26
02
2021

A Nuvem – Neal Shusterman

Fazia algum tempo já que eu não lia nada além de romances. Sim, lia muitos livros diferentes dentro do gênero. Mas uma ficção que não focasse na história de um romance? Esse tipo de leitura já não me atraía. Porém, recebi há algum tempo da Editora Seguinte o livro A Nuvem. Ele é a continuação de O Ceifador. Eu amei a leitura do primeiro livro. Esse livro apresenta um mundo utópico onde a humanidade venceu a morte. Por causa disso, existe a Ceifa. Eles são um grupo de escolhidos que tem o dever de coletar (matar permanentemente) as pessoas. A Ceifa teria sido criada para manter um equilíbrio e garantir que a humanidade não crescesse demais. Porém, a Ceifa foi corrompida pelos desejos humanos. Os ceifadores são poderosos demais e muitos se deixaram levar por esse poder. A Nuvem continua essa história.

Título Original: Thunderhead
Autor: Neal Shusterman
Série: Scythe #2
Páginas: 496
AdicioneSkoob | Goodreads

A História de A Nuvem

Em A Nuvem vamos conhecer mais a fundo a Nimbo-Cúmulo. Ela é a entidade criada pelos humanos que controla tudo, menos a morte. O resultado da reunião de todo o conhecimento da humanidade. Por isso governa, de maneira completamente isenta, todos os sistemas do mundo. Inclusive é responsável por manter funcionando os centros de revivificação. Esses centros são onde as pessoas semi-mortas podem ser trazidas de volta à saúde.

Também vamos acompanhar a vida de Citra, agora a Ceifadora Anastássia, e de Rowan, o fora-da-lei Ceifador Lúcifer. A Ceifadora Anastássia tenta cumprir seu dever de coletar com honra. Rowan, porém, que foi aprendiz junto com ela, está fazendo justiça com as próprias mãos. Mas isso de uma forma não convencional. Isso porque está garantindo que ceifadores injustos morram sem chance de revivificação.

Porém, muitas tramas estão se devolvendo. O Ceifador Faraday, tido como morto, por exemplo, está determinado a encontrar uma solução. Ele acredita que exista uma escondida pelos fundadores da Ceifa, para o caso de a Ceifa se perder.

Além disso, alguém está tentando matar Anastássia e sua mestra, a Ceifadora Curie. E a Nimbo-Cúmulo deve encontrar um meio de, sem se envolver com os assuntos da Ceifa, proteger aqueles que sabe que serão determinantes para a humanidade.

A Leitura

É estranho para quem não conhece a história e garanto, mesmo quem já leu A Nuvem sabe como são vários acontecimentos ao mesmo tempo. O segundo livro da trilogia é eletrizante e de alguma forma, angustiante. Quando parece que você conseguiu entender o que está acontecendo, o livro te surpreende. Normalmente com uma nova informação que parece óbvia mas nem tinha passado pela sua cabeça antes.

Eu gosto muito quando o autor consegue criar todo um universo para sua história. Os personagens em A Nuvem são complexos e falhos e por isso não agem como deveriam. Além disso, a história é contada de maneira cortada. Ou seja, lemos uma parte do que está acontecendo com Rowan, depois lemos a parte que fala de Anastássia. Há ainda a história de Greysson, um aspirante a Agente Nimbo que de repente se vê numa situação que nunca teria imaginado porque seguiu uma instrução. E claro, acompanhamos as investigações de Faraday, que está convencido que existe uma mensagem escondida em velhas cantigas de roda. Para decifrá-la, ele conta com a ajuda de Munira, uma bibliotecária na Biblioteca de Alexandria, onde se encontram arquivados os diários de todos os Ceifadores.

É até estranho, mas sim, existe um momento em que todas essas partes da história se conectam. Em A Nuvem, nada está ali por acaso. O livro te prende do começo ao fim e consegue surpreender várias vezes, além de terminar com uma reviravolta. Aliás, o que me deixou feliz de já ter O Timbre, o último livro da série, para ler logo em seguida. E sim, logo venho aqui contar o que achei do fim da série. Porque claro que não resisti e li a continuação em seguida. Mas já adianto: vale muito a pena.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Subscribe
Notificar-me quando houver
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
6 meses atrás

[…] a trilogia Scythe, que comecei em 2018. E quando eu escrevi o post de O Ceifador, eu lamentei que A Nuvem ainda não tinha sido lançado no Brasil. Então, lógico, eu só fui ler em 2021, porque isso faz […]

trackback
6 meses atrás

[…] Chegamos ao final da trilogia Scythe, que começou com O Ceifador. Já falei aqui também sobre A Nuvem, segundo livro dessa série. Eu achei a história sensacional, fiquei bem impressionada sobre como […]