Categoria "Bolinhas Aleatórias"
30
08
2016

Balanço Geral Do Mês de Agosto – BEDA

Estamos chegando ao final do mês de agosto e consequentemente, do BEDA também. Não vou negar, estou aliviada de ter conseguido cumprir a meta. Não foi fácil postar algo novo todos os dias do mês de agosto. Mas esse já é o trigésimo post consecutivo e só falta amanhã para fechar com chave de ouro. Porém, chego ao fim desse primeiro BEDA aqui no Pequenos Retalhos com a seguinte pergunta: afinal, o que eu aprendi nesse mês?

agosto-post

1. Agosto Pode Parecer Infinito, Mas Acaba

Você já reparou que os 31 dias de agosto demoram anos para passar? Fazer o BEDA não ajudou em nada para melhorar essa impressão. Mas por incrível que pareça, chegamos ao fim desse mês, ou seja, há luz no fim do túnel.

2. Ter Assunto Para Todos os Dias Não é Fácil

Tá, pode ser que eu já desconfiasse disso antes de entrar nessa loucura. Acabei só confirmando que realmente, arranjar pauta para todos os dias é bem complicadinho. Mas se organizando, a gente consegue. Eu comecei a planejar o BEDA no meio de Julho. Uma das minhas preocupações era exatamente fazer com que os posts não ficassem repetitivos. Com jeitinho, dá certo. O bom é que com o BEDA tive espaço para escrever sobre assuntos que acabariam sendo deixados de lado em outros momentos. Também publiquei alguns posts que já estavam nos meus rascunhos há algum tempo.

3. Blogar Todo Dia Ajuda a Definir O Que Você Quer do Blog

Eu achava que tinha meus objetivos com o Pequenos Retalhos definidos, mas acabei descobrindo outras possibilidades com o BEDA. Por exemplo, amei compartilhar um pouco mais sobre minha vida nos posts de “5 Coisas”. Pode ser que venham mais posts desses por aí.

4. Dar Um Tempo Entre Um Post e Outro Pode Ser Interessante

Apesar de ter amado a experiência de blogar todo dia, não é o que eu quero fazer sempre com o blog. Vou participar de outros BEDAs? É provável. Mas acredito que na maior parte do tempo, ter um espaço maior entre um post e outro é interessante. Gosto de poder compartilhar e divulgar os posts com mais calma.

5. Blogar Todo Dia Traz Inspiração e Animação

Mesmo não sendo fácil, ter a “obrigação” de escrever algo para todos os dias ajuda na inspiração. Sentar na frente do computador para escrever me obrigou a pôr as ideias para funcionar. Entender melhor o que eu quero com o blog e descobrir novas possibilidades anima a gente a continuar postando. É uma renovação muito gostosa.

Com todos os problemas que enfrentei nesse mês de agosto (eu viajei de férias e tive problemas com o acesso ao blog), é gratificante ter atingido a meta. É muito legal olhar meu calendário de posts e ver todos os dias de agosto preenchidos. Amei receber os comentários e queria ter comentado mais nos blogs de vocês.

Obrigada pelo apoio de todos. Sim, ainda tem mais um post do BEDA para sair amanhã. Mas o de amanhã é um post bem específico, algo que eu queria fazer desde sempre e nunca deu certo. Esse ano, vou comemorar a data da maneira correta. Por isso, quis deixar o balanço aqui, no dia 30. Valeu a jornada!

Ah, e em setembro
… a gente volta ao calendário normal! Não me abandona não!

