12
04
2023

O Que Li em Março – Parte 1

Março foi um mês de muitas leituras, portanto decidi dividir esse post em dois. Essa é a primeira parte dos livros que li em março, onde conto pra vocês o que eu achei de cada um e se recomendo ou não. Já adianto que foi um mês de altos e baixos. Infelizmente, nem todas as leituras foram boas. Mas acredito que isso é algo normal, não é? Nem sempre gostamos dos livros que lemos. Seria ótimo poder adivinhar se o novo livro vai nos agradar antes de abrir, mas não é como acontece. Sem mais delongas, aqui está a primeira parte dos livros que li em março.

O Que Li Em Março

Li Funny Feelings, que foi o primeiro livro com personagens que fazem comédia stand-up que eu já vi. O livro é bem bonitinho, os personagens são uma graça. Algumas cenas inclusive achei bem emocionantes. Em seguida, terminei a leitura de Bilhetes de Ódio, que havia aparecido em algumas listas de romances com personagens com deficiência. A razão para isso é algo que é spoiler, então não vou entrar em detalhes. Porém,  tenho minhas reservas quanto à essa afirmação.

The Roommate Risk da Talia Hibbert foi uma releitura. Entretanto, a primeira vez que li o livro tinha outro título e outra capa. É um friends-to-lovers do tipo que ele se apaixona primeiro. Fiquei com a impressão que gostei mais da primeira vez que li. A história é boa, só não é ótima e existem outros livros da autora que eu gostei mais.

Worth the Wait é o último livro da série Love At First Sight e eu confesso que pulei o segundo e o terceiro porque o casal que mais me deixava curiosa era justamente o do Hunter, o irmão mais velho que simplesmente foge da cidade e casa com outra pessoa. Isso é  relevante porque ele é da família que quando encontra sua alma gêmea, se apaixona e pronto. Ou seja, ele conheceu a alma gêmea, não deu certo e ele foi embora. Claro que deu tudo errado né?

Algumas Cópias Adiantadas

Landlord Wars foi o primeiro ARC (cópia adiantada) dos livros que li em março e traz a história da Sophie, que encontra o apartamento perfeito mas seu senhorio… É uma história com algumas reviravoltas e um romance bem estruturado e de quebra me deixou intrigada sobre a irmã mais nova. Acho que logo sai um segundo livro da série.

Get Undressed With Me foi o segundo de uma série que também li como ARC ano passado e que eu gostei ainda mais do que o primeiro. Esse é sobre uma streamer de moda e estilo de vida que acaba se apaixonando pelo seu segurança que também é irmão do seu ex. A partir desse livro comecei a classificar os livros lidos não só pelas estrelinhas como também por pimentinhas, para saber quão hot um livro é.

Things We Hide From the Light é o segundo da série Knockemout, da Lucy Score. Eu gostei mas ainda prefiro o primeiro. Stud In the Stacks é sobre um bibliotecário que ama um bom romance hot e durante o livro aparecem várias recomendações de outros livros do gênero.

Já em Beefcakes nós temos um romance de segunda chance entre um ex dublê de Hollywood.  Ele volta para casa machucado com a intenção de ajudar na confeitaria da mãe, que foi diagnosticada com câncer. E aí ele acaba reencontrando seu amor da época do colégio e as coisas começam a evoluir.

O Que Não Funcionou

Então chegou a vez de More Than Anything e esse não deu certo pra mim. Achei a história parada, não consegui me conectar aos personagens e nem entender porque o casal principal não estava junto. Sério, não tinha lógica nenhuma. Terminei a leitura quase que arrastando. E era uma cópia adiantada, então fiz um esforço para não deixar sem uma resenha. Mas se fosse por outro motivo, acho que teria abandonado.

E essa foi a primeira parte dos livros que li em março. Logo passo por aqui para terminar de comentar a lista dos livros.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Subscribe
Notificar-me quando houver
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
10 meses atrás

[…] passado. Ou seja, aqui vão mais livros que li em março. Se você perdeu a primeira parte, é só clicar aqui para ler aquele post. Como eu já tinha dito, alguns livros foram muito bons, outros nem tanto. Então, como sempre […]