14
04
2017

A Guerra Que Salvou A Minha Vida – Kimberly Brubaker Bradley

Esse livro foi paixão à primeira vista. O trabalho com a capa e com o interior do livro salta aos olhos. Quando fiquei sabendo qual era a história, então, soube que tinha que ter ele na coleção. A Guerra que Salvou a Minha Vida traz um olhar diferente sobre a Segunda Guerra Mundial. Apesar do título, garanto que não é um livro elogiando a guerra. Muito pelo contrário. Mas é uma obra sobre preconceitos, traumas e acima de tudo, esperança. Não há como não se apaixonar pelos seus personagens, principalmente a personagem principal, Ada.

A Guerra Que Salvou A Minha Vida

Título Original: The War That Saved My Life
AutorKimberly Brubaker Bradley
Série: The War That Saved My Life #1
Editora: Darkside Books
Páginas: 240
Adicione: Skoob | Goodreads
Para comprar, clique: A Guerra que Salvou a Minha Vida

A História de A Guerra Que Salvou a Minha Vida

A narradora é Ada, uma menina de aproximadamente dez anos que vive com sua mãe e seu irmão, Jamie, em Londres. A história se passa em 1939, quando a Segunda Guerra Mundial realmente ficou séria. O governo da Inglaterra enviou as crianças para o interior do país, numa tentativa de mantê-las a salvo dos bombardeios.

A mãe de Ada abusa psicologicamente e fisicamente de Ada, porque a filha tem “pé torto”. Ela não deixa Ada sair de casa nem para ir à escola, por exemplo. Os moradores da região acreditam que a menina tem algum atraso mental. Ada não consegue andar e se locomove arrastando-se pelo seu apartamento de um cômodo só. Ela ajuda a cuidar do seu irmão, mas se sente muito sozinha quando ele começa a ir para a escola. Por isso, começa a treinar ficar de pé e andar pela casa, quando não há ninguém por perto.

Quando as crianças começam a serem enviadas para o interior, a mãe de Ada não quer deixá-la ir. Mas ela não ficaria sem o irmão. Por isso, ela escapa com ele e pega o trem com as outras crianças para o interior. Lá chegando, eles acabam sendo colocados aos cuidados de Susan Smith, uma mulher que vive sozinha com seus fantasmas e seus cavalos.

Juntos, essa “família” vai descobrindo o quanto precisam uns dos outros.

O Que Eu Achei Da Leitura

Um dos pontos que mais me atraem nesse livro é o fato de sua narradora ser uma criança com deficiência. Gosto bastante de livros com narradores que ainda estão na infância ou pré-adolescência, como é o caso de Em Algum Lugar Nas Estrelas. Mas ter uma pessoa com deficiência narrando é outra alegria para mim, já que também sou uma pessoa com deficiência. Apesar do meu problema físico ser bem mais complicado que o de Ada, também tenho uma deformidade no pé. Isso garantiu que eu entendesse, em primeira mão, algumas das dificuldades pelas quais ela passa.

Essa é uma leitura que desperta muitas emoções no leitor. Seja de raiva da “Mãe” das crianças, seja de emoção ao ver como todo o abuso sofrido influenciou a Ada… E ela é uma criança, então muitos de seus traumas ela mal consegue entender. Ela se sente responsável por Jamie e custa a confiar em Susan. Não quer depender de ninguém. Não acredita que aquilo tudo, ter comida e alguém que se preocupa com seu bem estar, vai durar muito tempo. Tem medo de realmente não conseguir aprender nada.

No campo, Ada encontra uma paixão: os cavalos. Ela monta naturalmente e quer fazer com que seu pônei, Manteiga, pule murinhos. Ada também ganha muletas, algo que nem imaginava existir, e passa a conseguir se locomover muito melhor. Descobre também que existe uma cirurgia que pode ajudá-la com seu pé. E que se tivesse sido tratada quando bebê, poderia não ter problema algum agora.

