11
08
2017

Acabei de Ler: Desejo à Meia-Noite – Lisa Kleypas

Eu já tinha tentado ler um outro livro da Lisa Kleypas há algum tempo atrás. Porém, a leitura não me agradou, ao ponto de eu ter largado a leitura pela metade. Aliás, acabei nem gravando o título da obra, algo não muito comum para mim. Porém, como visito vários blogs literários que costumam resenhar os livros dessa autora, resolvi dar uma outra chance. O escolhido foi Desejo à Meia-Noite, o primeiro da série Os Hathaways, publicado no Brasil pela Arqueiro. O motivo foi simples: encontrei esse e o próximo livro da série, Sedução ao Amanhecer, em promoção. Porém, minha experiência de leitura não foi tão boa assim.

Título Original: Mine Till Midnight
AutorLisa Kleyplas
Série: Os Hathaways #1
Editora: Arqueiro
Páginas: 257
AdicioneSkoob | Goodreads

A História de Desejo à Meia-Noite

Esse é o romance de Amelia Hathaway e Cam Rohan. O irmão de Amelia, Leo, acabou de herdar um título que ninguém esperava. Porém, esse título de nobreza vem com um boato de ser amaldiçoado, já que nenhum de seus detentores parece ficar muito tempo com ele. Leo está, pelo jeito, tentando fazer de tudo para manter a tradição, bebendo demais e jogando muito em casas de jogos.

Amelia é a irmã responsável e tenta fazer de tudo para manter seu irmão vivo. Infelizmente, isso quer dizer sair à noite caçando o irmão em lugares não próprios para uma dama da sociedade. É numa dessas noites que ela e Kev, um irmão de criação de origem cigana dos Hathaway, acabam encontrando Cam Rohan. Cam é meio cigano e gerente de uma das casas de jogos que Leo frequenta e acaba ajudando Amelia a encontrar o irmão. Seus planos são largar tudo e ir viver como cigano. Ele também tem muita sorte com dinheiro, o que odeia, devido aos seus princípios ciganos. Amelia e Cam acreditam que nunca mais se encontrarão depois daquela noite. Porém, seus destinos parecem estar entrelaçados, pois Cam acaba sendo hóspede dos novos vizinhos dos Hathaways no campo.

Claro, a história vai se desenvolver e a atração entre Cam e Amelia vai ficando cada vez mais forte. Amelia, porém, não irá se render facilmente ao que está sentindo, pois já passou por uma decepção amorosa no passado. Mas logo se tornarão parte da vida um do outro.

O Que Eu Achei da Leitura

Já comentei que a leitura não foi tão boa assim para mim. A história em si é básica para um romance de época. Claro, existem algumas inovações, como por exemplo Cam ser cigano e não querer ficar preso a um lugar só. Aliás, os conflitos entre a cultura dos ciganos (ou rom) e a dos não-ciganos (os gadje) estão presentes por toda a história.

Amelia é uma boa personagem principal, apesar de não ter sentido uma ligação forte com ela. Por conta das circunstâncias da família, ela teve que tomar as rédeas da situação. Isso quer dizer que muitas vezes ela tenta controlar fatos que não são possíveis de se controlar.

O Que Me Incomodou

Porém, o que acabou me incomodando diz mais ao relacionamento do casal principal. Existem alguns problemas por exemplo em relação a consentimento. Sabe aquelas cenas em que o homem começa a beijar a mulher e ela diz não, mas ele continua e no final das contas dá tudo certo, porque ela acaba deixando? Eu não via problemas com esse tipo de cena até algum tempo atrás. Aliás, até achava romântico, afinal ela era tomada pela paixão. Mas aí isso começou a me incomodar. Se ela diz não, por que ele continua a insistir? Isso é uma forma de forçar a outra pessoa a algo que ela não quer. E se ao invés disso ele parasse quando ela dissesse não e conversasse com a mulher? Será que se ela desse seu consentimento não significaria muito mais?

Outro ponto é a maneira como a Lisa Kleypas escreve. Existe uma certa formalidade, o que me fez sentir distante dos seus personagens e seus sentimentos. O fato de eu não ter sentido uma ligação forte com Amelia significa também que eu não torci tanto para ela. Não foi uma leitura que me envolveu. Eu li de forma rápida, até porque queria sim saber que rumo a história tomaria. Mas não foi um daqueles livros que eu não aguentasse ficar sem ler por um dia. E esse é para mim um sentimento imprescindível quando estou escolhendo meus livros preferidos.

