03
11
2017

Acabei de Ler: Espero Por Você – J. Lynn

Esse foi um livro que encontrei na Amazon e como estava bem barato, decidi arriscar. Na verdade, a autora é a Jennifer L. Armentrout escrevendo com seu pseudônimo, J. Lynn. A editora Novo Conceito, que relançou o livro no Brasil, deixa essa informação bem clara na capa. Espero Por Você é, portanto, um new adult da mesma autora de Obsidiana. Eu gostei daquele livro, tanto que já comentei sobre a leitura aqui no blog. Por conta disso, resolvi dar uma chance a Espero Por Você. E foi bom… Mas nem tão perfeito assim.

Título Original: Wait For You
AutorJ. Lynn (Jennifer L. Armentrout)
Série: Wait For You #1
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Adicione: Skoob | Goodreads

(mais…)

06
03
2016

Acabei de Ler: Obsidiana – Jennifer L. Armentrout

obsidianaComeçar de novo é uma porcaria.

Quando nos mudamos para West Virginia antes do último ano de curso, eu tinha me resignado ao sotaque engraçado, ter conexão de internet ruim e me cansar da vida monótona como uma ostra… Até que eu vi meu vizinho sexy, tão alto e com esses impressionantes olhos verdes. As coisas pareciam estar melhorando.

E então ele abriu a boca.

Daemon é insuportável e arrogante. Nós não nos damos bem. Nada, nada bem mesmo. Mas quando um estranho me atacou e Daemon congelou o tempo, literalmente, com um movimento de sua mão… Bem, algo aconteceu… Inesperado.

O sexy alienígena que vive do outro lado da rua.

Sim, você ouviu direito. Alien. Acontece que Daemon e sua irmã têm uma galáxia cheia de inimigos que querem roubar suas habilidades, e o toque de Daemon fez com que eu parecesse um daqueles sinais luminosos em Las Vegas. A única maneira de sair dessa viva é ficar colada a Daemon até que minha “luz” extraterrestre se apague.

Isso se eu não matar a Daemon antes, claro.

Título Original: Obsidian
Série: Lux #1
Autor: Jennifer L. Armentrout
Editora: Valentina
Páginas: 320
Adicione: Skoob | Goodreads

Modelo2-4

Você já deve ter ouvido essa história antes. A menina que gosta de livros se muda para um lugar novo e então conhece um cara lindo, maravilhoso, gostoso, daquele tipo que não existe, e aí ela descobre que ele aparentemente não gosta dela, até o momento que ele tem que salvar a sua vida e então um grande segredo vêm à tona.

Clichê? Com certeza. Mas é a maneira como o clichê é utilizado em Obsidiana, despretensiosamente, que faz toda a diferença. Katy está se mudando para uma cidade no interior de West Virginia com sua mãe, que decidiu que uma mudança de ares seria boa para as duas. Ao chegar na casa nova, a mãe dela logo descobre que elas serão vizinhas de dois adolescentes que parecem ter a mesma idade da Katy e por isso incentiva a filha a ir até lá e conhecê-los.

O problema é que Daemon (que aparece logo de cara sem camisa) apesar de ser lindo, gostoso, etc. é muito mal educado e logo de cara já cria uma impressão muito ruim. A irmã gêmea dele, a Dee, é justamente o contrário: é super simpática e logo faz amizade com a Katy.

Conforme a história de Obsidiana se desenrola, Katy descobre o segredo dos dois irmãos: eles não são desse planeta. Algo que não é, obviamente, um spoiler, já que está na capa do livro, na sinopse… E conforme ela vai entendendo melhor o universo dos dois, ela consegue entender também todos os medos de Daemon em relação à aproximação dela com Dee e todos os perigos que ela corre. O problema é que cada vez mais Katy e Daemon devem ficar juntos, para que ele possa protegê-la.

O enredo tem vários problemas. As explicações dadas pela autora tem muitas falhas, parece não haver nada que os aliens conseguem fazer (esqueça Superman: o negócio é ter um Luxen te protegendo, ok?) e os vilões da história não parecem ter um motivo muito claro para atacar, apenas… inveja?

Existiram muitas partes do livro inacreditáveis. Mas como a escrita da autora é leve e descontraída, sem maiores dramas apesar das cenas de ação, a leitura acaba sendo envolvente e divertida. As brigas entre Katy e Daemon são rápidas, nada de dramalhão mexicano.

A Katy é uma personagem engraçada e real. Para você ter uma ideia, ela tem um blog literário e isso não é algo que some da vida dela quando ela se aproxima de Dee e Daemon. Ela não deixa de ter uma vida ou outras amizades por causa das confusões em que se mete por ter na vida essas pessoas de outro planeta. Katy também tem uma personalidade forte e nunca fica na posição de donzela indefesa, algo que me impressionou bastante, já que parece que o enredo inteiro de Obsidiana parecia estar caminhando para isso.

O Daemon é um típico protagonista de YA sobrenatural e só não é um saco de aguentar porque a Katy e a Dee acabam colocando ele nos eixos. Ele é o mais forte, o mais poderoso, o super hiper, o que tem todos os poderes e ainda olhos verdes e um peitoral de matar, sim, mas nem por isso ele escapa de ser alvo do sarcasmo da Katy. A dinâmica entre o casal flui de maneira diferente da maioria dos romances paranormais, o que é um ponto positivo e que acabou salvando o livro para mim.

Por toda a despretensão dessa história, eu me diverti bastante e com certeza vou querer ler o resto dos livros, até porque quero ver se a autora melhora em suas explicações a respeito dos aliens e suas motivações.

Já leram um livro assim? O que acharam?

Siga o blog nas redes sociais:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads