08
09
2017

Acabei de Ler: A Revolução das Mulheres – Mindy McGinnis

Esse não é um livro fácil de ler. Aliás, escrever sobre ele, sabendo que seu tema é tão intenso, também não é fácil. Fui pega de surpresa com a leitura, seus personagens e o desenvolvimento da história. Em A Revolução das Mulheres, Mindy McGinnis nos apresenta uma situação muito comum. Porém, utilizando-se de teorias da evolução, nos mostra como a violência contra a mulher pode afetar a sociedade. É uma obra extremamente ousada nesse sentido, especialmente por ser dirigida a adolescentes e jovens adultos. E eu venho aqui contar porque essa leitura foi, para mim, um soco no estômago.

 

Título OriginalThe Female of the Species
AutorMindy McGinnis
Editora: Plataforma21
Páginas: 344
AdicioneSkoob | Goodreads

A História de A Revolução das Mulheres

Essa é a história de Alex, que há três anos perdeu a irmã, vítima de um assassinato cruel. Alex, desde então, respondeu a isso da maneira mais instintiva possível: com violência. Ninguém desconfia, mas Alex, ao ver que o assassino de sua irmã sairia impune por falta de provas, resolveu o problema com suas próprias mãos.

Ela se mantém isolada de tudo e de todos. Porém, ao começar a ser voluntária de um abrigo de animais, começa a ficar próxima de Efepê. Efepê, cujo verdadeiro nome é Claire, tem esse apelido por ser Filha do Pastor = FP. E ela acabou de levar um fora do namorado, que a trocou por Branley, a menina mais desejada do colégio. No começo, Efepê acha Alex meio estranha, mas aos poucos vai ficando amiga da menina.

A história é contada entre capítulos intercalados pelos pontos de vista de Alex, Efepê e Jack. Jack é a estrela do time do colégio. Ele é aquele cara que pega todas as garotas. Porém, Jack começa a reparar em Alex e logo não consegue mais tirar ela da cabeça.

Fazer amizade com pessoas do seu colégio logo coloca a vida de Alex de cabeça pro ar. Quando ela estava sozinha, não tinha que se preocupar com seus atos. Quando estava sozinha, não tinha que pensar no que fazia ou sentir culpa. Mas mesmo que tente disfarçar, a maneira como reage a algumas situações começa a chamar atenção de seus novos amigos.

As Reflexões Trazidas Por A Revolução das Mulheres

O título em português do livro faz uma brincadeira com a palavra revolução. Ao colocar o r entre parênteses, deixa claro que a revolução que se fala no livro só pode ser resultado de uma evolução. No livro, Alex reage com violência, como se fosse instintivo proteger o próprio útero. Isso porque todas as suas reações se devem a ataques contra a sua situação como mulher. Alex tem seus instintos de assassinato quando há um homem tentando estuprar uma mulher. Ela critica a maneira como a sociedade trata a mulher e sua liberdade sexual em contraste com a maneira como a maneira como o homem é tratado nas mesmas situações.

Então, conforme você vai lendo o livro, ao mesmo tempo que sabe que o que Alex faz não é normal e não deve ser repetido de forma alguma, você entende suas razões. Ela, por exemplo, impede que Efepê caia na porrada com Branley. Deixa bem claro que quem deve ser o objeto da raiva dela é Adam, seu ex-namorado. Quando fala de outras mulheres, sempre se coloca a favor de que elas se expressem sexualmente da maneira que bem entenderem. Elogia as outras mulheres.

Alex e Jack eventualmente começam a namorar. Quando ele diz para ela que se ela não quiser transar, se ainda não se sentir pronta, está tudo bem, a reação dela é dizer que sabe que está tudo bem. Porque está mesmo e mulher nenhuma deveria se sentir obrigada a transar com ninguém.

O Impacto da Leitura de A Revolução das Mulheres

O final do livro é um soco no estômago. Mas esse choque é interessante, pois traz uma conclusão a todos os questionamentos levantados durante a leitura. Existem vários pontos interessantes sendo discutidos dentro de uma história aparentemente comum num colégio americano. Os personagens dessa história se encaixam em vários moldes, mas as discussões trazidas a tona são bem diferentes do lugar-comum.