Por fim, não sei se recomendo exatamente a leitura desse livro. Eu já li o próximo  (logo teremos um post sobre ele), então também não é uma dessas histórias que não recomendo para ninguém. Mas a verdade é que acredito que existem autoras melhores nesse nicho de leitura. Se alguém me pedisse uma recomendação, confesso que Lisa Kleypas não seria minha primeira opção.

E vocês, já leram algo da autora?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Deixe um comentário

Notificar-me quando houver
avatar
Lucy

Que coisa, Mari! Eu adoro essa série! hahaha
Gosto muito mais do estilo da Lisa Kleypas do que da Loretta Chase, cujos personagens são mais cínicos. Eu também reparei nesse problema que vc falou sobre a insistência masculina pra cima da mulher, mas isso não minou minha vontade de ler. Os outros não achei que foram da mesma forma, acabou que a série melhora bastante e o livro favorito é o quarto.
Bjs!

Ariane Eleuterio

É tão ruim ler um livro assim né, que a gente não consegue se apegar a protagonista, parece que não valeu tanto a pena.
🙁

Rachel Hansen

Não conhecia esse livro, mais você tem razão é ruim ler um livro, e não se apegar ao personagem principal.

Daiana

Olá! Muito tempo eu queria dar uma chance para este livro … e vendo sua opinião, sem dúvida, eu tenho que dar-lhe uma tentativa!
besitos

(Usando o tradutor Google)

angela

sou apaixonada nesse livro

VANESSA

Olá! Tudo bem?
Gostei demais de saber sua opinião, e por isso amo pegar dicas de leitura aqui no seu cantinho. Esse eu vou deixar passar.
Beijocas.

http://www.meumundosecreto.com.br

Daniel Dornelas

Nunca li nada dessa autora, mas o pessoal fala tão bem que eu sinto que tenho que ler urgentemente. mas e o tempo?
Adorei sua resenha em todos os aspectos! Perfeita! Obrigado pela dica!

Kennia Gonçallves

Esse livro esta na minha lista de leitura para esse mês. Agora lendo sua resenha fiquei em dúvida se sigo em frente com a idéia ou não. O que te incomodou provavelmente vai me incomodar também.
Eu gostei muito da sua resenha e me preparou para a possível leitura.
Beijinhos

Marijleite

Olá, acho que preciso reler esse livro para poder comentar sobre essa questão do consentimento. A Lisa é minha escritora favorita de romances de época (já li essa série toda) por trazer personagens que nem sempre estão ligados à nobreza. Uma pena que você não tenha curtido tanto.

Rob Camilotti

Oi, Mari, nunca li nada dessa autora e nem conhecia essa série. A premissa parece ter sido boa a da autora, pena que não conseguia envolvê-la. Ah, e concordo com você. É de fato um problema quando o autor ou a autora, se preocupam mais com o próprio texto, sendo formal demais, e acaba se esquecendo da própria história que está contando.

Abraço, gostei da tua resenha.

Luís Lopes

Sem dúvida um livro a acrescentar á minha lista de leitura obrigado

Rodrigo Silva

Olá!
Eu não conhecia a autora e como o Roberto disse em seu comentário: a premissa é boa. A formalidade da escrita acaba quebrando a fluides da leitura. Admiro por você ter lido até o fim o livro, porque eu, se estivesse no seu lugar, teria abandonado a leitura.
Obrigado pela sinceridade em sua resenha e por esclarecer os motivos de sua opinião.
https://refletindoweb.wordpress.com/

Fábrica dos Convites

Oi Mari, que pena que você acabou não se envolvendo na história. Eu gosto da Lisa e gostei desta série, e até entendo os pontos que você levantou, principalmente em relação ao não da mocinha, mas realmente não encaro como uma imposição, pois não senti que ela estava sendo de alguma forma ameaçada ou forçada de algum tipo. Se sentisse isso, também não iria gostar. Mesmo assim, entendo e respeito sua posição, principalmente por conta da sinceridade dela.
Bjs, Rose

Karina Rezende

Oii, tudo bem?
Ainda não havia lido nenhuma resenha acerca do livro mas se tem uma coisa que me incomoda são romances em que o cara não respeita a mulher. Isso é bastante comum em romances de época, infelizmente, então acho que se lesse esse livro compartilharia da mesma opinião que você. Uma pena que não tenha gostado tanto do livro, mas espero que goste das continuações 🙂
Beijoss!

