08
08
2016

Acabei de Ler: Lembrança (A Mediadora) – Meg Cabot

Como não se apaixonar por esse livro? O último livro da série A Mediadora veio nos mesmos moldes de O Casamento da Princesa. Um livro mais adulto, trazendo a personagem principal da série alguns anos mais tarde, lidando com a vida. Eu sempre fui muito apaixonada pela série e rever Suzannah e Jesse De Silva em Lembrança foi uma experiência maravilhosa.lembranca01

Título Original: Remembrance
Série: A Mediadora #7
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 400
Adicione: Skoob | Goodreads

Modelo2-5 (mais…)

02
08
2016

Acabei de Ler: A Coroa – Kiera Cass

Para quem lembra do meu post sobre a Maratona Literária de Inverno, sabe que esse livro estava na minha TBR. E aí eu vou ter que admitir um fato para vocês: não sirvo para seguir TBR. A melhor coisa que eu faço é escolher os livros que quero ler conforme o momento. Eu li A Coroa respeitando o meu planejamento, mas acabei ficando com uma baita ressaca literária. Quase comprometeu todas as minhas leituras da Maratona. No fim das contas, mudei completamente meus planos, mas sobre o desenrolar da maratona eu conto para vocês com detalhes depois.coroa

Título Original: The Crown
Série:  A Seleção #5
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 312
Adicione: Skoob | Goodreads

Modelo2-2

A Coroa é o último livro da série A Seleção. Basicamente, A Seleção se desenrolou em duas fases: a primeira, com a America como personagem principal. Essa primeira fase durou três livros e acabou com A Escolha. Depois de publicados todos, a Kiera Cass decidiu escrever uma continuação, que se passa anos depois de A Escolha. Essa segunda fase tem dois livros, A Herdeira e A Coroa, que encerra a história nesse universo. (mais…)

11
07
2016

Acabei de Ler: A Guardiã de Histórias – Victoria Schwab

Esse livro já tinha aparecido por aqui e finalmente li. É um título que me chamava atenção antes mesmo de ser lançado no Brasil. Muitos booktubers e blogs literários já tinham lido em inglês e todas as resenhas eram positivas. Quando li a sinopse, fiquei bastante empolgada, pois parecia algo diferente de tudo que já tinha lido. Não me decepcionei. guardia

Título Original: The Archived
Série: The Archived #1
Autor: Victoria Schwab
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 322
Adicione: Skoob | Goodreads

Modelo2-4

(mais…)

17
06
2016

Acabei de Ler: The Kiss of Deception – Mary E. Pearson

Eu estava super ansiosa para ler The Kiss of Deception, mas acabei decidindo esperar para a Darkside Books lançar a edição brasileira da obra ao invés de ler em inglês, porque confiava que eles iriam fazer um ótimo trabalho no formato e na tradução. Eu não estava errada e posso dizer que valeu a pena esperar: a edição está impecável e a história é muito apaixonante. Minha única frustração foi que a vida acabou atrapalhando e não consegui ler tão rápido quanto estava esperando. 

kiss-01

Título Original: The Kiss of Deception
Série: Crônicas de Amor e Ódio #1
Autor: Mary E. Pearson
Editora: Darkside Books
Páginas: 409
Adicione: Skoob | Goodreads

Modelo2-Favorito

The Kiss of Deception tem como personagem principal a Lia, Primeira Filha da Casa Real, que às vésperas do seu casamento com o príncipe do reino vizinho, foge com sua criada pessoal e melhor amiga, Pauline, para escapar do enlace e de todas as outras obrigações que lhe são impostas. Lia quer decidir seu próprio destino, fazer suas próprias escolhas e sabe que se casar como seu pai planejou, nunca poderá decidir nada.  (mais…)

18
05
2016

Minhas Próximas Leituras

Não, esse post não é uma TBR, mas sim apenas uma relação de livros que serão as minhas próximas leituras, já que são os livros que eu estou mais empolgada para ler!leituras01

O primeiro deles eu estava ansiosamente esperando desde que comprei ele na pré-venda. É o The Kiss of Deception, primeiro livro das Crônicas de Amor e Ódio, da Mary E. Pearson. Foi lançado aqui no Brasil por uma das minhas editoras preferidas, a Darkside Books, como parte da coleção de livros deles chamada DarkLove. Esse livro vai ter bastante fantasia e romance, pelo que eu vi por aí, além de uma boa porção de mistério.leituras02