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

28
08
2016

Dicas de Papelaria Fofa Online

Eu amo papelaria e quem me segue no Instagram tá cansado de ver pelas minhas fotos. Porém, nem sempre é fácil encontrar coisas fofinhas nas lojas na cidade da gente. Quanto menor a cidade, mais difícil ter um lugar que venda itens de papelaria fofa. Mas a internet taí, para salvar a gente nessas horas. Nesse post, vou citar algumas lojinhas que vendem esses itens que a gente ama ter na escrivaninha. Eu já comprei alguma coisinha de cada uma dessas lojas e não tive problema nenhum. Infelizmente, nenhuma dessas lojas fez nenhum tipo de parceria com o blog (sniff, sniff) por isso não temos nenhum contato com elas a não ser o de mero cliente.

papelaria-post

(mais…)

26
08
2016

5 Coisas Que Eu Queria Aprender

Eu gosto muito de aprender coisas novas. Infelizmente, nem tudo eu consigo aprender como eu gostaria. Aliás, em algumas eu sou um verdadeiro desastre. Por isso, decidi reunir nesse post as cinco coisas que eu queria muito aprender a fazer. aprender-post

1. Cozinhar

Quem me conhece, sabe que eu amo assistir programas de culinária. Vivo assistindo também reality shows que tratam de comida. Mas daí a ter alguma habilidade na cozinha… Digamos que sei fazer arroz. E só. O resto é só miojo, ovo frito no microondas e esquentar comida fria. Queria muito aprender a cozinhar, mas a verdade é que tenho preguiça. Se estou com fome, acabo utilizando o iFood para resolver o problema. Minhas habilidades na cozinha são as mesmas da Lorelai Gilmore, hahahaha.

2. Desenhar

Esse daqui eu acredito que falta também um pouco de aptidão. Claro que eu poderia treinar e estudar desenho para melhorar meus garranchos, mas acho que para chegar no ponto que eu quero, seria difícil. Amo ver os desenhos pela internet e queria muito poder enfeitar meu planner dessa maneira, mas por enquanto, não dá.

3. Cantar

Confesso: já fiz aula de canto. Mas nem por isso deixei de ser a pessoa mais desafinada que conheço. Eu gosto muito de música, mas minha voz é terrível. Com as aulas, melhorei um pouco, aprendi a sustentar minha voz. Só não recomendo ainda que me deem o microfone. Para os ouvidos de todo mundo, é melhor deixar essa ideia de lado…

4. Dançar

Por causa da minha deficiência, dançar é mais complicado. A falta de equilíbrio não ajuda em nada. Além disso, outros fatores, como a timidez, acabam afetando também. Mesmo em festas, eu fico meio de lado. Não me sinto à vontade para dançar no meio de todo mundo. Eu nem queria aprender a dançar certinho, não. Só para dar uma enrolada já está bom.

5. Correr

Pode parecer estranho, mas como eu já disse, no meu caso a deficiência afeta diretamente aqui. Eu não corro, quando muito ando mais rápido. Acho que nem seria o caso de aprender, mas sim de conseguir fazer. O ruim de não conseguir correr é ter que sempre cuidar para estar no local certo na hora certa. Além disso, acompanhar um grupo de pessoas pode ser complicado, acabam tendo que desacelerar por minha causa. Por mais que eu saiba que não tem outro jeito, ainda assim me sinto mal.

E são essas as cinco habilidades que eu gostaria de ter. O que vocês gostariam de aprender?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

23
08
2016

Onde Comprar Washi Tape na Internet

Se você ama planners ou DIYs em geral, já deve ter conhecido as washitapes. Essa fita adesiva feita de papel de arroz existe em várias cores e modelos. Ainda, é um pouco transparente, fácil de aplicar e pode ser reposicionada. Além das washi, ainda existem as decotapes, as papertapes… As primeiras são bem mais baratas e feitas de plástico, mas mais difíceis de reposicionar e cortar. Já as papertapes são mais opacas e algumas vezes tem a cola bem mais fraca.

washi-post

Mas todas elas podem ser muito úteis na hora de decorar seu planner. O problema é que nas cidades menores, é mais difícil encontrá-las para vender em papelarias. Por isso, uma ótima saída é a internet. Comprar washitapes online pode ser a salvação para quem não tem acesso à elas de outra forma. Nesse post, reuni dicas de lojas online que vendem o produto.  (mais…)