Eli - Leitura Entre Amigas

Oie!
Eu li os dois primeiros livros da série As Estações do Amor, da Lisa e confesso que gostei bastante! Essa serie está na minha lista de leitura, e pretendo ler e tirar minhas próprias conclusões, apesar de você não ser a única a achar essa série não tão boa assim. Uma pena o livro não ter te envolvido acho tão ruim quando isso acontece, mas tenta ler a série As Estações do Amor, talvez você goste. 🙂

Beijos!
Eli – Leitura Entre Amigas
http://www.leituraentreamigas.com.br/

Raíssa Zaneze

Oii! Então, eu ainda não li nada da Lisa, mas tenho uma amiga que ama os livros dela e essa série principalmente. Mas sinto, pela sua resenha, que eu não gostaria da leitura também. Eu to numa fase “descobridora” dos romances de época e tenho lido uns maravilhosos e que não se parecem com esses. Meu medo é pegar um assim e traumatizar com a leitura. Mas, parabéns pelo texto e pelas fotos. Beijos.
https://almde50tons.wordpress.com

Maihara

Olá, tudo bem?
Gostei muito da sua opinião sobre o livro, ainda não conhecia. Confesso que o livro não me chamou atenção, principalmente pela escrita meio formal e também por ser um romance de época.
Beijos.

Morgana Brunner

Oiii Mari tudo bem?
Infelizmente eu não consigo me apegar e nem sentir vontade de ler os livros da Lisa, é muito dificil que eu leia romance de época, esse definitivamente não me agradou, como sempre, suas fotos ficaram lindas.
Beijinhos

Saga Literária

Olá, tudo bem Mari?

Eu sei que essa série faz um grande sucesso entre os leitores, porém apesar de toda a crítica positiva que os livros da Lisa Kleypas recebe, eu ainda não li nenhum deles. Talvez faça isso no futuro, mas por agora não dá. Gostei da sua resenha, ficou bem legal. Uma pena que o livor não tenha te conquistado profundamente, tendo em vista a sua dúvida sobre recomendar ou não a leitura.
Abraços!

Camila de Moraes

Olá!
Eu simplesmente amo a série da Lisa. Concordo com esses pontos chatinhos sobre a narrativa, mas acho que a autora quis passar dentro do romance um pouco sobre a cultura dos ciganos e acabou meio que se perdendo. Confesso que os livros em que mais gostei foram a partir do terceiro.
Espero que você curta os próximos, pois me diverti bastante.

Beatriz Andrade

Eu tenho visto muitos livros que acabam fazendo isso, a mulher diz não, o cara continua e fica tudo lindo. De uns tempos para cá, eu comecei a ver essa abordagem por um outro ângulo e isso começou a me incomodar também. Eu gostei da sua resenha e da sua sinceridade.

Thais Brandão

Eu não conhecia a autora e a história me parece ser boa, mas quando não há uma conexão para com o leitor durante a leitura é uma coisa que me frustra seriamente. E que pena que você não ficou satisfeita com este.
P.s: Você conhece os livros da Paula Pimenta? Eu amo a forma de escrita dela e creio que você iria gostar também.
Beijos

Betânia

Essa escritora deve tem muitos livros nesse estilo? Porque parece que já vi milhares de capas iguais a essa. Esse gênero romance com um pouco de erotismo (acho que é o caso, né? Pelo título) não me agradam nem um pouco. Acho meio forçado demais…
Mas o post está ótimo, muito importante sinceridade em um post sobre livros 🙂
Beijo!

https://sorriso-espontaneo.blogspot.com.br/

Hanna Carolina

Eu nunca li nada dessa autora, primeiro porque esse tipo de literatura não me chama a atenção… e segundo porque depois de ler tua opinião, agora que vou passar longe mesmo dessa série… rsrsrs Assim como você certas coisas não me incomodavam antes, eu achava que era normal e romântico, mas hoje vejo como hostil, ruim e que não devia ser comum… =/
Bjks!
http://mundinhodahanna.blogspot.com

Victoria

Nunca li e pelo que você contou não me deu nenhuma vontade de ler. Sobre a sua problematização do cara continuar beijando após ela dizer nao, há uns tempos atrás eu também não veria problema, mas hoje em dia eu não gosto quando tem algo assim em livros/filmes/séries, até perco a vontade de ler.
Skyscrapers

Adriel Cristian

oi, oi.

poxa, que pena que não foi uma boa leitura. se eu fosse julgar o livro pela capa, iria criar muita expectativa pq é linda. 🙁

sendo sincero, não leria o livro pela tua resenha pq não curto muito esse estilo, sabe? me dá sono! tento lutar contra esse preconceito, mas não rola mesmo. 🙁

bjs!
Não me venha com desculpas

Ana Paula Lima

Oiii!

