03
02
2021

Simplesmente Nova York – Sarah Morgan

Oi, querido leitor. Tudo bem por aí? Hoje vou conversar com você um pouquinho sobre Simplesmente Nova York, o quarto livro da série Para Nova York, Com Amor. Na verdade, eu já falei sobre os três primeiros livros lá no Instagram (@pequenosretalhos). Para mim, essa série ia ser uma trilogia, mas a autora acabou se empolgando e abrangendo para contar a história de outros personagens.

Em Simplesmente Nova York, conhecemos Daniel, que é irmão das gêmeas que tem uma empresa de passeadores de cães em Manhattan. As irmãs são super parceiras das personagens principais dos primeiros livros e por isso a conexão para justificar a continuação da história.

Se eu chamar esse livro de Simplesmente Amor em algum momento desse post, já peço desculpas. Por favor, finjam que está escrito Simplesmente Nova York ao invés do nome do filme tradicional de Natal. Hahahahaha.

Título Original: New York, Actually
Autor: Sarah Morgan
Série: Para Nova York, com Amor #4
Editora: Harlequin
Páginas: 376
AdicioneSkoob | Goodreads

A História de Simplesmente Nova York

Nas resenhas dos primeiros livros, escrevi que as histórias eram bons romances, mas nada que se destacasse muito. Porém achei esse quarto livro um pouco mais profundo. Nele conhecemos Molly, ou Aggie, seu pseudônimo para a coluna de relacionamentos e livros que escreve. Molly tem um motivo sério em seu passado para não querer usar seu nome verdadeiro.

Ela passeia no Central Park quase todo dia com seu dálmata, chamado Valentine. E chama a atenção de Daniel, um advogado de divórcios que para chamar a atenção dela, acaba emprestando um cachorro do abrigo com o qual a empresa de suas irmãs trabalham. O que ele não imagina é que Molly conhece bem Fliss e Harriet e inclusive é cliente delas.

Os dois acabam se conhecendo e Daniel quer muito sair com Molly, que está reticente devido a seu histórico amoroso. Ao mesmo tempo, ele tem problemas com uma cliente devido a um conselho que Aggie dá em sua coluna de relacionamento. Porém, o que ele nem imagina é que a colunista que está lhe dando dor de cabeça é a moça pela qual está encantado. Mesmo que diga para si mesmo que na verdade só quer levá-la para cama e não se envolver emocionalmente.

As entrelinhas do relacionamento de Molly e Daniel

O passado de Molly

Os relacionamentos românticos do passado de Molly realmente não foram muito agradáveis. E, conforme vamos conhecendo melhor seu passado, dá para entender porque Molly age como age. Ela era honesta com seus parceiros dizendo que não queria nada mais sério, mas costumava ser ignorada por eles.

Porém, lendo Simplesmente Nova York, comecei a refletir bastante sobre responsabilidade emocional e como os ex dela não tinham nenhuma. E pior, como ela acaba sendo taxada como culpada porque foi sincera com seus sentimentos.

O histórico de Daniel

Já os problemas de Daniel se dão no âmbito familiar. Ele cresceu num ambiente nada saudável e  por isso acabou se sentindo responsável por proteger as irmãs e a mãe desde muito cedo. Daniel culpa a infelicidade do casamento de seus pais pelo fato de sua mãe ser apaixonada pelo pai que nunca soube tratar bem nem ela nem os filhos. E o pior: quando a mãe dizia que queria se separar, o pai deles a ameaçava dizendo que tiraria seus filhos. Um verdadeiro pesadelo que influenciou a sua escolha de profissão.

Por isso, é fácil entender porque os dois não querem nada com o amor. Mas estamos falando de um romance. Logo, isso vai por água abaixo rapidinho. Porém, não se preocupem, a história se desenvolve num bom ritmo, é bem estruturada e os personagens são interessantes. No fim das contas, gostei bastante, achei a participação dos cachorros sensacional (romance e cachorros dá muito certo) e o gancho que existe acabou por me deixar bastante curiosa para o próximo romance da série, com a Fliss.

Você já leu algum livro dessa série? Gosta do estilo?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Subscribe
Notificar-me quando houver
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
trackback
6 meses atrás

[…] na verdade eu comecei o mês terminando a leitura de Férias Nos Hamptons, a continuação de Simplesmente Nova York. Tive que ler em inglês, porque o livro foi lançado pela Harlequin aqui no dia 15/02 e […]