Você acaba o livro questionando muitas de suas ações. As reviravoltas da história levam à várias reflexões, principalmente quanto à maneira como as mulheres são tratadas e forçadas a agir dentro da sociedade. Não é um livro fácil de ler, apesar de a leitura ser bem fluída, mas o conteúdo é intenso, é pesado. E não pela violência, mas pela maneira como os personagens chegam a ela.

Eu gostaria que alguns pontos tivessem sido melhor trabalhados ou que o foco saísse um pouco de Alex e Jack em alguns momentos. Gostaria de ter visto um pouco mais da união feminina na história. Mas isso não é um problema que atrapalhe a leitura ou que tire o brilho das reflexões que ficam martelando na cabeça do leitor após o término.

Vocês já leram algum livro e sentiram esse tipo de impacto?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Deixe um comentário

Notificar-me quando houver
avatar
Cabine de Leitura

Olá Mari;
Quando o livro trata de assuntos considerados tabu sempre é um soco no estômago, para se ter ideia não sou capaz de opinar sobre a sua resenha. Mas fico feliz que a leitura tenha te proporcionado boas reflexões.
https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/2017/09/eu-li-fake_8.html

Juliana França

Amei a resenha. Já tinha visto e até pensei em comprar mas estava em duvida por que não sabia sobre o que se tratava. Amei ler sua opinião e estou mais segura quanto a leitura 🙂

Juliana

Eu tô vendo muita gente falar desse livro, mas ainda não tinha parado para ver do que se tratava. E agora já adicionei a minha listinha!
Imagino que deva ser uma leitura bem impactante mesmo, porque o que as mulheres passam tá longe de ser fácil, né?!
Gostei muito da sua resenha e espero fazer essa leitura em breve 🙂

Beijos!

Fábrica dos Convites

Oi Mari, não conhecia o livro, mas o enredo já me chamou atenção, mesmo a leitura sendo um pouco mais pesada. Acho importante este tipo de questionamento e reflexão.
Bjs, Rose

VANESSA

Olá lindona, gosto de ler livros assim. Um choque de realidade muitas vezes é bom. Não conhecia esse livro e pela capa confesso que não leria, mas pela sua resenha me interessei demais e super notei a dica.
Beijocas.

http://www.meumundosecreto.com.br

Luiz Alberto Portes

Que bom termos cada vez mais, livros que tragam essas reflexões, mesmo com bons socos no estômago. Aliás, pelo que infelizmente temos presenciado, a sociedade precisa de cada descargas elétricas para acordar de forma mais rápida sobre questões que dia após dia tentam empurrar para debaixo do tapete. Muito boa resenha. Parabéns!

Bruna Costabeber

Oi Mari,
Não conhecia esse livro e confesso que fiquei curiosa para ler, pois gostei muito da premissa, principalmente, por ser um livro que faz o leitor refletir e tomar um soco no estômago. Alex parece ser uma personagem interessante e gostei disso, mas não sei se eu aceitaria seu jeito tão fácil.
Vou ter que ler para ver o que acho.
Beijos

Karina Fagundes

Eu já tinha ouvido falar que esse livro era muito bom, mas nunca parei para ver do que se tratava. Mas, lendo sua resenha, acabei ficando muito interessada por abordar temas tão impactantes. E eu sempre gosto de suas indicações literárias, sempre tem livros incríveis <3

Marcia Lopes

Oba! Tá aqui um livro que me interessou! Eu não sei bem o que dizer da resenha a não ser que ela me cativou e por isso anotado!
Bjs e obrigada!

Pedro Beckett

Fico feliz que cada vez mais escritores escrevam sobre temas que são considerados tabus pela sociedade 🙂

Suzana Linhares

Olá! Não conhecia o livro, mas fiquei louca para ler! Gosto quando temas importantes são abordados na literatura, nos fazendo refletir os mais diversos assuntos, certeza que será uma leitura que farei. Parabéns pela resenha, beijos!

Daiana

Olá!
A verdade é que ele não conhecia o livro. Mas o bom é que isso ajuda a refletir, e isso é algo que eu gosto em um livro.

Caroline Moreira

Olá!

Não conhecia o título mas já amei perdidamente e quero adicionar logo na minha lista de leitura, que premissa, hein? Estou ansiosa para poder ler e discutir sobre o livro, parece realmente promover questionamentos e reflexões necessárias 😀

Um beijo, Carol
Blog com V.

