20
11
2017

Uma Duquesa Qualquer – Tessa Dare

Eu já contei para vocês como eu amo os livros da Tessa Dare. Ela é uma das escritoras de romance de época que eu mais leio. A série Spindle Cove é uma das minhas preferidas dela. Eu li os livros antes mesmo de terem sido lançados no Brasil. Quando a maravilhosa Ed. Gutenberg começou a lançar os livros no Brasil, fui aos poucos comprando para ter a coleção na minha estante. Agora que o blog é parceiro da Gutenberg, surgiu a oportunidade de pedir o quarto volume da série para resenha. Eu, claro, não resisti e foi com muita alegria que recebi Uma Duquesa Qualquer para compartilhar com vocês minha experiência de leitura.

Título Original: Any Duchess Will Do
Autor: Tessa Dare
Série: Spindle Cove #4
Editora: Gutenberg (Grupo Autêntica)
Páginas: 266
Adicione: Skoob | Goodreads

A história de Pauline e Griff em Uma Duquesa Qualquer

Spindle Cove é uma pequena vila para onde mulheres que não se encaixam nos padrões da época podem escapar. Pauline é atendente da taverna local, a Touro & Flor. Ela é filha de um fazendeiro local, amargurado por ter tido só filhas e nenhum homem para ajudar na fazenda. Sua irmã, Daniela, tem uma deficiência intelectual, o que faz com que Pauline tenha que defendê-la de todos, inclusive do pai. Ela tem grandes planos para si e sua irmã: abrir uma biblioteca em Spindle Cove e assim poder sair da casa dos pais.

O Duque de  Halford, Griffin, não quer casar nem ter filhos, o que deixa sua mãe desesperada. Sem saber o que fazer, ela sequestrå o próprio filho e o leva a Spindle Cove, fazendo-o escolher uma noiva para si. Ela então faz um acordo com Griff: ele pode escolher qualquer uma das moças solteiras de Spindle Cove, que ela fará com que a moça seja, em uma semana, a sensação de Londres. Se conseguir tal proeza, Griff terá que se casar com a moça. Caso contrário, a mãe o deixará em paz para sempre. Para complicar a vida de sua mãe e garantir que ela não vai conseguir o feito, ele escolhe Pauline, a atendente da Touro & Flor.

Mas Pauline obviamente não quer passar por isso e deixar sua irmã sozinha. Para convencê-la, Griff a contrata para ser um desastre. O dinheiro que ele oferece será suficiente para que Pauline monte a tão sonhada biblioteca. Por isso, Pauline aceita passar uma semana em Londres com Griff e sua mãe, tomando aulas de como ser uma duquesa.

Porém, as coisas não são tão simples assim e logo a atração entre os dois se torna muito forte. Será que o Duque de Halford consegue superar seus traumas do passado? E poderá Pauline mudar seus planos para o futuro?

Lendo Uma Duquesa Qualquer (pela segunda vez)

Comentei ali em cima que eu já tinha lido os livros da série em inglês. Porém, já fazia um bom tempo, por isso resolvi ler novamente a história de Uma Duquesa Qualquer. Ah, não precisa ficar preocupado: os livros da série são independentes entre si. Os casais anteriores são mencionados e alguns até aparecem nessa história, mas nada que atrapalhe a leitura.

Um dos pontos que mais me atraem nos livros da Tessa Dare é que ela traz assuntos mais atuais para seus romances de época. Por exemplo, o fato de que a irmã de Pauline, Daniela, possui uma deficiência intelectual. É óbvio que esse tipo de deficiência sempre existiu, mas ver um personagem com deficiência num romance de época não é tão comum. E quando eles aparecem, é interessante ver como a sociedade há tantos anos tratava as pessoas que tinham esse tipo de dificuldade.

Sobre Pauline e Griff

Pauline também é uma protagonista diferente por ser da classe trabalhadora. As filhas da nobreza e dos cavalheiros da época eram tratadas de uma maneira; as da classe trabalhadora, de outra. Por isso, Pauline tinha outros tipos de expectativas da vida. Outros sonhos, também, porque uma mulher nascida em família nobre jamais poderia sonhar com ter uma biblioteca. Até nos relacionamentos, a visão de Pauline é diferente. Ela teve um namorado com quem achou que ia casar, mas não aconteceu. Nem por isso ela se desespera e continua com seus planos.

O mistério pelo qual Griff não quer casar também é um trauma interessante (se é que posso dizer isso). Mas talvez não fosse algo muito comum entre os homens poderosos da época. Sua relação com a mãe sofre bastante tendo em vista que ele esconde a história dela. E sua mãe também está sofrendo, mas não conta para ele. Pauline é a pessoa que praticamente obriga os dois a conversarem.

