02
02
2018

Recordando Anne Frank – Miep Gies

Em 2014, tive a oportunidade de conhecer alguns países da Europa. Uma das minhas paradas foi em Amsterdã, na Holanda. Quando pesquisei por lugares para se conhecer na cidade, todos os guias citavam o Museu da Anne Frank. O museu é localizado no Anexo, lugar onde a família Frank ficou escondida durante a Segunda Guerra Mundial. Recordando Anne Frank é a história contada por Miep Gies, que ajudou a esconder a família Frank. Ler a obra foi emocionante, pois conheci melhor a história das pessoas que moravam ali e todo o seu sofrimento.

Título OriginalAnne Frank Remembered
AutorMiep Gies 
Editora: Gutenberg (Grupo Autêntica)
Páginas: 240
AdicioneSkoob | Goodreads

Recordando Anne Frank

Acho que não preciso exatamente explicar quem foi Anne Frank. Mas por via das dúvidas, Anne era uma menina alemã judia que morava em Amsterdã. Sua família fugiu da Alemanha Nazista para tentar escapar da ira de Hitler.

Mas Hitler acabou por dominar a Holanda também e a família Frank decidiu se esconder num anexo do comércio administrado pelo pai, Otto Frank. Eles ficaram escondidos até alguém delatar para a Polícia Alemã, quando foram enviados para campos de concentração. Anne Frank, sua irmã Margot e sua mãe não resistiram e morreram nos campos. O único sobrevivente da família Frank foi Otto.

Miep Gies trabalhava para Otto Frank. Ela e seu marido, que no livro é mencionado como Henk, ficaram muito amigos da família Frank. Miep utilizou os nomes que Anne usou em seus diários, mas que não eram os nomes reais. Anne tinha medo de que seu diário fosse parar nas mãos erradas e por isso usou outros nomes. Quando eles precisaram, Miep e Henk ajudaram a família a sobreviver escondida no pequeno Anexo.

Ela ajudava os que estavam escondidos, fazendo compras de comida, livros e trazendo notícias do que acontecia lá fora. E quando tudo aconteceu, foi Miep que ficou com os diários de Anne e os guardou até o final da Guerra, quando os devolveu a Otto Frank.

Foi de Otto a decisão de publicar os diários de Anne. Também foi dele a decisão de que não houvesse no Museu nenhum dos móveis. Todos os cômodos estão vazios. Estão em exposição em cada cômodos maquetes mostrando como tudo era na época. Segundo Otto, isso serve para mostrar o vazio que os judeus capturados deixaram para trás.

A história contada por Miep Gies

Foi uma experiência interessante ler a história contada por Miep. É uma nova visão dos acontecimentos narrados por Anne em seu diário, que se tornou tão famoso. Quando lemos o Diário de Anne Frank ou artigos sobre ela, é fácil esquecer que ela era apenas uma criança/adolescente. Miep traz um contraponto de alguém já adulto na época.

Miep se recorda de Anne dessa maneira: como uma criança curiosa, que amava cinema. Ela conta sobre seu crescimento na Holanda, como gostava da escola. Lembra como era uma menina extrovertida, como se interessava por saber sobre a vida. E ter que se esconder foi afetando essa menina.

Mas Miep também conta sobre Otto Frank. Sua amizade com Otto é algo muito bonito e ela tem muito respeito por ele. Conta de toda a sua determinação em cuidar de sua família, sobre como tentava não demonstrar sua preocupação com as mudanças.

Também é interessante saber através de seu relato como tudo foi mudando. Aos poucos, as liberdades dos judeus foram sendo retiradas. E mesmo que grande parte dos holandeses fossem contra as atrocidades do nazismo, não havia como ir contra. A não ser que se colocassem em perigo também. Miep conta a história de outros judeus e de como todos tentavam arranjar soluções para sobreviver. É angustiante pensar em tudo que essas pessoas passaram.