Valéria

olha, particularmente eu aprecio obras que me soquem o estômago, e essa parece ser realmente umaleitura bem impactante… se tiver a chance de ler, farei… bacana saber que há reflexões a serem feitas com a obra…
bjs…

Luma

Olá Mari, tudo joia? Ja li sim um livro que teve um impacto bem grande como este, é bom livros que nos ajudam a questionar em alguns aspectos. Muito legal sua resenha. Beijos

Celeste

Olá!
Gostei muito desse livro, não o conhecia ainda, mas sua escrita sobre ele me fez interessar ainda mais. Com certeza vou procurar para ler.

Maria Ferreira

Oi Mari.
Eu já tinha visto esse livro por aí, mas não fazia ideia que a temática era essa. Algo que me atraiu bastante e me deixou muito interessada na leitura. Acho que é até uma forma didática de apresentar a luta das mulheres e mostrar que não somos inimigas, mas sim que estamos lutando pela mesma reivindicação.
Excelente seu texto.
Abraços.

Mia

Eu nunca ouvi falar desse livro, só que achei ele realmente bem complicadinho de se falar sobre. Dá pra ver que há muitas camadas nele que você não colocou na resenha pra não dar spoilers, mas isso só o faz parecer mais interessante. Adorei a brincadeira com o título também. Vou colocar na minha lista.

;*

Clayci

Mari sempre que entro aqui saio com um livro a mais na lista de desejados.
Eu imagino que deve ter sido uma leitura difícil, mas essas são as melhores, né?
Eu não conhecia a obra, mas é tão bom histórias que dão tapa na nossa cara.

Jessica Luise

OI Mari,
Apear do livro não ser do estilo de livros que tenho lido ultimamente, gostei bastante da história. O título do livro e a brincadeira com ele são muito boas e me interessei porque ele trata de assuntos delicados na sociedade atualmente. Suas fotos ficaram lindas e vou anotar a dica de leitura.
Beijos
Blog Relicário de Papel

marinalva

Bom dia, esse é um tema polêmico e leva a reflexão, é bom sempre falar no assunto e quem sabe fazer os outros refletirem também.

Alessandra

Não conhecia este livro ainda e confesso que fiquei surpresa ao descobrir sua temática, afinal, é algo muito mais sério e complexo do que eu poderia supor.
Uma história que promove uma boa reflexão, como esta, merece ser lida e indicada sempre. Então vou me organizar para lê-la o quanto antes e assim começar a compartilhá-la também.

marijleite

Olá, acredito que essa seja a primeira resenha que leio desse livro e já vou colocá-lo na minha lista de próximas leituras, mesmo não curtindo muito a capa. Acho que nunca li uma obra que abordasse tanto a questão da mulher que reage dessa forma às violências que vivencia.

Lorena Caribé

Olá! A leitura parece interessante e prende atenção.
Ainda não conhecia e vou anotar a indicação.
Muito boa sua resenha, bjo

Bárbara

Ao olhar a capa eu imaginei uma estória totalmente diferente da contida, mas muito diferente mesmo. Agora eu já quero muito ler esse livro, sua resenha me deixou super curiosa.
Bjs

https://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

Ana Lícia

Desde que lançou este livro, estou de olho nele. Ameiii demais a premissa. Mas ainda não tinha lido uma resenha sobre ele. Vi alguns vídeos por alto.
Amei saber mais, e quero para já.
Beijos

Jéssica Melo

Olá Mari, eu não conhecia o livro, mas depois da sua resena sem duvida pretendo lê-lo em breve, a forma como a autora resolveu trazer o tema e a construção da protagonista parece bem interessante *-*

haise

Que história interessante, é uma temática bem legal que me deixou curiosa, sua explicação sobre o título me deixou ainda mais ligada, anotei a dica.

Beijos

Débora Costa

Estou louca para fazer a leitura desse livro. Acho que ter uma publicação assim no mercado é muito importante e merece ser lido por todos.

Lorena Caribé

Olá! É tão bom quando uma leitura mexe com a gente, nos faz refletir, nos marca de alguma forma. Gostei bastante da indicação. Tendo oportunidade, estarei lendo também. Anotada a indicação, bjo

wpDiscuz