08
08
2019

Romance de Época pode ser chamado de Romance Histórico?

Toda vez que posto sobre um livro que a maioria das pessoas chama de romance de época, chamo de romance histórico. E isso incomoda algumas pessoas. Não foi só uma vez que recebi comentários me corrigindo. Se você colocar no Google, vai encontrar um monte de posts defendendo a diferença entre o que acreditam serem dois gêneros. Aliás, muitos blogs costumam dizer que achavam que era a mesma coisa e depois de uma pesquisa, mudaram de ideia. Engraçado, comigo foi diferente. No começo eu até concordava que existia uma diferença, mas com o tempo mudei de ideia.

A Diferença Que a Maioria das Pessoas Faz

Um post explicando a suposta diferença entre romance de época e romance histórico provavelmente vai focar no enredo. Segundo esse tipo de explicação, romance de época focaria no romance entre o casal principal e romance histórico daria mais ênfase nos acontecimentos históricos. Mas a verdade é que essa explicação genérica não me convence. Principalmente porque se explorarmos a fundo, ela acaba não fazendo muito sentido. E o pior: parece que é sempre um disse-que-disse. Um copia a explicação do outro e ninguém realmente questiona o que está sendo repetido.

É errado chamar romance de época de romance histórico?

A explicação acima não tira do chamado romance de época o fato de que ainda se encaixa no gênero romance histórico. Aliás, se pesquisarmos, descobriremos outros subgêneros de romances dentro do gênero romance histórico. Por isso, não estou aqui para dizer que romance de época não existe. Só que a minha pesquisa e meus anos lendo livros dos mais variados gêneros me mostrou que ele seria mais um subgênero do que um gênero diferente do romance histórico. Por isso, eu acredito que não, não é errado chamar romance de época de romance histórico pois o fato de se concentrar numa história de amor não faz que ele deixe de ser um romance histórico.

Mas se romance de época existe, por que eu não chamo ele assim?

Porque quando eu vejo as pessoas falando de romance de época, normalmente acabam diminuindo ele diante de outros tipos de romance histórico. Sabe aquela diferenciação, que devia se basear no enredo? Não é o que acontece, exatamente. Na maioria das vezes, são classificados romances de época como aqueles escritos por mulheres e que tem protagonistas mulheres. E, de alguma forma, esse tipo de leitura não é tão evoluído como um romance histórico, escrito por homens, deve ser. Não há nesses casos qualquer menção às liberdades que o enredo toma em relação aos fatos históricos. E pelo que a maioria daqueles que fazem a diferença entendem como requisito dizem, essa deveria ser a principal preocupação.

A verdade é que muitos romances de época trazem em sua trama eventos históricos. Eu aprendi muito sobre história no meio de romances. E ao fazer a diferença dessa maneira talvez estejamos diminuindo o leque de pessoas que poderiam se interessar por essas leituras. Existe uma ideia (errada) de que romances de época só devem ser lidos por mulheres. Porque romance é coisa de mulher, né?

E se você quiser continuar chamando de romance de época vs. romance histórico?

Olha, sinceramente, por mim tudo bem. Só quis explicar as minhas razões. Porque você pode até não concordar com a minha opinião, mas errada eu não estou. O que nós chamamos de romance de época não é um gênero que existe em inglês, por exemplo. Lá fora, qualquer romance que se passe antes da Segunda Guerra Mundial é chamado de Historical Romance. As divisões que eles fazem são menções quanto ao período, por exemplo romance da Regência ou romance vitoriano (da época da Rainha Victoria). O romance de época é mais uma invenção nossa mesmo. O mais próximo que os gringos chegam dessa discussão é que eles tem o gênero de Historical Fiction, que seria a ficção histórica. E essa é uma diferença que faz bem mais sentido para mim.

Resumo da ópera: quer chamar de romance de época? Vá em frente. Na minha opinião, você não está errado. Aliás, eu mesmo costumo falar em romance de época nos meus textos. Porém, não tente me convencer de que a única maneira correta é chamar do seu jeito. Eu tenho meus motivos para colocar os romances de época que eu leio na tag romances históricos. E eles vão continuar por lá.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notificar-me quando houver