Eu curti muito a leitura e recomendo muito a série Spindle Cove, especialmente para os amantes de romance de época. Vocês já leram algum livro da autora?

* Esse livro foi recebido em parceria com a editora.

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

Deixe um comentário

Notificar-me quando houver
avatar
Helana Ohara

Adorei você ressaltar da personagem com deficiência intelectual, na época isso era até escondido das pessoas.
Bacana ver que Tessa se preocupou em mostrar isso em seu livro.
Nunca li nada da autora e fiquei bem interessada

Bianca Rocha

Nunca li nada dessa autora, mas com as resenhas maravilhas e comentários positivos sobre os livros dela, fico bastante curiosa em ler. Acho muito bacana quando uma série tem livros independentes, assim não fico com pressa para ler os próximos livros. Parabéns pela resenha! ❤
Bjos, Bia!

Morgana Brunner

Que lindo esse livro Mari,fiquei feliz de ver os pontos positivos e negativos que tu expôs, com toda certeza eu adoraria ler e saber sobre essa deficiência intelectual me incentivou a querer ler mais, ainda mais que antigamente era algo deixado embaixo de panos.
Beijinhos

Alvaro Hendrick

Parece ser uma leitura interessante, apesar de não ser um dos meus gêneros favoritos. Adorei a resenha

Camila de Moraes

Olá!
Eu amo essa série. A Tessa tem uma escrita incrível. E sua resenha também só confirma o que já vinha pensando sobre esse romance que certamente vou adorar.
Beijos!

Lucimar da Silva Moreira

A capa do livro é linda, gosto muito de romance de época, lendo a resenha a cada linha nos deixa mais fascinada pela história. Ainda não li livros da autora mas já li outras resenhas dos livros dela, ela é uma autora genial sempre com livros maravilhosos para o público, bjs.

Cabine de Leitura

Não sou muito fã de série, mas amo um romance de época e me agrada muito o fato de você mencionar que os livros são independentes entre si.
O livro está um luxo, adorei. Dica anotadinha.

Beijos
https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

Ana Letícia

Amo romances de época, mas não conhecia a autora Tessa. Essa é primeira resenha que leio de um livro dela, irei procura com certeza, fiquei curiosa!

Larissa Dutra

Olá, tudo bem? Nunca li um livro do gênero, porém tenho bastante interesse. Adorei tua resenha e fiquei bem curiosa pra ler a série!

Beijos,
http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

Porre de Leitura e Livros

Olá! Tudo bom?
Nossa como fiquei feliz em ler seu post, pois amo romance de época e não conhecia essa autora, já cliquei ali n o link do skoob e adicionei ele na minha lista de quero ler .
Beijos, Joyce de Freitas

Grazielli

Oie amore,

Dá até vergonha mais até agora não li nada de loteratura de época, mas já amo essas capas.
A Tessa é uma das que estão em minha lista de desejos desde que começou essa febre desse gênero.
Esse ainda não conhecia, mas já anotei a dica por aqui.
Adorei a resenha e as fotos, parabéns!

Beijokas!

Paty

Essa capa é linda, a autora bem elogiada, mas a proposta dele não me atrai. Trata-se de um livro que eu não leria, principalmente depois de ler a resenha e não encontrar uma ideia instigante.

Tatiana Castro

Oi, Mari!
Que edições lindas! Mandaram bem na versão brasileira. Realmente, esse gênero costuma ser superficial, mas fiquei curiosa para saber como a autora aborda a deficiência intelectual.

Beijos!
Gatita&Cia.

Silviane Casemiro

Olá! Eu confesso que tenho sérios problemas com romance de época. Para mim eles não descem, acho tudo banal e clichê e olha que li pouquissimos. Mas parece que existe um padrão em alguns, o cara que não quer casar e a mocinha que a autora que mostrar que é empoderada para a época. Mas enfim, acho que para leitoras do gênero pode agradar.

Fábrica dos Convites

Oi Mari, estes diferenciais que a Tessa usa em seus enredos fazem toda a diferença. Não sabia que desta vez teríamos um personagem com deficiência intelectual. Já li os livros anteriores e gostei, espero ler este logo.
Bjs, Rose

Valéria

ah, bacana a série estar te empolgando… particularmente nao aprecio o gênero romance de época, apesar de só ouvir elogios para a Tessa…
bjs 😀

Daniele Vieira

Oioi
Não sou muito fã de romances de época, mas gostei bastante dessa mocinha e seu sonho de montar uma biblioteca e seu carinho pela irmã, nessa época pessoas com certos problemas de saúde eram até mesmo escondidos da sociedade, isso me deixou curiosa quanto ao livro.

Livros & Café

Oi, tudo bem?