22
08
2016

Minhas Férias: João Pessoa – PB

No começo desse mês, finalmente saí de férias. Já fazia um tempo que eu não tirava férias, então estava precisando. O local escolhido foi o Mussulo Resort, que fica em Conde-PB. Mas é tão próximo de João Pessoa que a gente passeou bastante pela cidade.

ferias-post

(mais…)

20
08
2016

Meme Escrito

A Thais do blog Thais Etc me indicou para um meme. A ideia é mostrar a sua caligrafia para todo mundo conhecer. Agora, minha letra não é lá aquelas coisas: é muito grande e muito redonda, às vezes fica tudo meio embaralhado. Mas eu achei que seria legal mostrar para vocês.

meme-post

(mais…)

19
08
2016

Sinais Que Estou Ficando Velha

Pois é, a idade chega para todos. E cada vez mais encontro sinais de que estou ficando velha. São palavras e referências a programas que não passam mais faz tempo. São saudades de doces e desenhos que a gente não vê mais por aí. Enfim, tudo denuncia a minha idade. E por isso, decidi fazer um post falando sobre esses pequenos sinais de que o tempo passou. sinais-post

1. Eu uso a palavra paspalho.

Para mim, chamar alguém de paspalho é algo natural. Aparentemente, porém, as pessoas não usam mais o termo. Ou se usam, já não são mais tão jovens assim. Só para confirmar: babaca eu ainda posso usar, né? Ou já é considerado antigo?  (mais…)

16
08
2016

O Que Eu Aprendi Com As Olimpíadas No Brasil

As Olimpíadas no Brasil estão se revelando bem diferentes do que eu esperava. Afinal, não é segredo para ninguém que o país não passa por sua melhor fase. Se quando o Rio foi escolhido o sentimento era de orgulho, às vésperas do evento tinha se transformado em apreensão. Poucos acreditavam que daria certo, que não seria motivo de vergonha. Mas então as Olimpíadas começaram e a situação mudou, pelo menos um pouco. O vexame extraordinário não aconteceu, apesar de todas as reclamações. A cerimônia de abertura devolveu um pouco do sentimento de orgulho ao brasileiro. Aliás, não encontrei ninguém falando mal da cerimônia, ao contrário da abertura da Copa de 2014. E aí, eu fiquei pensando que aprendi algumas coisas interessantes com essas Olimpíadas. olimpiadas-post

(mais…)

14
08
2016

5 Coisas Que Eu Devia Fazer Mais

Para complementar o post de ontem, hoje conto para vocês as 5 coisas que eu devia fazer mais. Todo mundo tem algumas coisas que sabe que deveria fazer mais, não é mesmo? Seja para ficar mais saudável, seja para ser mais feliz. Mesmo assim, a gente vive achando que dá para começar mais tarde. Aqui estão as minhas:mais-post

1. Beber Mais Água

Todos os médicos mandam a gente beber mais água. Não suco, não chá, mas água. Porém, eu nunca fui fã de água, sabe? Sempre bebi muito pouco e só em situações extremas. Só bebo água de maneira espontânea quando estou com muito calor ou fazendo muito exercício. Nunca tenho vontade de beber água. E sim, sei que é muito importante e que nada substitui os efeitos da água no nosso corpo. O que eu tenho que fazer é lembrar de colocar uma garrafinha de água na minha mesa do trabalho. Já fiz isso uma época e deu certo, acabei bebendo água sem nem perceber.

2. Comer Mais Frutas

Eu consegui uma vitória que foi me acostumar a comer mais salada. Antes eu não comia absolutamente nada de salada e agora, já acho essencial comer algo verde junto com as refeições. Porém, não consegui criar o costume de comer frutas. Se como alguma fruta, normalmente é banana. Só de pensar em pegar uma pera ou uma maçã para comer me dá preguiça. E aí eu acabo usando de lanchinho opções bem menos saudáveis, como bolachas e pãezinhos. Ou seja, nada bom. É questão de costume mesmo, já que eu gosto de frutas. Bom, pelo menos eu não odeio frutas. Bom, pelo menos eu não odeio frutas com todo o meu ser, ou seja, eu comeria sim. Mas ainda prefiro bolachas.