Susan é outra personagem que merece destaque nessa história. Ela vive sozinha porque a “amiga” de faculdade dela, Becky, faleceu. Becky deixou a casa e seus cavalos para Susan. Ela não socializa muito com as outras por acreditar que não seria aceita por eles. Sua família meio que a abandonou, e fica implícito que era por conta das suas escolhas.

Também vemos que Susan trava suas próprias batalhas pessoais. Em alguns momentos da história, ela fica simplesmente olhando para o nada. Passa dias sem se importar com o mundo exterior. As obrigações para com as crianças são o que tiram Susan desse estado.

Todos os personagens são bem desenvolvidos e o fato de uma criança de dez anos narrar a história não muda isso. É interessante observar a percepção de Ada quanto ao que acontece à sua volta. Como a percepção que ela tem sobre ela mesma muda conforme vai ganhando mais confiança. Você torce pelos personagens, sofre por eles. A história envolve, é aquele tipo de livro que não dá para largar.

A autora está escrevendo uma continuação para ele e acho que vai ser interessante ver o que acontece agora. Porém, o livro é completo e se não houver continuação, não vai atrapalhar a história. Recomendo demais a leitura, sinceramente foi uma das melhores de 2017.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Deixe um comentário

Notificar-me quando houver
avatar
Barbara

Oie

Vi varias resenhas desse livro e baseando por todas elas e inclusive a sua “A guerra que mudou a minha vida “parece ser um livro muito lindo e estou louca para ler rs.
Imagino como você deve ter se identificado ainda mais do que as outras pessoas com a Ava por você tambem ter uma deficiencia.

Amei sua resenha

Beijos
Meu mundinho quase perfeito

Camilla

Oii! Nossa, por essa capa bonita não sabia que a história é tão triste e aparentemente um tanto pesada 😮 Me lembrou um pouco “o menino do pijama listrado” apesar da história ser diferente. Fiquei bem interessada e vou colocar na minha lista. Boa resenha.
bjs

Gabbe

Oi Mari! Adorei a resenha, é o tipo de livro que eu compraria só pela capa, mas a história é bem pesada e dá pra tirar muita lição de lá, já coloquei na minha listinha de livros desejados *-*

Luana Souza

Recebi esse livro da editora e foi um grande presente. A edição é lindíssima, e o livro em si é um amor, pois a história me inspirou muito, mesmo não tendo nenhuma deficiência. Uma das melhores leituras de 2017 <3 Nem sabia que ia ter continuação, mas acho ele merece!

Ah, sua resenha está ótima! Espero que mais pessoas leiam o livro e se encantem também 🙂

Júlia Raquel

Já li diversas resenhas sobre esta obra, e assim como a sua, me deixaram com ainda mais vontade para ler. Preciso dizer que a Darkside sabe como fazer uma edição linda né? Sempre fico babando por todos os lançamentos dele. Amei muito sua resenha, parabéns!

Mari

Mari, você e a internet está falando muito bem desse livro, preciso demais ler!!! s2
E não tinha visto isso da autora estar fazendo uma continuação 🙂

http://www.papuff.com

Cíntia Carmellin

O livro tem uma contra capa muito linda! A história deve ser muito interessante, quando mexe com as emoções do leitor, não dá vontade de parar ler até saber o desfecho! Parabéns pela resenha!

Jô Silva

Olá
Não sou muito fã de história que falam sobre guerra, mas sua resenha me fez até pensar em mudar de ideia e a capa e a diagramação do livro é linda. Entrou pra lista de leituras futuras. Bjus

Andressa Santos

Adorei a resenha, eu já tinha visto a resenha desse filme em muitos outros lugares e cheguei a conclusão que ele é muito bom mesmo!

http://www.entregalaxiasblog.blogspot.com.br

Mandy

Gosto muito da temática da 2ª GM, é uma das coisas que eu mais fico procurando livros (fictícios ou não) e artigos científicos pra entender melhor. Achei muito interessante esse livro, não conhecia, o olhar da criança é um dos que eu mais tenho curiosidade de saber.

beijos,
deloucostodossomosumpouco.blogspot.com.br

Isabela Luccas

Fiquei apaixonada pelos detalhes do livro 😮 que livro lindo! Também gosto de livros narrados por crianças, gosto dos que são narrados por animais também… Porque a visão é totalmente diferente de um narrador adulto. Gostei muito da história e me impressiona eu nunca nem ter visto ele por ai. Vou adicionar na listinha!