Mari, eu super entendo o fato de você se incomodar com o abuso nas obras. Eu tbm me incomodo muito, só que uma coisa que eu levo em consideração é o período em que a obra se passa. Naquela época era super normal essa forçação. Não estou dizendo que acho certo, pelo contrário. Só acho que para a autora, é preciso que ela retrate conforme aquele periodo acontecia. Uma droga, mas é o que não me deixa revoltada com a obra e sim, com o passado.
Gostei da critica!

Beijinhos,

Déborah

Tenho esse livro, na verdade a série, há um bom tempo, mas ainda não li.
Já li da autora as quatro estações do amor e amei.
Diferente de você eu gosto da escrita dela.
Também me incomodo quando uma cena “romântica” começa de maneira errada, afinal se diz não era para parar.

Angelica

Oi, tudo bem?
Ando me incomodando muito também com essa questão do consentimento em algumas histórias, e algum outro tipo de abuso que antes não notava, de qualquer forma tenho vontade de ler a série.
Bjs

Lariz Santana

Oie que blog fofo! Eu nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, nem sobre a autora dele. A história ate parece ser interessante, mas não é do tipo que eu gosto kkkk sem contar que sou muuuito chata pra livros, gosto daqueles que me fazem tirar o fôlego desde o começo sabe? E pela sua resenha, não sei se escolheria esse para ler.

Mas adorei a sua resenha, e principalmente a sua transparência, em dizer o que realmente achou. Vou ate procurar mais por aqui, e ficar de olho no seu blog! Beijos

Mia

Nunca li nada dela, mas geralmente fujo justamente por conta desse mesmo clichê que você mencionou e que me incomoda demais em romances: a questão da permissão – que não é dada – pra cenas de casal, em que o homem já vai pegando mesmo a mulher dizendo não e fica tudo por isso mesmo porque PAIXÃO. Gente, não sei lidar com essas coisas. Me afasto de romances por isso. Mas fiquei intrigada com duas coisas: a maldição e a presença da cultura cigana.

;*

Luana Souza

Romances de época são algo complicado para mim… às vezes eu gosto, às vezes não. Esse ponto que você diz ter incomodado (ele forçar ela a fazer algo) também me deixa meio zangada em MUITAS situações. Nunca li nada da autora, e acho que seria bom conhecer 🙂 achei a capa bonita e gosto muito da Arqueiro!

Alessandra Santos

Eu gosto da Lisa e gostei dessa serie. Mas concordo com vc sobre essa insistencia dos homens em relação a mulher, prefiro quando nao tem cenas assim nos livros que leio.

Gislaine

Nunca li nada da autora, mas já vi que esse livro não vai ser! Acho inaceitável esse lance do consentimento e me incomodaria terrivelmente durante a leitura. A capa e a história também nunca me chamaram tanto a atenção, então estou bem tranquila de deixar esse livro de lado. Ótima resenha!
Abraços,
Gislaine | Literalize-se

Erika Monteiro

Oi Mari, tudo bem? Poxa que pena você não ter curtido a leitura. Mas acredito que seja normal. Nem todos os livros irão nos agradar é fato. Porém uns sempre são melhores do que os outros. Gosto muito de romances de época mas acredito que alguns enredos são bem clichês e o assunto principal acaba sendo a história de amor rs Gostei muito da resenha. Beijos, Érika =^.^=

Kah Fernandes

Eu amo esse livro, é um dos meus favoritos da autora, discordo com você em vários pontos, mas isso é minha opinião, Lisa tem uma maneira de escrever muito gostosa e que envolve, eu já li e tenho todos os livros dela, e são lindos. Uma pena que para você não deu certo.

Abraços.

Michele Lopez

Olá,
Ainda não li nenhuma das obras da série e também da autora.
A premissa é interessante, mas assim como você creio que não gostaria muito de alguns pontos então a leitura não seria lá tão boa.
Seu levantamento sobre consentimento é bem válido e me faço a mesma pergunta quando me deparo com alguma cena do tipo.

LEITURA DESCONTROLADA

wpDiscuz