20
09
2019

A Padaria dos Finais Felizes – Jenny Colgan

O segundo livro da autora Jenny Colgan publicado no Brasil é A Padaria dos Finais Felizes. Eu estou amando essa coleção nova da Arqueiro, Romances de Hoje. Acho que a escolha das autoras e dos títulos está sendo muito acertada. Afinal, nós amamos um romance histórico, mas também queremos ler romances contemporâneos de qualidade. E Jenny Colgan, uma autora que eu já conhecia há alguns anos, escreve muito bem romances assim. Por isso, amei conhecer Polly e sua jornada. Dessa maneira, como sempre, vim compartilhar com vocês um pouco da minha experiência de leitura.

Título Original: Little Beach Street Bakery
AutorJenny Colgan
Série: Little Beach Street Bakery #1
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
AdicioneSkoob | Goodreads

Conhecendo A Padaria dos Finais Felizes

Aqui a personagem principal é Polly, que achava que já estava feita na vida. Ela morava com o namorado e eles juntos tinham uma empresa de design gráfico. Ela cuidava da parte administrativa e o namorado era responsável pela parte gráfica. Porém, o mercado em crise acabou levando os dois à falência. Sem ter o que fazer, entraram com o processo de falência, onde administradores do banco vão à empresa e à casa para avaliar tudo o que pode ser vendido para pagar as dívidas. E assim Polly viu seu sonho ruir.

Com o processo de falência, também veio o momento de reavaliar o relacionamento. E, infelizmente, o resultado não foi positivo. Por isso, Polly pegou o pouco que lhe restava e decidiu dar um tempo. Pesquisou um apartamento com um aluguel em conta e acabou indo parar em Mount Polbearne, uma pequena ilha da costa inglesa. Mais do que isso, uma ilha de maré, ou seja, dependendo do horário, a maré cobria a ponte que ligava a ilha ao continente. Ninguém entrava, ninguém saía. A ilha acabava cheia de turistas no verão, mas fora os meses de temporada, era um lugar bastante calmo.

Ao alugar o apartamento, mesmo contra a vontade da melhor amiga, Kerensa, Polly teve que se adaptar à vida na ilha. E para desestressar, Polly assava seus pães. Sempre havia sido sua paixão e logo se tornou uma válvula de escape. As pessoas começaram a se aproximar de Polly para comprar seus pães, porém em segredo. Tudo porque Gillian Manse, a proprietária da padaria em Polbearne, não gostava da competição de uma forasteira. Mesmo que os pães de Manse fossem horríveis.

Conhecendo as pessoas da ilha

Polly também fica amiga de Tarnie e sua equipe de pescadores, que se lançam ao mar todos os dias. Nessa equipe de pescadores também está Jayden, que parece um moleque e ama os pães de Polly. Aliás, pesca é a principal atividade da região.

Outro personagem importante é Huckle, o americano esquisitão e outro forasteiro em Mount Polbearne. Ele fugiu da sua vida nos EUA e resolveu que era uma boa ideia cultivar mel na pequena ilha.

Mas o melhor personagem mesmo, da história toda, é Neil, o papagaio-do-mar que Polly adota. Ela o encontra machucado e o ajuda a se recuperar. Lógico que cria um amor pelo bichinho, mesmo sabendo que não poderá ficar com ele. Porém, Neil é um animal esperto e travesso e logo Polly percebe que dizer adeus não vai ser fácil.

O que eu achei da leitura de A Padaria dos Finais Felizes

A Padaria dos Finais Felizes é um romance gostoso de ler, porém alguns pontos me incomodaram. O primeiro é muito simples: eu tinha lido A Pequena Livraria dos Sonhos alguns dias antes. E, embora sejam personagens distintas e cenários diferentes, achei a estrutura das histórias parecida. São duas mulheres que tem que refazer a vida em um lugar diferente. Nas duas, elas se interessam primeiro por alguém, mas acabam desiludidas por basicamente o mesmo motivo. Até mesmo o interesse romântco final nos dois livros tem algumas características parecidas.

Eu não vou entrar em detalhes, afinal quero que vocês leiam e tirem suas próprias conclusões. Mas para mim, se eu tivesse lido só um ou outro dos livros, teria ficado mais feliz do que ler os dois.

Entretanto, isso não quer dizer que não há pontos positivos. A história de A Padaria dos Finais Felizes realmente me surpreendeu em vários momentos. O desenvolvimento da Polly foi excelente e é possível perceber como sua postura muda durante a leitura. Ainda, os personagens secundários fornecem um ótimo pano de fundo. Aliás, por causa dos problemas acima, acho que para mim o ponto fraco foi justamente o romance. A história de Polly em si é uma maravilha de acompanhar e faz o livro inteiro valer a pena.

Ah, e um último brinde!

O livro traz no final várias receitas dos pães que a Polly assa durante a história. Então, para quem ama fazer pão caseiro, tá aí a oportunidade de conhecer algumas receitas diferentes.

Vocês já leram algum romance que se passe numa padaria?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

avatar
16 Comment threads
0 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
16 Comment authors
Mara Cerqueira SantosErika MonteiroMauro LimaDayhara Ribeiro MartinsJohany Medeiros Recent comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notificar-me quando houver
Rayanni A.
Rayanni A.