Já li até agora o primeiro livro dessa série, agora preciso ler os outros. Tenho o segundo já na estante. Estou querendo comprar o terceiro agora na Black Friday, se estiver com um preço bom, eu compro. Estou apaixonada agora pela escrita da Tessa. Não tem como não gostar desses livros.

Falkner Moreira

Que legal que você conseguiu a parceria! <3 Me inscrevi também, mas nem rolou… e olha, que historia cheia de drama! Fiquei interessado. Não é muito comum encontrar homens sendo forçados a casar, né? Geralmente é o contrário nos mais clássicos, com o homem que mais cheio de ideias mais inovadoras, empreendedoras… Bacana essa inversão de valores 🙂

Amanda de Oliveira Caldas

Hey!
Eu já vi o livro na livraria, mas é a típica obra que eu costumo ignorar ao escolher um novo exemplar. Achei a história muito boa, principalmente o fato dela querer cuidar da irmã e abrir uma biblioteca, mas ainda não é meu tipo de leitura, vou passar a dica.
Beijos.

Bruna Costabeber

Olá Mari,
Gosto do gênero, mas ainda não li nenhum livro da Tessa Dare. Fiquei empolgada quando você disse que é a segunda vez que ler e intrigada para saber como a questão da deficiência foi trabalhada nesse livro. Gosto muito de os livros serem independentes também e vou colocar na listinha!
Beijos

Milena Nones

Oi!
Gosto muito de romances de época. Não sabia que os livros da Tessa Dare podem ser lidos fora de ordem. Isso é muito bom. Não gosto muito quando um depende do outro… Adorei o fato de você ter comentado sobre a abordagem de assuntos atuais que a autora faz em seus livros. Vou anotar a dica. Já quero todos!
Beijo

Catharina Mattavelli Costa

Oie
apesar de não se ruma amante de romance de época eu com certeza estou curiosa para conhecer e dar oportunidade para alguns títulos, quem sabe esse não entre na lista e gostei dos seus elogios e os pontos da história

beijos
http://www.prismaliterario.com.br/

Luan Jonathan

Amei a resenha estou nessa vibe de romances de época e já que começar a ler as obras da Tessa, ótima resenha!

Belo post!

Lendo Ferozmente | Papo Inverso

Kênia Cândido

Oi Mari.

Ainda não tive oportunidade que conhecer essa série, mas lendo sua resenha eu fiquei com muita vontade de ler. Principalmente sobre os assuntos mais atuais que a autora adiciona nos romances de época. È interessante. Dica anotada.

Bjos

Giovana

Oii, tudo bem?
Eu ainda não conhecia esse livro ou a autora mas eu adorei ela ter abordado um outro lado dos romances de época, na qual a protagonista não é rica, acho que é um ponto muito positivo na leitura.

Thalia

Olá!
Eu preciso dessa série!Os livros de época estão cada dia mais me perseguindo,e essa história em particular me chamou muito a atenção.Tem uma personagem fora da classe,uma menina com deficiência intelectual e um segredo do Griff.
Um livro que com certeza eu amaria ler e se encontrar ele comparei mesmo fora de ordem.
Bjs

Ariane Eleuterio

Adorei a resenha, não li nada da autora ainda. Mas se você releu é porque é mesmo bom.
Dica anotada.

beijos

Ana Caroline

Olá, tudo bem? Tessa Dare é uma das minhas autoras favoritas do gênero, e ler mais um livro da série Spindle Cove foi sensacional. Sim, essa ideia de trazer nossa realidade para época é uma especialidade da autora, mas acho que mais do que isso, é ela conseguir fazer que os personagens nos catives, mesmo os secundários. Ela tem uma sensibilidade que nunca vi antes, que quando vemos estamos nos apegando no enredo. Pauline foi uma surpresa boa demais, e tornou-se um dos livros favoritos <3
Adorei ver a resenha por aqui 😀
Beijos,
diariasleituras.blogspot.com.br

Catharina Mattavelli Costa

Olá
nunca li nada da autora pois não leio romances de época mas com certeza gostei da sua resenha e os elogios pois parece valer a pena para as fãs e até pra mim que quero arriscar algo diferente, muito legal sua dica

beijos
http://www.prismaliterario.com.br/

Ana Lícia

Premissa chamativa, mas confesso que fiquei logo imaginando o desenrolar. Haha, Que a mocinha e mocinho iriam se apaixonar e etc. Mas o que me chamou atenção é autora abordar alguém com deficiência, se neste século eles são ignorados e excluídos completamente pela sociedade, imagine no passado. Um ponto positivo para autora. Adorei sua resenha. Boas leituras.

Quel

Olá, adorei a capa…não conhecia a série, isso se deve por eu não ser tão ligada ao gênero. Mas gostei mesmo da resenha.

Abraços

wpDiscuz