A edição do livro está impecável, como era de se esperar da Darkside Books, e veio com um marca-páginas e um pôster com um mapa (!!!). Não sei quanto a vocês, mas eu amo livros de fantasia que trazem o mapa do local onde ocorrem as histórias, acho que ajuda muito a situar o leitor. Com certeza, minha próxima leitura!leituras03

Outro livro que também estou super curiosa para ler desde que vi alguns vídeos no Youtube sobre ele é A Guardiã de Histórias, da Victoria Schwab, aqui no Brasil editado pela Bertrand Brasil. Lá fora, Victoria Schwab faz bastante sucesso com seus livros de fantasia e com uma introdução como “Imagine um lugar onde, como livros, os mortos repousam em prateleiras”, não tinha como eu não me interessar pela história. Acho que estou tentando compensar um pouco a falta de livros de fantasia nas minhas últimas leituras… leituras04

Na minha lista de próximas leituras também está Simon vs. a Agenda Homo Sapiens, da Becky Albertalli, parte do catálogo da editora Intrínseca. Esse é um livro que quase comprei o ebook em inglês, mas como descobri que a Intrínseca iria lançar ele por aqui, acabei esperando. Acho que é outro que devo gostar bastante. leituras05

Por fim, uma das leituras que estão na fila é A Coroa, o último livro do universo de A Seleção, criado pela autora Kiera Cass e publicado no Brasil pela Seguinte. Não é exatamente um livro que mal posso esperar para ler, apesar de saber que tem muita gente triste porque a série acabou. Mas quero completar a série, então coloquei mais esse nessa lista.

Conforme for completando essas leituras, vou dizendo para vocês o que achei. Para acompanhar meus comentários durante a leitura, é só me seguir no Skoob ou no Goodreads.

Algum desses livros também chama a sua atenção? Quais suas próximas leituras?

E você já participou do nosso sorteio?

SORTEIOCARINA

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

13
02
2016

Acabei de Ler: Sombra e Ossos – Leigh Bardugo

sombraeossosAlina Starkov nunca esperou muito da vida. Órfã de guerra, ela tem uma única certeza: o apoio de seu melhor amigo, Maly, e sua inconveniente paixão por ele. Cartógrafa de seu regimento militar, em uma das expedições que precisa fazer à Dobra das Sombras – uma faixa anômala de escuridão repleta dos temíveis predadores volcras –, Alina vê Maly ser atacado pelos monstros e ficar brutalmente ferido. Seu instinto a leva a protegê-lo, quando inesperadamente ela vê revelado um poder latente que nunca suspeitou ter.

A partir disso, é arrancada de seu mundo conhecido e levada da corte real para ser treinada como um dos Grishas, a elite mágica liderada pelo misterioso Darkling. Com o extraordinário poder de Alina em seu arsenal, ele acredita que poderá finalmente destruir a Dobra das Sombras.

Agora, ela terá de dominar e aprimorar seu dom especial e de algum modo adaptar-se à sua nova vida sem Maly. Mas nesse extravagante mundo nada é o que parece. As sombrias ameaças ao reino crescem cada vez mais, assim como a atração de Alina pelo Darkling, e ela acabará descobrindo um segredo que poderá dividir seu coração – e seu mundo – em dois. E isso pode determinar sua ruína ou seu triunfo.

Título Original: Shadow and Bone 
Autor: Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Páginas: 288
Avaliação: 4/5

Eu enrolei muito para começar a ler a trilogia Grisha, da qual Sombra e Ossos é o primeiro livro. Para vocês terem uma idéia, eu tenho os dois primeiros volumes em inglês, comprados já há alguns anos pelo Book Depository (se você ainda não conhece o site, falo um pouco sobre ele nesse post) principalmente porque eu amei a capa.

Mas aí, sabe como é, outros livros chegaram, a trilogia tinha vários termos próprios e eu fiquei meio intimidada de ler em português. Enrolei tanto que a editora Gutenberg acabou lançando todos os livros em português e eu ainda não tinha lido. Acabei comprando o box e agora eu tenho, além dos dois primeiros em inglês, a trilogia inteira em português.

Mas nesse Carnaval, resolvi tomar vergonha na cara e começar a ler a série, afinal já não tinha mais desculpas. E para minha surpresa, apesar de sim, os termos próprios, como Grishas, Corporalki, Etherealki e Materialki, serem bem diferentes e usados várias vezes durante a narrativa, não é algo que dificulta a compreensão do leitor, contribuindo para uma leitura fluida.