A história de Recordando Anne Frank é tocante. Não nego que em vários momentos chorei lendo. É triste ver como pessoas com tantos sonhos e planos perderam tudo, principalmente sua dignidade. Mas é importante que não nos esqueçamos e não deixemos algo assim acontecer de novo.

Livro cedido em parceria com a editora

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

46
Deixe um comentário

avatar
23 Comment threads
23 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
24 Comment authors
AnaMilenaTatiany SalazarMiaCatharina Mattavelli Costa Recent comment authors
  Subscribe  
Notificar-me quando houver
Nathaly
Nathaly

Eu simplesmente amei ler este livro, principalmente por ser judia e ser uma amante por história. O livro te prende o mais rapidamente possível você nunca consegue parar de ler até o terminar. A menina foi uma garota muito corajosa, amo ler e reler este livro com todo meu coração. Já li muitos deste gênero, mas este livro é o melhor e recomendo muito ele. Ótima resenha, adorei ^^

Raquel

Olá! Eu adorei saber sobre esse livro. Eu ainda não li sequer o diário, mas ele é tão conhecido que eu já sei bastante da história. Saber do ponto de vista de outra pessoa que viveu e se disponibilizou a relatar aquela época sombria para nós é realmente algo que vale a pena ler. Gostei muito da sua resenha!

Beijos

Fernanda Barroso

Olá! Confesso que até hoje eu não tive coragem de ler “O Diário de Anne Frank”. Sou uma pessoa que chora muito fácil, pra se dizer o mínimo e acho que eu me sentiria muito mal lendo. Imaginar o que essas pessoas passaram porque uma outra achava que era melhor do que elas por alguma coisa sem sentido (não importa o que seja, nunca somos melhores do que ninguém), me deixa enojada, porque sabemos que muitos pensam assim ainda hoje… Enfim, é triste ver o que a sociedade causa a ela mesma, uns aos outros e só por isso me… Ler mais

Morgana Brunner
Morgana Brunner

Oii Mari, eu tenho tanta vontade de ler esse livro que você nem imagina garota, gostei muito de saber a sua opinião e de cara parece ser uma ótima pedida, ainda mais que seja sobre a Anne, a qual lutou por tantas coisas e ate hoje é mundialmente conhecida.
Bjs

Kamila Villarreal
Kamila Villarreal

Olá!

Só eu acho que tudo relacionado à Anne Frank é muito chato? De verdade, tentei ler o livro dela, mas achei insuportável logo nas primeiras linhas, tanto que acabei abandonando antes mesmo do segundo capítulo, então com certeza não lerei esse.

Sandra Mendes

Hey, Mari!

Eu nunca li esse livro, mas li O Diário de Anne Frank e amei!
Amo ler livros cuja história se passa durante a guerra, tenho vários aqui, e tenho certeza de que esse, assim como você disse, é igualmente lindo. Quero ler assim que surgir a oportunidade.

Beijos!

Beatriz Andrade

Eu quero muito ler esse livro, acho que deve ser uma obra para se ler com calma e observas cada detalhe. Está na minha lista de leitura desde o lançamento e espero poder ler em breve

Taísa Silva

Oie tudo bem?

Poxa eu MORRO de vontade de ler esse livro e ainda não tive oportunidade, sua resenha só me deixou mais curiosa pela leitura!

Cabine de Leitura

Já perdi as contas de quantas vezes eu li o diário de Anne Frank. Esse livro em particular é novidade para mim, mas sem dúvida série uma ótima experiência e uma nova visão daquilo que acredito já conhecer tanto. Ótima resenha.

Beijos.

Saga Literária

Olá, tudo bem?
Eu não conhecia esse livro, parece ser uma leitura envolvente e deliciosa de se realizar. Gostei da sua resenha, está de parabéns. Dica anotada!
Abraço!

Yara Guez

Oie Mari! Minha amiga também leu esse livro, ela é fã da história da Anne e chorou horrores, ficou encantada quando viu que era a Miep quem narrava o livro. Que bom que você também gostou.

