18
10
2018

The Ghost Monument – Doctor Who S11E02

Nesse último domingo, foi ao ar o segundo episódio dessa nova temporada de Doctor Who. A minha paixão pela série está bem evidente aqui no blog. Inclusive, você encontra vários posts por aqui. Portanto, se quiser conhecer melhor a série, pode se deleitar nos posts da tag. O último episódio se chama The Ghost Monument e é o primeiro planeta alienígena de Graham, Yaz e Ryan. E eles acabaram lá de surpresa. Como será que a Doutora irá salvar os três e levá-los de volta para casa?

Imagem: BBC – Divulgação

A História do Episódio

A primeira impressão que tive desse episódio foi “caramba, que fotografia linda”. Doctor Who nunca foi exatamente conhecida pela qualidade técnica da filmagem, mas com Chris Chibnall isso parece ter mudado. Tivemos também a apresentação da nova abertura, que me lembrou bastante algumas aberturas da série clássica e ao mesmo tempo, tem algo bem moderno. O novo tema também chama a atenção.


Começamos vendo Graham e Ryan sendo salvos por uma garra gigante no espaço. Ao acordarem, descobrem estar na nave de Angstrom e ela está procurando por um planeta que parece estar fora de órbita. Enquanto isso, descobrimos que a Doutora e Yaz estão na nave de Epzo, mas que a nave parece estar com muitos problemas. Yaz acorda já ouvindo a Doutora brigando com Epzo e criticando duramente a maneira como ele pilota a nave. Graças a sua ampla experiência, a Doutora consegue fazer um pouso bem forçado e então encontra Graham e Ryan num planeta completamente devastado.

Uma das coisas que já gostei nesse comecinho foi ver a Doutora em seu elemento. Ela conhece a nave, sabe o que fazer para pousar em relativa segurança, mesmo com uma nave antiga. Essa é a essência da personagem: tudo bem, a nave basicamente explode, mas ela consegue salvar todos.

Imagem: BBC – Divulgação

O Rali das Doze Galáxias

Nós descobrimos então que Angstrom e Epzo são competidores no Rali das Doze Galáxias, um Paris-Dakar no espaço, só que um pouco mais radical. Eles são os últimos porque aparentemente os outros foram ficando pelo caminho. E estão dispostos a tudo para ser o grande vencedor. Para isso, devem ir até o local do Monumento Fantasma, que os antigos colonos do planeta diziam aparecer de vez em quando. Quando a Doutora pede para ver uma imagem do Monumento, descobrimos que se trata de algo muito familiar: é a TARDIS.

A Doutora e seus novos amigos decidem então seguir os dois competidores pelo planeta até o Monumento Fantasma, pois assim poderão voltar para a Terra. Mas a Doutora logo fica cada vez mais curiosa sobre o que aconteceu no planeta para devastá-lo. Nada no planeta parece fazer sentido e a Doutora não pode deixar tantas perguntas sem respostas.

Sobre o Episódio

The Ghost Monument foi um episódio lindo. Eu particularmente estou amando nossa nova Doutora e como ela trata seus amigos. A dinâmica é bem diferente do que era quando o Steven Moffat era o showrunner. Não existe mais a necessidade do Doutor ser o salvador da pátria. A Doutora da Jodie conversa de igual para igual com seus amigos e, embora ela saiba mais e tome a dianteira, ela ouve cada um deles. Eles usam seus conhecimentos, dão ideias e a Doutora os respeita. Isso para mim é sensacional.

O Reencontro da Doutora Com Seu Beautiful Ghost Monument

Mas o que me fez apaixonar de vez por esse episódio mesmo (e pelas reações que vi na internet, não só eu) foi o final. A Doutora finalmente reencontra sua TARDIS. Quem acompanha a série há algum tempo já sabe o quão especial é a relação entre a Doutora e a TARDIS. Não é à toa que a caixa azul é um símbolo tão icônico para a série. Ela é um dos personagens mais importantes, mesmo que não tenha falas (bem, existem exceções).

E olha, esse reencontro foi com certeza um dos mais emocionantes. A Jodie conseguiu transmitir toda a emoção, a felicidade da Doutora ao reencontrar sua fiel companheira. E que TARDIS linda. Nós já sabíamos que haveria uma nova TARDIS, seja para acompanhar as mudanças da série, seja porque ela estava explodindo na última vez que a vimos, no fim de Twice Upon a Time.

Imagem: BBC – Divulgação

Como essa TARDIS ficou linda. Amei o design. Eu sentia falta dessa pegada mais orgânica da TARDIS, como se ela fosse algo vivo, que cresce. Achei interessante como é uma TARDIS que deve ser manuseada. Existem alavancas, válvulas, até um pedal e menos telas e teclados. Aliás, o pedal dar bolachinhas foi um toque de mestre. Se tem uma crítica que eu posso fazer, é que achei ela um pouco escura, mas pode ter sido essa primeira cena. No mais, até os cristais que compõem a TARDIS me parecem interessantes. E os pequenos detalhes, como a ampulheta e a mini TARDIS fazem essa versão muito especial.

Para o próximo episódio, espero ver um pouco mais da Yaz, que acho que ficou um pouco apagada em The Ghost Monument. Mas também acredito que é uma personagem que nós conheceremos mais a fundo no futuro.

Como Assistir a 11ª Temporada de Doctor Who

A 11ª temporada de Doctor Who está sendo disponibilizada pelo serviço de streaming Crackle. O primeiro e o segundo episódios estarão liberados para todo mundo no site doctorwho.crackle.com. Depois disso, só para os assinantes. Assine o Crackle através de sua operadora. Você encontra todas as informações aqui. Eu, por exemplo, fiz minha assinatura pela Oi, por causa do meu celular.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

avatar
1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
MariMaria Roberta Recent comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Subscribe  
Notificar-me quando houver
Maria Roberta
Maria Roberta

Excelente Artigo !! Eu estou adorando visitar blog, sempre tem conteúdo de muita qualidade …. São muitos legais, e interessante ….

Parabéns !!!!

Posso compartilhar este artigo no meu Facebook ?

Meu Blog: Apostando na Loteria