17
09
2019

A Dama Mais Desejada – Julia Quinn, Eloisa James, Connie Brockway

Se um romance histórico já deixa seu coração pulando de alegria, imagine uma história que vale por três? Porque essa é basicamente a premissa de A Dama Mais Desejada. Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway se uniram para escrever, numa mesma história, a jornada de três casais diferentes. Achei interessante o formato, porque se lê realmente como uma história só. Claro, cada parte acaba sendo focada em um dos casais, mas não é como se essa divisão fosse definitiva. Mas tudo isso eu explico melhor mais para frente nesse post. Vamos conhecer A Dama Mais Desejada?

Título OriginalThe Lady Most Likely… 
AutorJulia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway
Série: A Dama Mais… #1
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
AdicioneSkoob | Goodreads

Lendo A Dama Mais Desejada

A história de A Dama Mais Desejada se passa quando Hugh Theodore Dunne, o conde de Briarly, resolve se casar. Então, para ajudar, sua irmã já casada, Carolyn, faz uma lista de candidatas à esposa dele. E para dar o empurrãozinho final, ela convida todas para uma temporada em sua casa.

A lista de Carolyn consiste de duas jovens: Gwendolyn, considerada a bela da temporada, e Kate, uma jovem muito honesta e prática. Claro que, para garantir o mesmo número de homens e mulheres, ela convida cavalheiros também. Por isso, convida o amigo de Hugh, Alec, o conde de Charters, e o Capitão Neill Oakes, que ela pretende arranjar para sua amiga Georgina, que ficou viúva muito jovem.

Claro que as coisas não se desenrolam como Carolyn havia vislumbrado. Mas isso já fica claro logo no primeiro capítulo. Porém, para tornar mais fácil de compreender, vou falar de cada um dos casais na ordem que a história acontece.

Gwendolyn e Alec

Gwen é a primeira opção de Carolyn para o irmão. Porém, por ter sido considerada o diamante da temporada, sua mãe sonha com um casamento com um duque para a filha. Entretanto, Gwen não está muito certa de que é isso que quer. Além disso, ela é tímida, o que faz que as outras damas achem que ela é metida demais.

Alec acaba se aproximando de Gwen por conta de sua irmã, Olivia. Olivia está convencida de que Gwen se acha superior a todos e rouba a atenção de todos os jovens solteiros. Para ajudar a irmã, ele acaba conversando com Gwen, como uma forma de afastá-la dos outros jovens para que Olivia tenha uma oportunidade.

E aí vocês já podem imaginar o que acontece, não é mesmo? Eu gostei dos personagens, achei Gwen uma personagem interessante, mas a história achei meio corrida. O romance ocorre muito rapidamente e, embora eu entenda que isso era mais comum na época, não me convenceu.

Kate e Neill

Logo de cara, percebemos que Kate tem algum plano. Mas ela não conta exatamente que plano é esse. Só sabemos que está ali para conhecer um marido em potencial. O problema é que seu irmão, que devia ser seu acompanhante, acaba dando um jeito de escapar e deixar a responsabilidade para o Capitão Neill Oakes, um velho amigo da família.

Eu disse ali em cima que Kate é muito honesta e direta. Aos 16 anos, ela estava convencida de que iria se casar com Neill. Porém, ela o encurralou e roubou-lhe um beijo, só para ser rejeitada. Desde então, Neill se juntou ao exército e foi para a guerra, se tornando um herói. Ninguém sabia exatamente porque.

Com uma bagagem dessas, os dois tem muito o que conversar. E logo descobrimos que existe muita coisa que um não sabe do outro. A história desse casal, ainda que contada de forma rápida, pareceu ter muito mais fundamento do que o primeiro romance. Os dois conseguiram me convencer como um casal apaixonado. Além disso, a forma que essa segunda parte é contada é um pouco mais dinâmica.

Hugh e Georgina

Logo no primeiro capítulo, quando Carolyn está armando a festa e fazendo a lista, já percebemos que Hugh tem um certo interesse em Georgina. Ela é a melhor amiga de Carol e por isso conhece os irmãos desde criança. Acabou se casando cedo e era feliz, mas o marido morreu jovem. Por isso, não pretende se casar mais.

Hugh é o pior dos cavalheiros desse livro. E isso não é exatamente por uma característica pessoal sua, mas sim porque é completamente obcecado por seus cavalos. Ele passa a maior parte do tempo treinando e cuidando de seus animais. Não é um simples hobby, já que ele deixa de participar de momentos importantes porque acredita que seus cavalos precisam de mais atenção.

O motivo pelo qual deseja se casar é porque caiu de um cavalo e acabou entrando em coma por uma semana. Quando finalmente acordou, percebeu que precisava casar e ter um herdeiro, já que era o único filho homem.

Conforme vamos conhecendo melhor Georgina e Hugh, percebemos como os dois combinam. Até porque Georgie sabe muito bem como a cabeça de Hugh funciona. Mais do que isso, é interessante perceber que finalmente algo se torna mais importante para ele do que seus cavalos (mas não muito).

Achei essa última história interessante, mesmo não gostando tanto de Hugh. O casal funciona, o que é importante numa história escrita com essa estrutura, onde não há como alongar-se em explicações.

Finalizando A Dama Mais Desejada

Acho que o grande trunfo do livro é ser uma história só, contada a seis mãos. Não é uma coletânea e ainda que seja fácil perceber que cada uma das autoras ficou responsável por um dos casais, todas tiveram participação em todas as partes da história. Digo isso porque os personagens aparecem em todos os momentos e não só quando é seu romance sendo contado. Tanto é verdade que não há separações. Todas elas são autoras do livro inteiro.

