06
02
2018

Cadu e Mari – A C Meyer

Eu estava com Cadu e Mari no meu Kindle há um bom tempo. Acabei escolhendo por achar que iria se tratar de um romance gostoso de ler. O fato de ser uma obra nacional pesou bastante nessa escolha também. Porém, demorei para finalmente começar a leitura. Decidi ler após descobrir que a protagonista Mari era uma mulher gorda e fora dos padrões da revista de moda onde trabalha. Confesso que fiquei um pouco surpresa, afinal a ilustração da capa apresenta um casal em que os dois são magros. Mas resolvi que daria uma chance mesmo assim. O resultado? Bem… Vamos dizer que passei boa parte do livro dirigindo meus comentários nada agradáveis a Cadu. Mas isso eu explico melhor no post de hoje.

AutorA. C. Meyer
Editora: Galera Record (Grupo Editorial Record)
Páginas: 280
AdicioneSkoob | Goodreads

Sobre Cadu e Mari

Mariana trabalha numa revista de moda. Ela é a assistente pessoal de Cadu, que dirige a revista. Apesar de sempre ter achado Cadu muito atraente, Mari nunca sonhou em ter nada com ele. Afinal de contas, não só ele era seu chefe, como todas as garotas com quem saía eram modelos. Mari não se encaixa nesse padrão, mas é muito feliz assim.

Um belo dia, porém, ele começa a reparar melhor na sua assistente. E logo não consegue parar de pensar nela. Quando os dois se esbarram numa noite, ele decide jogar tudo pro alto e ir atrás dela.

Os dois passam a noite inteira juntos, apesar de não irem para a cama. A noite é maravilhosa, mas quando chega a manhã, Cadu começa a ficar cheio de dúvidas. E muitas dessas dúvidas dizem respeito ao que Mariana possa estar pensando em relação ao quanto ele ganha. Por isso, na segunda-feira, ele chama Mariana para conversar e diz que os dois devem esquecer que tudo aconteceu.

Porém ele logo se arrepende ao encontrar Mariana novamente e ver ela com outra pessoa. Aí ele muda de ideia de novo e resolve que quer namorá-la.

Mas será que todas essas inseguranças vão ser superadas? É isso que a história dos dois vai mostrar.

Meus vários problemas com Cadu

Já deu para perceber que não sou a maior fã do Cadu, não é mesmo? Pensa num cara babaca. Pensou? O Cadu é umas vinte vezes mais babaca. Primeiro porque ele é um banana. O irmão dele só sugere que a Mari pode estar atrás do dinheiro dele e ele já fica cheio de dúvidas. Ele se pergunta se ela está agindo por interesse, mas foi ele que foi atrás dela para começo de conversa.

Fora que fica todo cheio de ciúmes, mas quem decidiu que não queria mais foi ele. Ou seja, o cara age egoisticamente praticamente 100% do tempo. A única coisa que salva é que a Mari não deixa ele se safar das coisas que faz.

Outra coisa que me incomodou muito foi a questão da capa. Se a ideia era que a protagonista fosse gorda e que sofresse preconceito na revista onde trabalha… Por que a capa traz um casal magro? Aliás, a questão é pouco trabalhada no livro. Eu tinha esperado um pouco mais de ênfase.

No fim das contas, o romance em si é bastante clichê. Isso não seria um problema se o que mais se destacasse na leitura não fosse as chatices do Cadu. O enredo é bem previsível, também. E um pouco dramático demais em alguns pontos. Quase uma novela mexicana.

Por isso, acho que é uma leitura pouco memorável. É o tipo de história para ler quando se precisa de uma leitura para passar o tempo. E quem sabe o Cadu não te irrite tanto quanto me irritou?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

44
Deixe um comentário

avatar
22 Comment threads
22 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
23 Comment authors
Abby AnjosSuelen FernandesAngelicaCamila PaulinoKenia Candido Recent comment authors
  Subscribe  
Notificar-me quando houver
Jis Rocha

Ola
Já tinha visto essa capa mas nem me passou pela cabeça não ter nada com a história. Complicado pois muitos leitores vão pela capa.
Essa parece uma história pra ler entre um livro e outro, quem sabe apos um suspense?
Gostei do post e da sinceridade.
Bjus

Monyque Evelyn
Monyque Evelyn

Gostei muito da resenha 😀

Alice

Oiii Mari

Assim como você acho que iria odiar o Cadu e quando eu não consigo tragar um personagem dessa maneira, não adianta, melhor pasar longe da leitura. Acho que não é o livro pra mim, até porque não sou muito de romance, geralmente me cansam, especialmente quando carregados de clichês.

Obrigada pela resenha sincera.

Beijokas

http://www.derepentenoultimolivro.com

Morgana Brunner
Morgana Brunner

Esse livro parece ser aquele tipo que nos tira de uma ressaca do cão, aqueles que depois de ler nos leva a crer que nos fez bem, adorei saber a sua opinião e acho a capa bem fofinha.
Bjs

Beatriz Andrade

Olha, obrigada pela sua resenha totalmente sincera!
Eu estava curiosa com esse livro, só tinha lido comentários positivos e nunca tinha visto alguém falar tão sinceramente assim sobre a obra. Já não quero ler mais, todos os pontos negativos que você mencionou me irritariam muito e não quero começar uma leitura que eu sei que vai me irritar.