Logo o leitor é envolvido pela história de Alina e o fato de os cenários mágicos serem descritos na medida certa facilita para imaginar as sensações pelas quais passa a personagem principal. O monstro Volcra logo toma forma na sua mente, bem como o medo que resulta de sua aparição. O esplendor do Pequeno Palácio também não é difícil de ser imaginado e com isso, você é transportado para dentro da história.

O universo criado pela autora é rico em magia, mentiras e traições. Porém, algo me incomodou durante a leitura: o romance. Se posso destacar um ponto fraco na leitura, seria o fato de que todo o amor que Alina declara sentir por Maly parece desafiar a lógica, já que não sinto nenhuma reciprocidade. Além disso, quando finalmente nos reencontramos com Maly, nada parece ser desenvolvido e por isso, não consegui ser conquistada pelo personagem. Aliás, o Darkling me parece muito mais interessante do que Maly.

Mesmo com os problemas que tive em relação a isso, ainda assim gostei muito da história e já estou lendo o segundo livro da série, Sol e Tormenta.

E vocês, o que acham desse tipo de livro?

Siga o blog nas redes sociais:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

20
01
2016

Acabei de Ler: Os Garotos Corvos – Maggie Stiefvater

garotoscorvos

Todo ano, na véspera do Dia de São Marcos, Blue Sargent vai com sua mãe clarividente até uma igreja abandonada para ver os espíritos daqueles que vão morrer em breve. Blue nunca consegue vê-los – até este ano, quando um garoto emerge da escuridão e fala diretamente com ela. Seu nome é Gansey, e ela logo descobre que ele é um estudante rico da Academia Aglionby, a escola particular da cidade. Mas Blue se impôs uma regra – ficar longe dos garotos da Aglionby. Conhecidos como garotos corvos, eles só podem significar encrenca. Gansey tem tudo – dinheiro, boa aparência, amigos leais -, mas deseja muito mais. Ele está em uma missão com outros três garotos corvos – Adam, o aluno pobre que se ressente de toda a riqueza ao seu redor; Ronan, a alma perturbada que varia da raiva ao desespero; e Noah, o observador taciturno, que percebe muitas coisas, mas fala pouco. Desde que se entende por gente, as médiuns da família dizem a Blue que, se ela beijar seu verdadeiro amor, ele morrerá. Mas ela não acredita no amor, por isso nunca pensou que isso seria um problema. Agora, conforme sua vida se torna cada vez mais ligada ao estranho mundo dos garotos corvos, ela não tem mais tanta certeza.

Título Original: The Raven Boys 
Série: The Raven Cycle #1 
Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Verus
Páginas: 376
Avaliação: 5/5

Vocês tem algum livro na sua estante que está lá, parado, você sabe que vai gostar quando ler, mas por um motivo ou outro, simplesmente vai deixando para depois? Com a série Os Garotos Corvos eu me senti assim. Falta de boas recomendações é que não foi: todo mundo com quem eu conversei sobre a história se derramava em elogios sobre a trama e a escrita da autora. Mas eu demorei um pouco mais para decidir lê-lo.

Uma das razões, porém, eu sempre tive muito clara: eu sabia que o estilo da Maggie Stiefvater proporciona uma leitura densa, complexa. Não é o tipo de livro que você consegue ler sem prestar muita atenção. A narrativa da autora é bem descritiva e acima de tudo, sua construção de personagem e de mundo é minuciosa, o que pode assustar o leitor de primeira viagem.

Não era o meu caso quando resolvi ler esse livro, porém. Já tinha lido A Corrida do Escorpião da autora (inclusive já comentei sobre ele aqui) e por isso já estava preparada. E por isso, acredito, não só consegui ler as primeiras páginas já me ambientando com o universo que a autora criou, como logo comecei a me apaixonar pelos personagens.

E que personagens! A história acaba girando em torno de Blue Sargent, uma garota que vive com sua mãe, tias e mais algumas mulheres da família que são todas médiuns (e que apesar de serem consideradas secundárias, ainda assim são extremamente bem desenvolvidas) e sua amizade com os Garotos Corvos, um grupo de quatro amigos que estudam na Academia Aglionby, que é uma escola para os filhos de famílias ricas e que tem um corvo como símbolo.

