04
05
2016

May The Forth Be With You – TAG Star Wars

Gente, adivinha que dia é hoje? Sim, hoje é STAR WARS DAY!!! Afinal, quer dia melhor do que quatro de maio, em inglês May 4th, que tem praticamente o mesmo som de “May the Force be with you?”. E por isso, o grupo Blogueiros Geeks criou essa tag com dez perguntinhas de sobre a saga que eu não poderia deixar de responder, não é mesmo? starwars

01 – Um livro que todo Padwan deveria ler?

Fico um pouco indecisa ao responder essa pergunta. Afinal, o livro teria que ser conectado ao universo de Star Wars? No caso, acho que para quem não conhece nada da saga, o ideal é ler alguns dos quadrinhos maravilhosos inspirados na história que estão saindo agora, como Academia Jedi, do Jeffrey Brown. É uma maneira de ir aos poucos conhecendo esse universo.

Se não precisar… Bem, todo mundo precisa ler Harry Potter. #beijotchau

02 – Um lugar de Star Wars pra visitar.

Jakku. Eu não estou tentando ser engraçadinha, mas assim como Tatooine ou Alderaan, é óbvio que é um lugar onde grandes histórias começam… e sim, o fato de que o Finn não consegue entender porque TODO MUNDO quer voltar para lá pode ter pesado na minha escolha. Finn, te amo.

03 – Padmé, Leia ou Rey?

HAHAHAHAHAHAHA, não. Sério, não consigo escolher. A Força feminina em Star Wars é muito forte (ha, viu o que eu fiz aí?), as três personagens me encantam de uma maneira que eu não consigo explicar. Quando eu penso na idade da Padme e da Leia e em como as duas eram responsáveis por seus povos e em como lidaram com isso muito melhor do que qualquer dos homens da história; ou quando lembro da Rey, da garra e da determinação dessa sobrevivente que é tão sozinha que até estranha quando alguém pergunta se ela está bem, porque nunca teve alguém se preocupando com ela…. Não dá. Para mim, não existe ou. Eu escolho a Padme, a Leia e a Rey.

04 – Qual Código Jedi você não conseguiria seguir para se tornar um?

Provavelmente, Não há paixão, há serenidade. Porque não consigo virar sem paixão. E não quero dizer essa paixão romântica não. Essa eu viveria tranquilamente sem. Quero dizer ter que tratar tudo com serenidade, sem se envolver. Simplesmente não conseguiria.

05 – Qual cena de toda a saga te deixou sem ar?

Vou colocar um spoiler de O Despertar da Força aqui e acredito sinceramente que um dos motivos dessa cena em especial ter me tirado o ar foi porque eu realmente não tinha ideia de que ela iria acontecer e fui pega de surpresa. Mas sim, no momento que o Kylo Ren mata o próprio pai, o HAN SOLO… Caraca, eu fiquei totalmente sem ar.

06 – Qual a sua frase preferida dos filmes?

So this is how liberty dieswith thunderous applause.” Sim, as prequels deixam muito, mas muito a desejar. Mas essa frase da Padmé é pontual, certeira e emocionante.

07 – Um personagem preferido e um personagem que poderia ser trocado.

Eu sempre amei a nossa querida General Leia Organa, mas com O Despertar da Força, acho que posso dizer que a Rey capturou meu coração. Como eu disse lá em cima, não consigo escolher entre elas, mas acho que a Rey seria a minha personagem preferida, até por ter a Força e por ser a protagonista dessa trilogia nova. Personagem que poderia ser trocado… O Jar Jar Binks, talvez? Porque né, vamos combinar, para quê ter um personagem todo criado com CGI e ser… bem, o Jar Jar Binks?

08 – Como você acha que será a relação Rey e Luke?

Ao contrário de 99% das teorias que circulam na internet, não acho que o Luke seja o pai da Rey. Seria legal sim, mas… não sei. Eu acredito que os dois vão ter uma relação um pouco mais tumultuada, talvez, mas acho que podem criar uma certa ligação pai – filha, mesmo sem terem os laços de sangue.

09 – Quem é o Obi Wan da sua vida?

Pôxa, gente, que pergunta. Não sei se tenho um Obi Wan na minha vida. Várias pessoas acabam tendo esse papel na minha vida que Obi Wan tem na vida de Anakin, por exemplo, mas não tenho ninguém específico. Muitas pessoas eu admiro e sempre quero que aprovem as minhas decisões, mas… É, vai ficar assim mesmo.