Larissa Dutra

Olá, tudo bem? Apesar de amar ler livros e saber mais sobre esta época, ainda não li nada sobre a Anne Frank, porém morro de curiosidade. Adorei a resenha, mais um para a listinha, haha!

Beijos,
https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

Cibele Gonçalves Morales

Eu sou apaixonada por livros que retratam a guerra. Esse está na minha lista de desejados há tempos e sua resenha me deixou ainda mais ansiosa para começar a leitura.
Beijos! <3

Camila de Moraes

Olá!
Muito se fala da força e coragem da Anne e até utilizam suas obras para estudos. Mas nunca me senti atraída para conhecer mais a fundo.
Mas gostei de conhecer mais da sua experiência com a leitura.
Beijos!

Michelle Ladislau
Michelle Ladislau

Oi.
Estou doida para ler esse livro, pois gosto de ler sobre essa terrível fase da humanidade e ninguém melhor pra contar do que a pessoa que passou por isso.
Ótima resenha.
Brijod3

Lilian de Souza Farias

Esse livro está em minha lista de desejos para comprar, tenho O Diário e acho enriquecedor ter essa versão, é uma parte triste da história mundial, que não deve ser esquecida e que precisa ser entendida, é justamente a falta de entendimento dessa história que faz com que o Fascismo, por exemplo, ganhe corpo na América Latina em lugares como o Brasil.

Consuelo
Consuelo

Gostei. Sempre quis ler O Diário de Anne Frank mas nunca tive a oportunidade. Saber que tem outro livro com um contraponto tão interessante me faz querer mais ainda. Parabéns.

Andre Gama

Oi Mari,
É importante sempre lembrarmos das atrocidades que os nazistas fizeram com os judeus porque existem (acredite) pessoas que acham que nada disso aconteceu de verdade. Como pode? Há inúmeras provas!!
Achei muito interessante a história ser contada por uma pessoa de fora e adulta que pode acompanhar tanto as mudanças externas (políticas e sociais) quanto as internas (inerentes à família Frank. Dica anotada!
Beijos,
André | Garotos Perdidos

Catharina Mattavelli Costa

Oie
hoje em dia esse tipo de livro sobre o nazismo está super em alta e todos falam muito bem sobre a guerra e tudo mais, esse parece estar muito interessante e imagino como tenso para você ler e deve ser impossível não se comover com a situação toda

beijos
http://www.prismaliterario.com.br/

Mia

Eu ainda não tive coragem de ler o diário de Anne Frank porque fujo mesmo de coisas que sei que me farão chorar ou ficar triste. A história dessa menina é terrível, por isso ainda não tive coragem de lê-la na íntegra. Mas já havia ouvido falar da casa que se tornou museu e da Miep Gies, por conta do livro/filme A culpa é das estrelas.

;*

Tatiany Salazar

Acho que devo ser a única pessoa que ainda não conhece a história de Anne Frank. Claro que eu conheço meio que por cima, mas queria saber mais, nunca li nenhum dos livros contando sua história, mas quero providenciar isso logo.
Sua resenha me deixou muito curiosa, principalmente em saber que você chorou enquanto lia, acho tão maravilhoso quando um livro tem essa capacidade de mexer tão profundamente com nosso emocional, nesse caso a história toda é muito emocionante. Amei a dica.

Milena
Milena

Oi!
Não conhecia esse livro ainda, mas parece ser bem intenso. O Diário de Anne Frank está na minha lista de leitura e tenho certeza que vou gostar bastante. Quanto à sua resenha, achei-a muito bem escrita. Parabéns!

Ana
Ana

Oiii!

Eu estou relutando para ler alguma coisa sobre a história da Anne pois sei que não conseguiria concluir. Não tem uma resenha que não conte sobre como sua vida é tocante. Tenho muita curiosidade, mas estou aguardado o momento certo para ler.

Beijinhos,