26
08
2019

O Amor de Um Duque – Lorraine Heath

O Amor de Um Duque é o segundo livro da série Sins for All Seasons, da Lorraine Heath. A continuação de Desejo e Escândalo conta a história da irmã de Mick, Gillie. Na verdade, esse foi o primeiro livro que eu li, porque uma amiga tinha falado tão bem de Thorne, o personagem principal, que a curiosidade me ganhou. Normalmente eu me controlo e tento ler os livros de uma série na ordem correta. Porém, a maioria dessas séries possuem livros que podem ser lidos fora de ordem, sem problema algum. Por isso, dessa vez, eu acabei quebrando a regra. E não me arrependi, pois a minha amiga tinha razão: eu amei o Thorne, ou melhor dizendo, o Duque de Thornley.

Título OriginalWhen a Duke Loves a Woman
AutorLorraine Heath
Série: Sins for All Seasons #2
Editora: Harlequin
Páginas: 320
AdicioneSkoob | Goodreads

O Conto de Fadas Invertido

A história começa com Gillie, o cavalheiro galante, salvando a donzela indefesa que é o Thorne. Ok, ele não é tão indefeso assim, mas com certeza não está em um dos seus melhores dias. Ele foi abandonado no altar pela noiva, Lavínia, que fugiu sem maiores explicações. Tudo bem, ele não era apaixonado por ela nem nada assim, porém ele quer entender o que aconteceu. No final das contas, ele e o irmão da noiva conseguem inventar uma história de que ela não estava passando bem e por isso o casamento seria adiado. Ele consegue uma pista de para onde a noiva teria fugido e passa a andar pelas ruas de Whitechapel, um bairro pobre, na esperança de encontrá-la.

Ora, um homem bem vestido, andando sozinho à noite, está procurando confusão, não é? E Thorne encontra, sendo roubado por três ladrões. Por mais que tenha lutado para que eles não levassem seu relógio de bolso, que é muito importante para ele, eram três contra um. Isso é, até que a dona da taverna resolvi vir em seu socorro.

Gillie e Thorne

Gillie é dona de uma das tavernas mais famosas da região. Ela é irmã de Mick, do primeiro. Como ele, ela também foi deixada na porta da viúva Ettie Trewlove e foi criada por ela como filha. Como seus irmãos, também teve que aprender a se virar e batalhou muito para chegar onde está. Mick acaba a ajudando a comprar a taverna e ela está sempre trabalhando. Porque todos sabem de quem ela é irmã, todos tem medo dela. Quando ela grita para que os ladrões deixem o pobre homem em paz, eles saem correndo imediatamente.

Por isso, Gillie se sente um pouco responsável por ele e o traz para dentro da sua casa. Ela chama um médico para ter certeza que o estranho ficará bem, já que ainda está desacordado. E cuida dele até que volte a si. Thorne acorda meio desorientado, mas logo se encanta pelo seu anjo protetor. E assim, acaba lhe pedindo ajuda para encontrar a noiva fujona.

É preciso dizer que Thorne está mais preocupado com Lady Lavínia e para onde ela teria ido. Ele logo desiste da ideia de forçá-la a casar-se com ele, ainda mais depois que descobre que ela já tinha expressado suas incertezas para sua família. Porém, ainda fica preocupado com onde ela estaria morando ou como estaria pagando suas contas.

Por conhecer bem a região, Gillie acaba concordando em ajudar Thorne. E assim os dois começam a investigar qualquer indício de Lavinia. E também acaba se apaixonando no meio do caminho.

A inversão dos papéis em O Amor de Um Duque

Um dos motivos que mais me fez amar O Amor de Um Duque foi a inversão dos papéis mais comuns. Normalmente, é o homem que tem a visão mais prática e a mulher a visão mais romântica. Nesse livro, entretando, Gillie é bem mais prática que Thorne. Ele é bem mais romântico e sentimental do que ela. E isso cria uma dinâmica bem incomum que impulsiona a leitura.

Também achei Thorne mais seguro de si do que a maioria dos protagonistas masculinos. Suas preocupações dizem muito mais a respeito das pessoas do que a sua honra ou ao que a sociedade pensa. Prova disso é que ele tenta a todo custo garantir à Lavínia, a noiva que o abandonou no altar, que ela pode voltar para casa. Ele não a obrigará  a casar-se.

O fato de Gillie ser dona de uma taverna também ajuda a formar uma atmosfera diferente em O Amor de Um Duque. Saímos um pouco do círculo da alta sociedade e nos aventuramos para ver como a outra metade vive. É algo que torna a leitura ainda mais envolvente.

E a química entre Gillie e Thorne é muito bem escrita. O leitor não sente que há qualquer diferença de classe social entre os dois, mesmo que venham de dois mundos diferentes. Eles se respeitam e os diálogos entre eles são sempre enriquecedores. A trama se desenvolve de forma ágil e a leitura acaba se tornando rápida.

Estou gostando bastante dessa série e pretendo continuar a ler os livros. Lorraine Heath acertou bastante com a família Trewlove.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

avatar
5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
Mara Cerqueira SantosMarijleiteDayhara Ribeiro MartinsAline CoelhoAlice Lacerda Montiel Recent comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notificar-me quando houver
Alice Lacerda Montiel

Oiiieee

Eu adorei essa inversão de papéis e fiquei curiosa com esse mocinho mais romântico e a mocinha bem mais prática, isso me atrai bastante. E o fato do casal ter quimica também é ótimo. A série parece mesmo ser promissora, vou anotar o nome da autora e procurar sobre o primeiro livro, acho que seria uma leitura bacana pra mim

Aline Coelho

Estou louca pelos dois livros citados e ainda irei comprá-los esse ano, mas pretendo lê-los só amo que vem. Enquanto isso estou amando conferir a opinião de vocês e amei saber o quanto esse é bom.
Amo as capas dessa série, lindas demais. Interessante essa questão da ‘troca de papéis’.
Enfim amei a dica. Beijos

Dayhara Ribeiro Martins
Dayhara Ribeiro Martins

Olá, tudo bem? Acho que nunca li nenhuma obra em que o homem era bem mais romântico e tal, acho isso bacana porque definitivamente quebra o estereotipo, venho tentando variar nos livros históricos que leio então com toda a certeza anotarei sua dica para ler futuramente..

Marijleite

Oi, amei sua resenha! Tenho esse livro aqui e estou super animada para ler, o mocinho é mesmo muito elogiado e essa inversão de papéis e com a mocinha sendo dona de taverna é ago bem diferente e que parece dar um toque a mais à história.

Mara Cerqueira Santos

Oi, Mari!!!
Só escuto elogios a este livro e estou pensando em fazer igual a você e ler fora da ordem mesmo.
Lendo sua resenha, tive a certeza de que é o tipo de livro que irei amar!