesmo patamar de preço que as famosinhas Stabilo Point 88.

Como tem a tinta à base de água, borram com facilidade. Não dá para usar em desenhos com aquarela, por exemplo. Por isso é importante entender sobre o material, para saber qual caneta usar.

Canetas Esferográficas

Canetas esferográficas são as mais comuns, porém não muito famosas no meio das amantes de papelaria. A maioria delas tem a tinta à base de óleo. Por isso que podem ficar sem tampa por mais tempo sem secar. Também são as necessárias para provas e concursos, porque elas não tem problema de vazar.

Eu sinceramente prefiro as canetas Bic mesmo, as mais comuns que a gente encontra em todo lugar. Elas são mais baratas e funcionais. Mas essas da NewPen da foto, que são perfumadas e vem em várias cores, também são legais de usar.

Marca-texto

Aqui é outro ponto onde as Stabilo fazem mais sucesso. E eu sinceramente não entendo porque. Os Stabilo Boss são meio desengonçados por conta do corpo mais largo e costumam soltar muita tinta na folha. É comum que a tinta vaze para o outro lado. Os Stabilo Swing Cool são um pouco melhores, mas mesmo assim não perfeitos. Há algum tempo eu poderia entender que era por causa da variedade de cores, mas atualmente várias marcas produzem cores diferentes.

Uma boa alternativa para quem gosta de marca-texto de cor pastel são os marca-texto Grifpen da Faber Castell. São baratos, fáceis de achar e funcionam muito bem. As cores são lindas.

Porém, se você puder gastar um pouco mais, recomendo demais os Triplus, da Staedtler, esses da foto. Você encontra o kit com 10 cores, sendo 8 cores pastéis e quatro vintage (azul, bege, cinza e o cobre-texto). Também existem versões neon desse tipo de marca-texto.

Mas o que faz desse marca-texto tão diferente é a ponta. Ele tem uma ponta cônica e um pouco flexível, o que faz desse marca-texto extremamente versátil. Eu uso eles para grifar, para fazer brush lettering, para pintar… São fantásticos e valem cada centavo.

Canetas nanquim, permanentes ou técnicas

E para desenho mais com mais detalhes, qual caneta usar? Canetas do tipo técnicas são mais caras e apresentam uma grande variedade de espessuras de linha. São muito usadas para quem quer um desenho mais profissional. Além de mais precisas, sua tinta não borra, por ser à prova d’água. Eu gosto muito de usar no reading journal, principalmente para detalhes. Elas são menos confortáveis para escrever, mas apresentam outras vantagens.

Duas boas marcas são a Uni Pin Fine Line e as da Staedtler Pigment  Liner.

E essas são as dicas que donas de papelaria não querem que você saiba. Tô quase colocando aquelas chamadas bem click-bait que a gente vê pela internet: “As papeleiras a odeiam. Conheçam seu segredo.” Se bem que isso nem é verdade, porque se for pensar em quanto eu gasto no fim das contas, elas me amam, isso sim.

Espero que esse post tenha sido útil de alguma maneira. Espero que agora você saiba melhor qual caneta usar. Você concorda com essas dicas? Tem mais alguma dica para deixar nos comentários?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Subscribe
Notificar-me quando houver
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Carol Mancini
1 mês atrás

Sou do time Faber-Castell Fine Pen, Molin Gel Grip, Pentel Energel e minhas queridinhas Unipin da Uniball. Acho que são as melhores, mas eu também curto umas canetinhas esferográficas, tipo a BIC de ponta fininha. Questão de gosto, né? hahaha