02
02
2022

Começando o Ano: O Reading Journal de Janeiro

Sei que muita gente achou janeiro muito longo, mas para mim passou muito rápido. Talvez seja porque é o mês do meu aniversário (aceito parabéns nos comentários mesmo atrasados). Porém finalmente chegamos a fevereiro e isso quer dizer que está na hora de mostrar como ficou meu reading journal de janeiro. O ano começou com muitas leituras e novidades, portanto vou contar tudo pra vocês.

Capa de Janeiro

Essa capa talvez seja minha preferida de todas que já fiz. Como dá pra ver, eu fiz uma colagem utilizando dois tipos de papel kraft. O papel decorado com as estrelas veio com meu calendário do advento da Paperzone Queen. Além disso, utilizei adesivos com tema de livros da Scrapmood e alguns adesivos que vieram com um kit do Clubinho do Adesivo. Um belo começo para o reading journal de janeiro.

Dias Lidos

Essa página ficou simples, apenas com alguns adesivos da Life Paper e washi tape. Continuo a marcar no calendário os livros que li naquele dia, identificando cada um dos livros com uma cor diferente. É a maneira que mais gosto de usar essa página, pois consigo ver quantos dias demorei pra ler cada um dos livros.

Para Ler Em Janeiro

Eu tinha feito algumas versões do lettering da palavra Janeiro, então resolvi usar outra que achei que ficou boa nessa página do reading journal de janeiro. A verdade é que nunca preencho essa página completa, pois de qualquer maneira não uso como uma lista a ser cumprida. Essa é uma página de sugestões, além de alguns livros que peguei em parcerias ou em troca de resenha. Para esses livros, eu tenho uma data para ler, então coloco ali para lembrar de incluir nas minhas leituras.

Como dá para ver, coloquei 3 livros na lista de janeiro. Um deles é da parceria com a Faro, Partidas e Chegadas, e eu amei. Inclusive, já tem post sobre ele aqui no blog. Os outros dois eu requisitei para resenha no NetGalley e foram cópias adiantadas, então precisei postar a resenha antes do lançamento.

Lidos No Mês

Ok, pode ser que eu tenha perdido um pouco o controle aqui. Janeiro foi o mês que li 17 livros. Para mim, isso é muito mais do que a média. No post de Wrap Up de 2021, comentei que o mês que mais tinha lido tinha sido outubro, quando li 16 livros. Ou seja, já comecei 2022 lendo mais. Mas existem algumas razões para isso.

Uma delas é que vários desses livros tem menos de 200 páginas, ou seja, são mais novellas do que romances completos. Isso aconteceu porque tenho pego alguns livros independentes para resenha no BookSirens. Alguns desses romances são mais curtos.

Outra razão é que eu entrei em férias, o que me deixou mais tempo para ler. E aí eu aproveitei para ler bastante. É para isso que servem as férias, não é mesmo?

Leituras de Janeiro

Como eu disse, eu li muitos livros em janeiro. Por isso, não vou comentar um por um. Vou falar de uma maneira mais geral, comentando sobre alguns que acho mais interessantes.

Os ARCs do NetGalley

Pedi dois livros para resenha no NetGalley. O primeiro é A Letter to Three Witches, uma leitura engraçada sobre três bruxos que não podem mais fazer magia, mas que recebem uma carta com uma ameaça. A carta diz que o parceiro de um deles vai abandoná-los até o fim da semana. Como vocês podem imaginar, isso causa um belo caos. É um livro bem engraçado. O outro é Josh and Gemma Make a Baby e envolve uma irmãzinha do melhor amigo e uma tentativa de fazer um bebê por inseminação artificial. A melhor parte foram as amigas que a Gemma faz no grupo de apoio.

De Lukov, Com Amor

De Lukov, Com Amor foi um livro que li através do Kindle Unlimited e é uma tradução da Editora Charme. Esse é um slow burn que foca bastante na parte do slow, ou seja, demora quase o livro inteiro para o casal ficar junto. Esse livro tem com cenário o competitivo mundo da patinação artística e apesar de toda a demora, eu curti bastante a leitura.

Gentleman Seeks Bride

Esse foi um livro que li depois que uma amiga encontrar uma resenha na Amazon reclamando das cenas hot do livro, escandalizada. Lógico que isso só fez com que a gente quisesse ler o livro. E após a leitura, posso dizer que a pessoa era puritana demais. Não tem nada demais nas cenas.

Os romances do BookSirens

O BookSirens é uma plataforma onde você pode se cadastrar para ler cópias adiantadas de livros independentes em troca de uma resenha sincera em sites como o Goodreads e a Amazon. Aliás, esse tipo de serviço é algo que acredito que o Brasil poderia ter.

Eu li quatro romances de lá em janeiro: Fine Tuned, The 7 Rules of Moving On, Dating Brooklyn e Wine Country King. Alguns romances sem cenas hot, outros com. Eu não sabia muito bem o que esperar quando me cadastrei por lá, mas achei bem legal. Nenhum dos livros que li foram ruins, o que acontece às vezes quando lemos romances que não conhecemos baixados da Amazon. E o site é muito bem estruturado, em alguns pontos melhor do que o NetGalley. Eu gostei bastante.

Os audiobooks

Eu li o Josh and Gemma em áudio, mas além dele, li outros dois. Um deles foi The Cheat Sheet, que já estava na minha lista faz tempo. Não gostei muito, é o tipo de história que depende demais da falta de comunicação entre o casal principal para funcionar. Também li The Lady Gets Lucky, da Joanna Shupe. Uma amiga minha me recomendou, principalmente por eu amar tanto romances de época. Eu gostei muito desse livro, mas é o segundo da série. E dizem que o primeiro é bem ruim, por isso eu resolvi nem ler. Esses dois audiobooks eu li através do Storytel, onde você paga uma assinatura para ter acesso ao catálogo. Tem vários audiobooks em português também e eu acho que vale muito a pena.

Os Romances Contemporâneos

A verdade é que esse foi o subgênero que eu mais li em janeiro. The Christmas Pact foi o primeiro livro do ano, uma novella da Vi Keeland e Penelope Ward. Ainda li Homecoming King, um livro da Penny Reid que eu acho que foi um dos melhores de janeiro. Li dois livros de uma série da Susannah Nix, King Family, que é uma família que tem uma indústria de sorvetes. Também li Os Padrinhos, da Olívia Uviplais, uma autora nacional. A história é boa. O último lido foi My Single-versary, da Lauren Blakely, mas esse foi um romance básico. Do tipo que você lê, termina a leitura e já esqueceu o que leu. Não é ruim, mas também não muda a vida de ninguém. É um mero passatempo.

Encerrando o reading journal de janeiro

E essas foram as leituras de janeiro. Como sempre, se quiser ver o progresso desse journal, é só me seguir no instagram, eu posto tudo por lá. E logo já tem a preparação para o reading journal de fevereiro.

Boas leituras!

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Subscribe
Notificar-me quando houver
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carol Mancini
4 meses atrás

Parabéns atrasado! Eu também faço aniversário em janeiro hahaha. Adorei sua lista de leituras do mês.

Renata
4 meses atrás

Chocada que eu não conhecia o BookSirens! Mas tô bem afastada desse mundo de resenhar.