10
09
2018

A Maravilha das Pequenas Coisas – Dawn French

Um livro que me chamou a atenção pelo título, A Maravilha das Pequenas Coisas foi uma surpresa. Recebi o livro da Editora Fundamento para poder contar para vocês o que eu achei da leitura. E realmente não sabia muito bem o que esperar. Talvez uma história inspiradora ou algo para nos fazer refletir. E ao ler a história, é um pouco disso tudo… E também algo a mais. Por vezes uma leitura caricata, porém com elementos que nos fazem identificar com as personagens e situações. Mas estou me adiantando. Aqui nesse post vou explicar para vocês como foi a minha experiência de leitura.

Título OriginalA Tiny Bit Marvellous
AutorDawn French
Editora: Fundamento
Páginas: 207
AdicioneSkoob | Goodreads

Sobre A Maravilha Das Pequenas Coisas

A Maravilha das Pequenas Coisas traz uma estrutura narrativa bem própria: a história é contada em primeira pessoa por três personagens diferentes. Ma, a mãe, está chegando aos 50 anos e vai aos poucos sentindo os questionamentos que essa idade traz. Dora, a filha mais velha, tem 17 anos e está vivendo todas as inseguranças que alguém que se prepara para a vida adulta tem. Oscar (mas que na verdade é Peter – estranho, mas verdadeiro) tem 16 anos e passa por algo que só posso chamar de crise de identidade.

Os três tem suas vidas e seus problemas. Mais importante ainda, os três tem seus julgamentos quanto à vida dos outros. E assim eles vão contando o seu dia-a-dia familiar. Ainda contamos com a figura do Marido/Pai. Ele, apesar de não ter seu nome revelado até um ponto do livro, está sempre por ali. É uma família como tantas outras.  Os adolescentes tentando se encontrar, a mãe que parece que está perdendo o controle de tudo e as brigas que esse caldeirão de sentimentos causa.

O Que Eu Achei da Leitura

Não foi uma leitura que fluiu fácil desde o começo. Porém, valeu a pena ter insistido. Pode ter demorado um pouco para me acostumar com a voz de cada um dos personagens, porque cada um tem a sua maneira de ver a história. Mas quando me acostumei, a história pareceu se encaixar melhor.

Um dos fatores que dificultou um pouco a leitura foi o fato que a Dora me pareceu um pé no saco desde o começo. O que talvez seja absolutamente normal para uma adolescente de 17 anos, mas em alguns momentos da história parecia exagerado. Entretanto, quando descobri que a autora, Dawn French, também é comediante, de alguma forma o exagero pareceu fazer mais sentido. E à medida que suas loucuras pareciam mais… naturais, fui entendendo a personagem melhor.

O Oscar foi outra incógnita. Seus trechos eram extremamente pretensiosos. E a explicação para toda essa pretensão não é dada logo de cara, o que me deixou com a pulga atrás da orelha. Por isso, repito: valeu a pena ter insistido na leitura. A explicação existe. E faz sentido.

Ma, a mãe, foi no fim das contas a personagem que eu comecei gostando. Mas passei por um período no livro que ela me deixou horrorizada. Essa é uma leitura inteligente, porém: os motivos nem sempre estão claros desde o começo.

O título faz sentido no fim e a leitura é definitivamente instigante. Com humor, a autora nos leva à reflexões bem interessantes. E tudo isso de forma leve, sem dramas. Por isso, recomendo essa leitura.

Já leram algo assim? Gostaram?

Esse livro foi cedido em parceria com a editora.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

avatar
19 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
19 Comment authors
BIANCA SIRIACOTânia BuenoMaraValériaDivulga Autores Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notificar-me quando houver
Suellen Souza

Olá Mari, tudo bem?
Adorei sua resenha, adoro livros que envolvem família, pois gosto de ver a posição de cada um dentro de uma situação, porque somos pessoas diferentes, com criações semelhantes. A mãe geralmente dar uma posição diferente, porque de ver o elo da família, mas quando temos ela tomando posicionamentos diferentes do esperado é choque mesmo. Parabéns, adorei mesmo a resenha.
Bjs

Amilton Júnior
Amilton Júnior

Histórias que retratam a vida em família sempre nos trazem grandes ensinamentos e pelo título imagino que nos ensine sobre os pequenos gestos e suas estridentes significâncias. Acredito que vou me deparar com comédia, drama e momentos de pura loucura, afinal, família é assim.
Ótima sugestão!
Abraços!

Aline M. Oliveira

Oi! Não conhecia o livro e fiquei encantada com a premissa! Apesar de não ler muito livros dentro desse contexto, gosto quando descubro uma história que pode ser simples, e inteligente ao mesmo tempo. gostei da maneira da autora abordar o ponto de vista dos três personagens, porque é mais fácil se conectar aos personagens e entender um pouquinho mais sobre a trama.. Gosto também da relação familiar presente e parte importante do livro. Obrigada pela dica!

Bjoxx ♥

Kenia Candido

Oi Mari.

Achei sua resenha muito legal, pois é um livro que não conhecia. Confesso que ele não despertou muito interesse no momento, mas vou deixar a dica anotada. Posso mudar de ideia e resolver dar um chance para a história. Obrigada pela dica.

