07
03
2016

#MulheresParaLer – Mulheres Escritoras e o Mundo Literário

mulheresA Iara, do canal Conto em Canto, está com um projeto maravilhoso nesse mês de março, chamado “Mulheres Para Ler”. Basicamente, o projeto tem como objetivo incentivar os leitores a lerem livros dos mais diferentes gêneros literários escritos por mulheres.

Como ela mesmo explica aí no vídeo, existe uma certa ilusão que as mulheres já são tratadas da mesma forma que os homens no mundo literário. Mas isso não é bem assim. Então, é muito comum que acreditemos que uma escritora tenha a mesma chance de ser publicada e levada a sério em sua profissão, quando a verdade é que as mulheres que escrevem acabam tendo que se contentar com certos gêneros literários que não são considerados literatura, porque a verdadeira cultura literária – hahaha – seria um privilégio masculino. *pausa para fazer cara feia aqui*

Quando eu fiz o que a Iara sugere, contar quantas autoras eu tenho na minha estante, ao contrário dela, tive um resultado que num primeiro momento parece promissor: eu tenho muitos livros escritos por mulheres na minha estante. Porém, ao analisar esse resultado, percebi que isso se deve ao fato de que o meu perfil como leitora inclui muitos livros de gêneros que não são levados a sério (algo que eu acho muito errado) como o chick-lit e livros young adult, já que a maioria deles são direcionados ao público feminino. Como são gêneros que não são considerados “literatura”, tudo bem para as mulheres escreverem.

Afinal de contas, são raríssimas as vezes que vemos um homem escrevendo chick-lit. Como se esse tipo de livro não fosse literatura. Nesse exato momento, não consigo lembrar de nenhum. E mesmo quando escrevem algo parecido (estou aqui pensando nos romances cheios de drama de Nicholas Sparks) parece que são levados mais a sério que mulheres escrevendo o mesmo gênero.

Na categoria young adult, temos uma outra situação: a maioria dos livros escritos por mulheres trazem personagens principais femininas, mas já vi alguns personagens masculinos que foram escritos por autoras. Porém, o contrário é mais difícil de encontrar: um homem que escreva uma personagem feminina principal. Para não dizer que não existem, eu me lembro da série His Dark Materials, do Phillip Pullman, que tem a Lyra como protagonista. Mas é bem menos comum. Como se escrever protagonistas femininas fosse algo inferior e o autor perdesse credibilidade ao colocar uma garota como principal em sua história. *pausa para outra cara feia*

Harry Potter - JK Rowling

Até a situação da JK Rowling é um exemplo claro disso: quando seus livros foram publicados, seu nome foi alterado para as suas iniciais, pois existia o medo de que seus livros de história de magia e aventura não vendessem tão bem se logo de cara as pessoas soubessem que se tratava de uma mulher escrevendo.

Mas como mudar isso? O que você e eu, leitores, podemos fazer para mudar a situação? A resposta é simples: leia mais mulheres. Procure por autores do sexo feminino, principalmente ao escolher livros em áreas que não tem muitos exemplos de escritoras mulheres. Assim, aos poucos, o mercado editorial talvez vá dar mais chances para que outras mulheres sejam autoras publicadas.

Existem muitas mulheres que escrevem os mais diferentes gêneros, entre romance policial, horror, ação e aventura, livros técnicos… o que elas precisam é serem lidas, para que cada vez mais possam quebrar essa barreira de que mulher só escreve chick-lit (o que, volto a frisar, não é algo ruim, já que é um gênero literário que merece a mesma importância que todos os outros e não ser considerado inferior), de que uma mulher escrevendo um gênero que não é direcionado para mulheres não deve escrever bem.

Você concorda? Discorda? E afinal, quanto da sua estante foi escrito por mulheres? Deixe sua resposta nos comentários e participe desse projeto. Vamos ler mais mulheres!

avatar
9 Comment threads
8 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
Minha Autora Favorita - Pequenos RetalhosPequenos RetalhosDai CastroMariSílviaCecília Maria Recent comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notificar-me quando houver
gabriela

Olá,
Adorei, na verdade eu gosto muito de ler livros escritos por mulheres, mas a proposta desse projeto é incrível, principalmente para desmitificar que alguns gêneros só homens escrevem bem. Enfim, gostei bastante.
Beijos.
Nasci Gabriela – http://www.nascigabriela.com.br

Clayci

Muito bom o vídeo dela!
Não fui até a estante, mas como não tenho tantos livros assim, cheguei a conclusão de que não tenho muitos livros de autoras não (comparando com os que tenho). =(
Triste isso!!!

Danielle S.

Oi Mari! Infelizmente isso que você disse é a maior verdade, parece que mulheres “só servem” para escrever chick-lit… Absurdo né! Podemos escrever de tudo, não só “histórias de água e sal” (que são as minhas favoritas, nada contra esse tipo de livro). Um grande exemplo que me veio a mente agora são a Agatha Christie e a Gillian Flynn, que são grandes autoras dentro do gênero que escrevem!

Um beijo! ♥

Chell

Eu adoro muito Marion Zimmer Bradley, o meu favorito é Incêncio em Tróia =D Se você não conhhece, ela escreveu Brumas de Avalon, outro que adoro =D

Maeve

É triste mesmo essa realidade de mulheres terem mais dificuldade de publicar alguns gêneros literários, e mais triste ainda que haja gêneros que sejam chamados de literatura e outros não. Gosto de várias autoras, como a Sarah Addison Allen e a Carolina Munhóz, mas também tenho a sensação de que isso é porque gosto de livros “femininos”, com personagens principais femininas e magia. Será que os autores não escrevem sobre personagens femininas porque elas não seriam boas o bastante ou porque os autores é que não são bons o bastante pra se colocar nos sapatos de uma mulher e parecer… Ler mais

Cecília Maria

Discussão super válida, Mari! Só li verdades e é uma pena essa nossa realidade. As mulheres não são levadas a sério porque a maioria escreve romance e isso é “coisa de mulherzinha”. Tirando a JK eu só consigo pensar na Agatha Christie (?) escrevendo algo que não seja “de mulherzinha”.

Sílvia

Concordo totalmente!
Precisamos incentivar a leitura de escritoras… para conseguirmos a igualdade em todas as áreas…

Dai Castro

Ótima reflexão Mari. Essa é uma discussão muito válida. A desigualdade entre os gêneros muitas vezes está onde a gente nem dá tanta atenção, mas parando para pensar, concordo com tudo o que disse. Nunca parei para contar, mas acho que tenho mais livros escrito por homens.

trackback

[…] para evitar que meninos desistissem da história porque a mesma havia sido escrita por uma mulher (já tinha citado isso aqui). Ninguém esperava que Harry Potter fizesse o sucesso que fez, mas logo a história da vida de Jo […]