Ah, e a história é finalizada com uma peça de teatro que o marido de Carolyn, Piers, arranja, de surpresa para ela. Nesse último momento, é possível ver os três novos casais formados. Uma maneira bonitinha de terminar a história.

Você já leu algum livro de alguma das autoras? O que achou?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

avatar
18 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
17 Comment authors
Mara Cerqueira SantosKênia cândidoGaroto de Outro PlanetaPaula MarcondesYelloobow Recent comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notificar-me quando houver
Maria Rafaela
Maria Rafaela

Tantas autoras, nunca tinha visto isso e já achei um máximo. Ainda não conhecia esse livro, mas já me apaixonei pela história, a fluidez e claro, a capa, que é linda por sinal.
Adorei a sua resenha.

Gustavo

Nossa, essa história deve ser sensacional e repleta de emoção. Quem curte esse estilo literário, essa obra é um prato cheio. Muito bom mesmo, excelente dica.

Ana Caroline
Ana Caroline

Olá, Mari.

Esse livro será uma das minhas próximas leituras e eu estou bem curiosa. Principalmente para conhecer a escrita da Julia Quinn e Eloisa James, que são escritoras super recomendadas dentro do gênero romance de época.
Não sei de qual casal eu irei gostar mais, mas já estou bem ansiosa para conhece-los logo.

jacqueline Florêncio Gomes

Oi,tudo bem ?

Nossa confesso que não conhecia esse livro, mas já ouvi falar muito da escrita da Julia Quinn e tem livros dela na minha listinha. Gostei bastante da proposta da obra e com toda certeza essa é uma ótima indicação de leitura.

Eduardo Moretti

A história parece ser mto interessante, deu vontade ler. Ainda não li Julia Quinn, preciso me dar esse prazer.

Nique Bittencourt

Fiquei interessada nessa leitura. Cheia de emoções.

Clayci Oliveira

Adoro quando as histórias se cruzam <3
Até fiquei com vontade de ler. Inclusive gostei de Kate e Neil hahah ficou um clichê com a pegada que eu gosto.

Kira

Ainda não li esse livro, mas é um gênero que gosto muito então tem grandes chances de ler dentor de pouco tempo, obrigada pela dica ♥

Beijos!

cris

Oi!
Adoro romances de época e essas autoras se inspiraram para escrever essas histórias fantásticas, só tenho lido elogios sobre esse livro, mas ainda não consegui ler. Lendo sua resenha tive uma proporção do enredo e do cenário criado. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

Raíssa Zaneze

Oi Mari! Aí, eu li esse livro e achei ele uma fofurinha. Ao contrário de você, consegui identificar muito o que cada autora ficou responsável, pra depois ver que na própria edição mostrava isso hahaha O Hugh é um personagem que a gente não sente mt coisa, ainda que seja ele que dê o pontapé pra trama, mas é impressionante como ele combina com a Georgie. Kate e Neill eram o casal da vida, me lembrou um pouco uma trama que já li. Mas, meus preferidos foram Alec e Gwen. Ainda que tenha sentido vontade de estrangular a Olivia, eu… Ler mais

Erika Monteiro

Oi, tudo bem? Gente que edição mais linda. Como assim escrita por seis mãos? Imagino o quanto deve ter dado trabalho às autoras criar algo assim tão incrível. A troca de ideias, os personagens, a ambientação, deve ter uma riqueza de detalhes impressionante. Já vou adicionar à minha lista. Um abraço, Érika =^.^=

Carol Nery

Eu nunca li nadinha de romance de época. O máximo que já li de romances passado em “antigamente”, são os clássicos que realmente eram daquela época. hahahaha
Mas, eu tenho muitas amigas apaixonadas no estilo literário, e principalmente super fãs de Julia Quinn. Acredito que a autora seja uma das referências da área.
Parabéns pela resenha. Grande beijo.

Yelloobow

Quero muito que alguém venha, me pegue pelos ombros e me balance dizendo: leia a Julia Quinn! Eu tenho interesse, tem história interessante, mas acho que preciso de um empurrãozinho. “A Seleção” só fui ler por que levei um empurrãozinho, se não, nem teria lido e olha que amei!

Paula Marcondes
Paula Marcondes

Interessante o formato da escrita e a unidade dela, sem transparecer fragmentação no texto. Gostei da resenha.

Garoto de Outro Planeta

Oi, tudo bem? Não sou do tipo que lê romances de época, mas eu até acho interessante analisar as diferenças culturais e de valores presentes entre as épocas retratadas nas histórias e os dias de hoje. Abraços!

Kênia cândido

Oi Mari.

Eu ainda não tive a chance de conhecer a escrita das autoras com suas obras separadamente, mas fiquei com muita vontade de conferir a história deste livro com ela escrevendo juntas. Acho que vou começar por ele. A história pareceu bem interessante. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha.

Bjos
https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

Mara Cerqueira Santos

Oi, Mari!

Tenho visto elogios a este livro e fico feliz que você tenha curtido também.
Eu particularmente adoro histórias escritas por mais de um autor, é como se o que cada um tem de melhor fosse colocado no livro e aí fica perfeito!

trackback

[…] alguns dias, vim aqui contar para vocês sobre a leitura de A Dama Mais Desejada. As autoras decidiram fazer outro livro com a mesma ideia. Ou seja, uma história única mas que […]