Bjos
https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

cris

Oi Mari tudo bem? Não conhecia esse livro nem o autor, mas achei interessante o enredo se tratar de problemas familiares e cotidianos, faz tempo que não leio uma resenha ressaltando o lado familiar, fiquei curiosa em conhecer a trama inteira, pois as vezes tiramos lições importantes disso, principalmente quando o história ressalta a mãe, pois como filhos pensamos que ela não tem problemas só nós kkk. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

Bruna Costabeber
Bruna Costabeber

Oi Mari, tudo bem?
Eu não conhecia esse livro, mas fiquei muito interessada em fazer a leitura, pois a proposta do livro é MARAVILHOSA, mesmo o começo não tendo fluído muito, sabe?
Achei muito legal você ter dito que o autor misturou o humor para nos fazer refletir sobre os ensinamentos desse livro.
Vou anotar essa dica, sem dúvidas!
Beijos

Alice Martins
Alice Martins

Oi Mari,

Ainda não conhecia a obra, mas já fiquei bem interessada diante de tudo que você narrou. Também costumo demorar a me encontra em narrações feitas por mais de um personagem, mas ainda bem que nesse caso as coisas se encaixaram quando pegou o ritmo. Fiquei curiosa para saber como cada personagem tem suas características e o que te deixou horrorizada em relação a mãe. Adoro enredos inteligentes e que acabam nos surpreendendo e este parece ser o caso. Dica anotada!

Beijos!

Dayhara
Dayhara

Oi Mari, eu nao conhecia essa história mas achei a disposição da narrativa muito interessante, é bacana ver três personagens tão distintos narrando. Eu acho que nunca li nada da Fundamento mas achei essa edição linda demais e já quero pra mim! Que bom que no final a leitura valeu a pena, isso me deixou animada para quem sabe iniciá-la também.

LuMartinho

Oi, Mari.
Gosto muito de livros que tem vários pontos de vista e esse tem três, o que já me chama a atenção.
Pra adolescente tudo é muito exagerado neh? A gente acha meio pé no saco, mas nós também passamos por isso e talvez não tenhamos notado que éramos chatos assim também ahahah
Parece um bom livro, gosto de livros que falam sobre familia e os dramas de cada um em seu papel como filho, irmão e mãe. Parece mesmo uma leitura interessante. Adorei conhecer o livro com a sua resenha.
Beijos!

Alice Lacerda Montiel

Oiii Mari

Eu gosto quando a narrativa é intercalada entre personagens, acho que deixa a leitura mais fluída além da vantagem que se a gente não gosta de um, tem outros narradores pra compensar. Te entendo bem quando diz da personagem da Dora, já peguei personagem adolescente super chatinha e tb fiquei com a impressão de certa dose de exagero, isso irrita um pouco o leitor e faz a gente pegar birra mesmo, ainda assim o livro parece ser bem legal, do tipo que acaba sendo mais do que esperamos se estivermos dispostos a dar uma oportunidade. Vou anotar a dica.

Beijos

http://www.derepentenoultimolivro.com

Thalita Ariane
Thalita Ariane

Olá!
Não conhecia o livro, mas acho muito interessante quando eles retratam situações familiares.
Geralmente tenho dificuldades para lidar com essas tramas em que os adolescentes são retratados de forma mais exagerada, mas acredito que muitos são assim mesmo, afinal todos nós passamos por essa fase.
Não lembro de ter lido algum livro com uma trama semelhante a essa, então acredito que será uma boa experiência com muitas reflexões.
Bjs.

Neyla Paula
Neyla Paula

Oi Mari!
Que bacana o enredo do livro. Não conhecia, mas me chamou atenção por ser bem um estilo que gosto de ler.
Tem alguns livros que começam num ritmo tão lento que dá vontade de abandonar (eu ando traumatizada com isso), mas que bom que não desistiu e seguiu firma, afinal valeu a pena. Gosto bastante quando a narrativa é intercalada entre os personagens, dando voz a cada um e mostrando o ponto de vista de determinada situação por meio de óticas diferentes. Acho que enriquece muito a trama.
Beijos

Fabiana
Fabiana

Ola, tudo bem?
Também tenho o habito de julgar o livro pelo título. É ótimo quando o livro nos surpreende e nos cativa. Amei saber que é um livro suave,mas ao mesmo tempo repleto de lições e ensinamentos. Paracer ser uma boa historia vai entrar para a minha. Lista dr leitura sim.
Beijos

Kelly Alves

Oi Mari,
Não conhecia o livro, achei a capa bem interessante e a história me pareceu ter um diferencial, mas a parte em que você diz que a leitura não foi fácil me desanimou um pouquinho, porque ler por aqui já não está fácil, então se não for algo alegre ou que prenda levo o triplo do tempo. Mas vou anotar para as férias.

Beijokas

Divulga Autores

Adorei sua resenha, ela me deixou super curioso com a história do livro. Tem livro que temos que ir até o fim para entender toda a história. Tem gente que gosta, tem gente que não. Dica anotada.

Valéria

olá… confesso que não tinha visto nada desse livro ainda. xD
acredito que eu não iria gostar da personagem adolescente… fiquei curiosa pra saber como a trama foi amarrada de maneira a ter uma explicação ao final…

vou anotar a dica, quem sabe eu consiga ler logo, ne? ^^
bjs…

Mara

Uau, não conhecia esse livro e já estou querendo ele e muito, eu simplesmente amei a proposta dele, amei ler a sua resenha!!! Acho que ele, a partir desta três visões, vai me trazer novas perspectivas da vida!

Tânia Bueno

Gosto de livros que nos fazem refletir e mesmo este demorando para engrenar a leitura, me interessou por trazer drama familiar como tema e o ponto de vista de personagens diferentes é algo de gosto também, gosto de conhecer todos os lados da história.

Bjo
Tânia Bueno

BIANCA SIRIACO

Achei a dica de livro incrível, fiquei bem curiosa parece o tipo de leitura que me prende bastante amei a dica e alias as fotos do livro que você tirou ficaram incríveis parabéns!!

beijinhos!!