Kelly

Oi Mari!
Menina você é das minhas kkkk adorei. Ganhei esse livro e ainda não li, confesso que a capa não me atraiu tanto, e agora muito menos já que nem condiz com o enredo! E de homem chato já basta os da vida real que temos que aturar diariamente. Acho que Cadu e Mari vão ficar mais um tempinho na estante.

Raquel

Oi
Que pena que a leitura não te agradou pelo que disse o cara parece bem babaca mesmo. Eu li outro livro da autora e não achei tudo aquilo, esse parece ficar no mesmo patamar então deixo a dica passar dessa vez.
Beijo
Raquel Machado
Leitura kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com

Lucy

Oi, Mari! Eu lembro de você comentando essa leitura no twitter. Realmente, Cadu é um escroto. E uma pena colocarem um casal magro na capa, se a protagonista era gorda. Faz pensar que uma capa com pessoas gordas não chamaria a atenção.
Bjos
Lucy – Por essas páginas

marijleite

Que pena que o protagonista é chatinho assim. Essa questão da capa já tinha mesmo sido destacada em outros posts sobre a obra.

Fábrica dos convites
Fábrica dos convites

Oi Mari já tinha visto esta mesma reclamação sobre a capa em uma outra resenha. Apesar de na ter lido ainda, concordo com você, não adianta colocar na capa uma pessoa que não condiz com o enredo. E é uma pena que este fato dela não está no padrão estético tenha sido pouco explorado.
Bjs Rose

Camila de Moraes

Olá!
Eu gostei dessa leitura, mas como você pontuou algumas coisas também chamam atenção e o mocinho consegue ser bem chatinho com suas manias.
Beijos!

Bianca Rocha

Oie
Parece ser um livro fofo e gostosinho de ler, daqueles para passar o tempo mesmo. Estou tentando não criar expectativas demais porque sempre me decepciono kk mas depois da sua resenha, já vou preparada, sabendo que posso me irritar muito com o Cadu.
Bjos, Bya!

Driely Meira Almeida

Oiee Mari ^^
Eu ainda não li esse livro, e olha, não tenho vontade, não. Sabe quando você se cansa dos personagens masculinos babacas e pega ódio deles antes mesmo de ler os livros? Pois é, estou me sentindo assim já tem um tempo. Ando procurando romances mais profundos, sabe? Que fujam do “olhou, tensão sexual, pronto” ou dos clichês bobos. Uma pena que o livro não tenha te agradado :/
MilkMilks ♥

Cibele Gonçalves Morales

Esse Cadu parece ser bem chato, pelo que parece preço ter paciência com ele. Rs
O livro parece ser bem interessante, gosto de livros como personagens fora do padrão.
Beijos ❤

Florescer Palavras

Sinto muto que o Cadu te irritou tanto rs. Estou tão ansiosa para ler esse livro, mas agora que você comentou sobre isso fiquei um pouco receosa. Mas enfim, logo eu vou tirar minhas próprias conclusões, e agora torcendo para que o Cadu não me irrite dessa maneira. haha
Adorei a resenha, muito boa mesmo, parabéns!
Florescer Palavras

Tânia Bueno

Mari, eu vi o lançamento do livro físico e não o comprei. Amei a sua resenha objetiva e sincera e se com ela eu fiquei indignada com o idiota do Cadu fico imaginando como ficarei lendo o livro, uma milhão de vezes pior, ou seja, vou xingar trilhões de vezes mais. Hahahaha Odeio gente babaca e homem então me irrita profundamente, sem falar no preconceito da capa, que deveria ser o homem magro e a mulher gordinha, qual é o problema das pessoas com a questão das pessoas gordelícia? Mas, enfim não é um livro que lerei.

Bjo
Tânia Bueno

Mara

Oi, Mari! Eu nunca li nada dessa autora, não é daquelas histórias que me chamam muito atenção, apesar de ter alguns pontos interessantes, quem sabe um dia não arrisco a leitura né?

Kenia Candido

Oi Mari.
Quando o livro lançou, eu fiquei muita vontade de lê-lo, mas acabei adiando a leitura. Vou ser sincera fiquei com o pé atrás com Cadu, mas não vou descatar a dica literária porque encontrei algumas informações que deixou a história interessante. Parabéns pela resenha.

Bjos

Camila Paulino
Camila Paulino

Não gosto de personagens influenciáveis e o fato de Cadu duvidar dos sentimentos de Mari tudo porque o irmão disse que ela estava interessada no dinheiro dele, me faz duvidar se essa obra seria uma boa leitura para mim. Adorei a resenha sincera!

Beijinhos!

Angelica
Angelica

Oi, tudo bem?
Eu particularmente amo um bom cliché, mas não é qualquer um que me agrada, e saber que o cara é babaca me faz correr pra longe do livro!
Bjs

Suelen Fernandes

Olá!
Eu ainda não li nada dessa autora. Uma pena o livro não ter sido tão bom. Protagonistas chatos é muito ruim porque acaba desmotivando o leitor de ler. A autora tinha que dá uma revisada na história e melhorar até mesmo a questão da capa.
Adorei a sua opinião.
Beijinhos!

Abby Anjos

Achei que seria um romance que me tiraria do sério, mas pela sua resenha confesso que fiquei meio amargada… Não sei se vou ler esse livro, mas gostei bastante da sua resenha e da sua honestidade com a história