20
01
2021

Desgrávida: Unpregnant – Jenni Hendriks e Ted Caplan

Olá, queridos e ávidos leitores desse cantinho literário na internet. Como vocês estão? Hoje eu trago para vocês um pouco sobre o livro Desgrávida, que recebi da parceria com a Faro Editorial. Logo de cara, achei o livro bastante intrigante, porque trata de um assunto que muita gente acha tabu: o aborto. Ainda mais porque o faz de uma forma única, com humor. Não se preocupem, porém, não é algo que faça piada do assunto.

Título Original: Unpregnant
Autor: Jenni Hendriks e Ted Caplan
Editora: Faro Editorial
Páginas: 256
AdicioneSkoob | Goodreads

Aliás, acho que todo mundo deve ter uma opinião sobre o assunto, não é mesmo? Mas eu peço que deixe um pouco os seus sentimentos de lado, porque esse livro trata de muito mais que isso. Talvez seja mais difícil ter uma opinião formada quando se conhece os detalhes da história. Entretanto, vou deixar bem claro que não é o objetivo desse post, e nem do livro, fazer você mudar de ideia. Apenas conhecer uma história.

Conhecendo Veronica

A protagonista de Desgrávida é Veronica, a Ronnie. Ela tem 17 anos e sua vida está indo de acordo com o programado. Ela é uma das melhores alunas de seu colégio, anda com as meninas populares e namora o cara mais cobiçado do colégio, o Kevin. Para coroar a perfeição, ela conseguiu ser admitida na Universidade Brown, uma das mais prestigiadas dos Estados Unidos. Ronnie é o orgulho de sua família simples e religiosa por isso.

Ela tem uma irmã mais velha que engravidou jovem e casou, tendo um filho atrás do outro. E ela não quer isso para a vida dela. Porém, todos os seus planos parecem ir por água abaixo quando sua menstruação atrasa. Ao fazer o teste, ela descobre estar grávida, mesmo tendo sempre usado camisinha quando transava com o namorado.

Em pânico, ela toma a decisão de ir até uma clínica de planejamento familiar para fazer um aborto. Porém, em seu estado uma menor de idade só pode fazer com a autorização dos pais, e lógico, Ronnie não a terá. Entretanto, a própria atendente da clínica já lhe dá a dica de que no estado vizinho não existe a exigência.

É a partir daí que sua vida fica de pernas pro ar: para conseguir ir até lá sem ninguém saber o que ela fará, ela conta com a ajuda inesperada de uma amiga de infância de quem ela se afastou. Bailey vai acompanhá-la, mesmo depois de anos de silêncio.

As duas então embarcam nessa jornada onde muitos imprevistos vão causar cenas engraçadas. E todos esses acontecimentos acabam por fazer com que Ronnie questione as suas ações e muito sobre quem ela é, também.

Lendo Desgrávida

Nos últimos tempos, tenho evitado ao máximo comprar livros físicos, por questão não só financeira como de espaço também. Todos os mais novos foram recebidos em parceria com as editoras, como Desgrávida. Mas a Faro fez um trabalho tão lindo na edição desse livro, com a capa em alto  relevo e todo o projeto gráfico interior que seria difícil ter a mesma qualidade num ebook. Algo muito legal é que não há números de capítulos, apenas a quilometragem da viagem. Tudo isso enriquece a leitura.

Outro ponto que me chamou a atenção sobre esse livro é que a história é sobre a jornada de Ronnie e Bailey. As duas eram muito amigas na infância, mas como parece ser normal acontecer, quando entraram na adolescência, isso mudou. Ronnie quis se envolver com a galera mais popular e Bailey acabou virando a esquisita por se atrever a ser diferente.

Conhecendo Ronnie e Bailey

Embora muitas das atitudes de Ronnie em relação à Bailey sejam bastante questionáveis, é necessário lembrar a idade das duas e como a pressão social que elas vivem interferem nas suas atitudes. Todo mundo tem essa fase da vida em que ainda está se descobrindo. A viagem e as confusões em que elas se metem revelam muito sobre quem elas são e o que deve importar ou não.

E levando em conta tudo o que a gente descobre sobre a Ronnie, todo o esforço dela e como exatamente ela fica grávida, não sei se dá para condenar a decisão que ela toma. Eu fiquei com muita pena dela, na verdade, quando fui lendo a história. Mas também fiquei orgulhosa das suas mudanças de atitude.

Espero que vocês dêem uma chance ao livro e não deixem que opiniões pré concebidas os façam condenar a personagem principal. É um livro engraçado que eu recomendo bastante. E olha que faz tempo que eu não leio jovem adulto, mas esse aqui valeu a pena.

* Esse livro foi recebido em parceria com a editora.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Subscribe
Notificar-me quando houver
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Alisson Gomes
1 mês atrás

Oi Mari!!

Desde o ano passo eu só tenho visto elogios a esse livro e cada dia que passa eu fico mais e mais curioso, doido para ler o livro que já está em minha whishlist! Logo a adaptação do livro deve sir né? Também estou ansioso por ela. Espero conseguir ler esse livro ainda esse ano.

Beijos!
<a href=”https://eitajali.blogspot.com”/>Eita Já Li</a>

Kenia Candido
1 mês atrás

Oi Mari.

Também faz tempo que eu não leio jovem adulto e li algumas resenhar sobre este livro elogiando e estou ficando curiosa para conferi-lo por causa da amizade de Ronnie e Bailey. Vou adicionar na minha lista de desejados para tentar adquiri-lo o mais breve possível. Parabéns pela resenha.

Bjos
https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

Ana Caroline Santos
Ana Caroline Santos
1 mês atrás

Olá, tudo bem? Eu só tenho ouvido elogios para a obra, por isso fiquei meio sem entender os comentários negativos (que ainda bem não vi!). Não sou muito fã do gênero, mas como a temática é algo que me interessa, quero super dar uma chance. Ainda mais que tem ar cômico. Realmente a edição da editora tá LINDA. Adorei!
Beijos