Ingrid

Preciso desse livro, ele é lindo, remete à memorias, sabe?
A historia me encanta, gosto dessa nuance mais realista, ainda mais por falar da Segunda Guerra, é algo que me prende no enredo. Já quero, rsrs!
http://www.arquivodamoda.com

Jalysson Waldorf

Faz tempo que desejo ler esse livro. Adorei sua resenha e não sabia da informação de ser uma criança a narradora da história.
Suas fotos ficaram lindas!

Vívia Vitória

Eu já estou encantada com o livro antes mesmo ler ,a historia parece se incrível e bem interessante . Já quero ler <3

letras e costuras

estou loucaaa para ler esse livro aaa :˜ e essa edição, que primor! alias, qualquer uma da darkside né?!
:*******

Gabi Gouveia

Ai meu Deus, eu admito que meu coração ficou pequenininho lendo a resenha… e pior ainda é ter certeza de que naquele tempo era assim mesmo que eles tratavam quem tinha algum tipo de deficiência… vou falar sobre esse livro para o meu namorado, pois ele ama tudo relacionado a 2º guerra mundial, kkk

Fran Scandolara

Primeiro que amei a capa do livro, uma delicadeza sem fim <3
Nunca tinha escutado falar desse livro, mas pelo que vi em sua resenha ele parece ser muito bom! Vou procurar ler.

Parabéns pelo blog!

Julie

Eu super seria amiga da Ada kkkkk que amor de livro! Adoro esse tipo de leitura

Luíza Braz

Que legal que vc se identificou tanto com a narradora, é bom quando isso acontece né. Ainda nao li esse, mas gostei da resenha.

Hilda Machado

Eu já vi alguns posts sobre esse livro e fiquei encantada pois parece ser realmente muito envolvente. Pretendo muuito lê-lo sem falar na capa né?! Super amorzinho *-* amei o seu post! Beijocas! ♥

+ BLOG: http://sorriso-jovem.blogspot.com.br/

Lais

Estou LOOOOUCA pra ler esse livro A historia da Ada é incrível

Mari

aaaaaa que capa mais amorzinho! O livro parece ser incrível e ter um enredo sensacional! Pretendo ler! Amei a sua resenha! <3

Bjos, Marinspira <3

Dai Castro

Não sabia que a autora estava escrevendo uma continuação! Deve ser bem bacana ver como a vida da Ada e da Susan se desenrolou!
Uma história incrivel mesmo! Virou um livro queridinho!
🙂
Beijos!

Gislaine

Oi!
Fiquei um pouco com o pé atrás quanto ao livro ter uma continuação. Morro de medo do autor acabar “estragando” uma história que ele montou perfeitamente bem em um volume só, sabe?
Gostei demais dá sua resenha, super completa! Me fez ter ainda mais vontade de ter o livro na coleção.
Literalize-se!

Betânia

Eu já li algumas resenhas do livro e a história me deixou muito empolgada para ler, parece ser uma história incrível. Quero muito ter algum livro da Darkside Books, o trabalho deles com a edição é maravilhoso. As capas ficam sempre sensacionais e com essa não foi diferente, amo esses recortes <3
Beijo!

Sorriso Espontâneo

Isabelle Felicio

Que resenha maravilhosa e que fotos lindas ❤
Estou querendo muuuuito ler esse livro, já li várias resenhas e assisti também. Acho que deve ser uma história incrível. Sério, quero muito!

KARINE

me apaixonei por esse livro desde a primeira vez que o vi, depois que soube da história então… tô querendo MUITO ler, deve ser maravilhoso. adorei sua resenha!