Olá, tudo bem? Eu amei a sua resenha, eu adquiri o livro e estou louca para que ele chegue o mais rápido possível pois parece ser uma leitura bem amorzinho e que eu irei amar!
Além de ter essa capa linda né ♥

Gustavo

Gostei demais da sua resenha, essa história parece ser linda, confesso que fiquei muito interessado na obra e pretendo estar lendo em breve.

Michelle

Oi, tudo bem? Adorei sua postagem e considerações sobre a obra, eu ainda não li nenhum dos livros mais achei uma pena ser parecido com o anterior, entretanto saber sobre as receitas me animou novamente para ler o livro e tentar me entrosar com a história, amei suas fotos, tudo muito lindo como sempre, beijos!

Bianca Ribeiro

Eu devo dizer que não sou uma pessoa das mais adeptas de romance, mas as capas desses livros são muito fofas e bonitas, chega a encher os olhos.
Que bom que tá agradando todo mundo que curte, porque olha, eu sempre vejo gente falando desses livros hahahahahah
Amei sua resenha e suas fotos, muito bonitas!

Raíssa Zaneze

Oi Mari! Eu to louca para conhecer essa coleção da Arqueiro, mas ainda não consegui ler nenhum. Confesso que eu imagina uma estrutura das histórias parecidas, pelo nome. Achava que podia estar viajando, mas sua resenha me deixou com quase certeza rs.
E ai, eu amo quando os livros trazem as receitas que eu os personagens fazem rs. Pra quem ama cozinhar, é um prato cheio mesmo haha
Amei a resenha e as fotos. Beijos
https://almde50tons.wordpress.com/

Alice Lacerda Montiel

Oiieeee Eu adorei esse detalhe das receitas de pães que a personagem assa vindo no final do livro, bem bacana isso. Apesar de ter se tornado repetitivo pra ti, eu acho que leria essa estória. Não li o outro livro da autora e acredito que como vc disse, esse detalhe possa fazer a diferença porque pra mim vai ser algo novo conhecer a escrita dela. Gostei de saber que a personagem evolui, não gosto desses romances/chick lits onde a personagem estanca e só melhora no finalzinho. Enfim, acho que leria A padaria dos finais felizes. Vamos ver quando surge a… Ler mais

Priscila
Priscila

Ah que livro mais fofinho!! Comprei a trilogia da livraria dos sonhos e não vejo a hora de ler, agora quero esse. Já me apaixonei pelo papagaio rs
Bjos flooor

Malu
Malu

De alguma forma a tua resenha me lembrou o livro Porto Seguro do Nicholas Sparks. Ele tem uma temática bem parecida!
Mas, sobre o livro em questão, eu ainda não li; imagino que seja uma leitura típica das tardes chuvosas. O que eu gosto bastante.

Milena

Adorei a resenha!
Confesso que estou muito curiosa para conhecer o livro, porém ainda não adquiri um exemplar.
Mas a capa é linda e a história parece ser bem fofa!
Achei bem interessante que o livro traz as receitas no final.
Beijo!

Marijleite

Oi, isso de ler os livros em sequência pode mesmo ter tirado um pouco do brilho da história, mas eu estou bem curiosa para ler esse livro pois amos esses romances contemporâneos onde as personagens precisam se adaptar em novos lugares.

Aline Coelho

Ouvi falar desses livros da editora Arqueiro e com certeza fiquei interessada. Essas histórias sempre nos inspiram a não desistir e recomeçar. Uma pena essa semelhança em ambas as história (essas fórmulas de sucesso sempre são empregadas) mas penso que isso não desmerece o livro. No final valeu a pena né!? Parabéns pela leitura e resenha. Beijos

Johany Medeiros

Olá! Eu adorei toda a história, mas quando tu falou que se parecia com o outro livro, também me incomodou um pouco. Apesar disso, por essa parecer ser uma história leve, me fez querer conhecer essa obra. E não, que eu lembre, nunca li nenhuma história que se passa numa padaria.

P.S inclusive, quero essas receitas.
http://www.utopiavk.blogspot.com

Dayhara Ribeiro Martins
Dayhara Ribeiro Martins

Comigo aconteceu exatamente a mesma coisa! Li os dois livros e tive a sensação em muitos momentos que já tinha passado por aquela história, sabe? É desconfortável quando isso acontece e acabei não aproveitando tanto quanto esperava, uma pena.

Mauro Lima
Mauro Lima

Nossa como vc citou no começo e um romance bem contemporâneo quase me identifiquei um pouco com essa obra, muito bom mesmo não conhecia ainda mas gostei

Erika Monteiro

Oi, tudo bem? Achei essa edição tão bonita. Aliás toda a coleção Romances de hoje está linda. Estou com os três primeiros para ler e quero começar pelo A pequena livraria… Uma pena você ter encontrado tantos pontos semelhantes entre as histórias. Acredito que a autora pensou que como o primeiro fez muito sucesso se repetisse daria certo também. Mas isso não exclui a vontade de ler. Um abraço, Érika =^.^=

Mara Cerqueira Santos

Oi, Mari! Desde que soube do lançamento deste livro, fiquei curiosa pela leitura, acho que ela traz vários pontos dos quais gosto,uma pena essa impressão negativa com relação a “repetição” da história, como não li o outro livro, acredito que não terei esse problema, caso leia este primeiro, mas ´importante saber deste pequeno grande detalhe!