10 – Uma foto que represente seu amor pela saga

starwars02Minhas lindas e amadas! Elas são só uma pequena parte da minha coleção de itens de Star Wars que eu tanto amo. Mas acho que representam bem meu amor pela saga!

E que a Força esteja com vocês (menos com você, Kylo Ren).

barra_bg

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

12
04
2016

Kindred Spirits e a Alegria de Ser Fã

Nessa última semana, tive a felicidade de ler Kindred Spirits, da Rainbow Rowell, um conto curtinho que foi lançado para celebrar o Dia Mundial do Livro. Li por motivos de, claro, ser um livro escrito pela Rainbow Rowell e eu gostar muito da autora e também porque amei a sinopse dele: Elena é uma fã de Star Wars. Mas fã mesmo, de coração.kindredspirits

Por isso resolve ir para a fila do cinema dias antes da estréia do novo filme, O Despertar da Força. Afinal, quando os primeiros filmes estavam sendo lançados, ela nem existia ainda, mas após ver as várias fotos das celebrações e das filas gigantescas de fãs unidos pela mesma paixão, ela quer sentir isso na pele e vê sua grande chance com esse novo filme. O problema é que a grande fila não é tão grande assim. Na verdade, é ela e mais duas pessoas: Troy, um fã da velha guarda que ainda se lembra de como era nas primeiras estréias e Gabe, um garoto mais ou menos da sua idade que na maior parte do tempo fica na dele.

O conto vai se passar todo nessa espera pelo filme, em todas as situações hilárias pelas quais Elena passa acampando na fila, enfrentando o frio, o desafio de fazer xixi em copos atrás de lixeiras e é claro, a preocupação de sua mãe, que não se conforma com a filha ficar na companhia de dois homens numa fila para ver um filme que você pode comprar o ingresso online.

Existe um pouco de romance, mas é bem de leve. O que mais me encantou nessas 96 páginas da história (segundo o Goodreads, já que li em ebook) foi compartilhar com a Elena essa alegria maravilhosa de ser fã, de amar tanto um filme, uma série de TV, um livro, um personagem fictício, um ator… Tanto que parece que passam a fazer parte da vida da gente e por eles acabamos em situações, conhecendo pessoas e indo a lugares que nunca iríamos. Por exemplo, conhecemos outros fãs que compartilham desse amor e vamos até outra cidade, participar de uma convenção enorme e conhecer pessoalmente quem a gente só via antes através de uma tela de computador.

Como aconteceu com a Cath, de Fangirl (também da Rainbow Rowell), não pude deixar de me identificar com Elena. Até porque também amo Star Wars e acho que a experiência deve ser vivida por inteiro, seja fazendo encontros, seja ficando numa fila enorme com outros fãs e compartilhando essa energia maravilhosa.

Kindred Spirits é sobre isso. É sobre Star Wars e a magia de ser fã. Sobre esse sentimento de gostar tanto de uma coisa que você mal pode se aguentar. Sobre passar por essas de ficar horas na fila, de enfrentar situações estranhas, de sair da zona de conforto por algo da cultura pop que você nem sabe onde estaria se não tivesse conhecido. Sobre se sentir super orgulhoso de saber detalhes que ninguém mais sabe. E por tudo isso eu gostei tanto desse pequeno conto e torço muito para que a Rainbow resolva escrever a história inteira.

Para  quem lê em inglês, o ebook está disponível na Amazon e eu recomendo muito a leitura, é rapidinho e o vocabulário não é difícil.

E vocês, enfrentariam a fila da pré-estréia de algum filme? Tem alguma história de fã boa para contar? Deixa aí nos comentários, vou amar ler.

Siga o blog nas redes sociais:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

19
02
2016

[Blogueiros Geeks] Trilhas Sonoras Geeks

Esse mês, os temas sugeridos para blogagem coletiva do grupo Blogueiros Geeks estavam arrasando, tanto é que eu não aguentei e resolvi escrever também sobre as trilhas sonoras geeks que mais me marcaram. Trilha sonora é algo que pode até passar despercebido, mas que é indispensável. Mais do que isso, uma boa trilha sonora pode melhorar em 100% o filme ou a série de TV, é só ela ter sido utilizada da maneira correta.

trilhas
Enfim, aqui estão as cinco trilhas sonoras que não saem da minha playlist:

(mais…)