Gansey, Ronan, Adam e Noah estão numa missão: encontrar Glendower, um rei que já está morto há muito tempo, mas cujo lenda diz que ele só espera ser despertado e que aquele que o despertar terá seu pedido concedido. Essa sempre foi a missão de Gansey, que aos poucos foi juntando seus amigos para que o ajudassem nessa tarefa.

O interessante do livro é que eu poderia passar horas explicando cada um dos personagens, porque existem muitos detalhes na história de cada um. E, mesmo com todo o desenvolvimento de cada um deles, a leitura não fica pesada e nem se perde nas suas descrições.

Toda a mitologia criada por Stiefvater encanta o leitor e mesmo que a história se prolongue em quatro livros (o segundo e o terceiro, Os Ladrões de Sonhos e Lírio Azul, Azul Lírio, já publicados no Brasil pela Editora Verus e o último, The Raven King, que será lançado em 26 de abril nos EUA), ainda assim dá para ficar muito interessado no que vai acontecer e esperar ansiosamente pelos próximos livros.

Definitivamente, cinco estrelas e favoritado, tanto no Goodreads quanto no Skoob. E vocês, já leram? O que acharam do livro?

Siga o blog nas redes socias:

Twitter | Facebook | Instagram

24
09
2015

Acabei de Ler: Golem e o Gênio – Helene Wecker

Eu preciso falar sobre esse livro porque sinceramente acho que todo amante da leitura e da fantasia devia lê-lo. Golem e o Gênio é um livro que se passa na virada do século XX em uma Nova York que recebe novos imigrantes todos os dias. Os dois personagens principais são uma Golem (uma criatura mágica feita de barro para servir um mestre, relacionada com a tradição judaica) e um Djim, basicamente um gênio, desses que moram em garrafas e realizam desejos, ligados à cultura árabe.

golem04

(mais…)

18
09
2015

Acabei de Ler: A Rainha Vermelha – Victoria Aveynard

Depois de muito ler romances históricos, decidi mudar um pouco o estilo de leitura e voltar a ler distopia, um gênero que já fazia um tempo que eu não lia. O escolhido foi A Rainha Vermelha, principalmente, não posso negar, por causa da capa. Essa capa prateada toda cheia de brilho me encantou e eu tive que trazer o livro pra casa.

imageOuvi muitos elogios quanto à história e ao mundo distópico criado aqui, e por isso achei que renderia uma boa leitura. A personagem principal se chama Mare Barrow, e ela é uma vermelha, o que significa que possui sangue vermelho, em contraste aos que têm sangue prateado, que possuem poderes especiais e por causa disso acabaram dominando todos os vermelhos e fazendo deles seus escravos e os mandando para a guerra. (mais…)

21
04
2012

Acabei de Ler: O Circo da Noite – Erin Morgenstern

Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar. Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá. À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam. Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.

Há muito tempo não lia um livro como “O Circo da Noite”. Essa é uma história de amor, um Romeu e Julieta cheio de encanto e magia que acaba trazendo um mundo impressionante à imaginação de quem a lê. Com certeza, se tivesse que definir esse livro em uma única palavra, seria rico.

Não há dúvidas, a história é rica em detalhes, em descrições, em magia e em sentimentos. Tudo é muito bem planejado, até a descrição do circo, todo em preto e branco, das suas tendas e das sensações que passam seus expectadores… Nada está ali por acaso, cada detalhe, por menor que possa parecer, serve para complementar a história.

Dito isso, devo avisar aos meus quatro leitores (se você é o quinto novato, se manifeste nos comentários e seja bem vindo!): essa não é uma leitura leve. Não digo que seja pesada por conter muita violência ou temas adultos, mas sim porque é uma leitura que deve ser saboreada. Esse livro foi o primeiro que li dentro do projeto “50 Páginas ou Mais”, em que me comprometi a ler ao menos 50 páginas por dia e postar sobre meu avanço na leitura diária no meu Livejournal, e garanto que raramente cheguei a ler mais de 50 páginas por dia. Achava melhor ler com calma, pois perder um detalhe é perder uma parte da história.

Essa narrativa é bastante visual, contendo muitas informações a respeito do cenário, que podem parecer uma bobeira para quem não está acostumado, talvez até seja cansativo, mas as descrições a respeito do cenário ou mesmo do que vestem os personagens influem muito na história, por isso deixo a dica: se quiser vivenciar a magia desse livro por completo, mergulhe nele e em seus cenários.

Definitivamente, vale a pena a leitura.

Página 1 de 212