3. Dormir Mais Cedo

Sou uma pessoa bem noturna. Quando fui fazer minha inscrição na faculdade, escolhi o noturno não para usar o dia para trabalhar, mas sim porque sei que o meu rendimento é muito melhor à noite. Quando ainda estava no colegial, algumas das aulas da manhã eu nem conseguia assistir direito, de tanto sono que eu sentia. Eu estava na sala de aula às 07h30, mas só acordava às 10h. Com o tempo e depois de muito insistir, melhorei um pouco. Mas nunca consegui dormir cedo. E o cedo que eu digo aqui é 22h, porque meu horário normal de ir para cama é 0h30. O problema é que eu preciso acordar 07h30 todos os dias, ou seja, acabo acumulando sono durante a semana. Eu precisava me acostumar a ir para cama mais cedo. Um dia eu consigo. Eu acho.

4. Organizar Minhas Gavetas e Armários

Lembra que eu falei no último post que amo guardar um monte de coisas? Pois é, adivinha onde tudo isso vai parar? Sim, eu tenho algumas gavetas e armários aqui em casa que estão cheias de papéis e objetos aleatórios. Alguns deles bem importantes, outros nem tanto, mas eles estão lá, todos misturados. Uma boa organização me ajudaria e muito a encontrar tudo o que eu preciso com mais facilidade. Mas vou sempre deixando para depois e a bagunça só aumenta…

5. Relaxar

Para mim, é muito difícil me desligar de tudo o que está acontecendo. Às vezes, coloco meus fones de ouvido para ver se entro num mundinho só meu e esqueço um pouco tudo à minha volta. Para mim, relaxar não é algo tão simples. Por isso, talvez, eu tenha tantas dificuldades para dormir. Minha mente repassa tudo o que aconteceu no dia e eu fico lá, com os olhos arregalados, sem conseguir dormir. Mesmo aos fins de semana ou em férias, não consigo me desligar totalmente. É cada vez mais complicado.

E são essas as cinco coisas que eu devia fazer mais. O que está faltando na sua vida?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

13
08
2016

5 Coisas Que Eu Devia Parar de Fazer

Olá! Existem coisas que vocês fazem, mas sabem que deviam parar? Eu tenho várias. Muitas coisas que eu sei que só me fazem mal, mas que continuo fazendo. Por isso, decidi compartilhar com vocês. Quem sabe assim não tomo vergonha na cara e consigo mudar?parar-post

1. Ficar Me Preocupando Com Coisas Que Não Posso Mudar

Isso é algo que eu faço que me irrita muito. Vivo me preocupando com coisas que sei que fogem do meu controle. E com isso, claro, acabo só trazendo mais ansiedade para a minha vida. Eu já sou uma pessoa extremamente ansiosa por natureza. Isso faz com que situações extremamente simples se tornem monstros na minha cabeça. Sei que isso só me atrapalha, mas é como um vício que não consigo largar.

2. Deixar Tudo Para a Última Hora

Um dos motivos pelos quais utilizo tanto o planner é esse. Vivo deixando tudo para a última hora. Por isso, colocando no papel, acabo criando uma obrigação de fazer o que devo com um bom tempo de antecedência. Sempre fui assim, na escola vivia estudando para a prova na noite anterior. Tarefas eu sempre deixava para o último momento possível. O mais engraçado é que acabei fazendo faculdade de direito, onde prazo é fundamental. Irônico, não? Em minha defesa, posso deixar para a última hora, mas não deixo de fazer e me viro nos trinta para fazer até a data limite. Posso enrolar e me estressar, mas não perco o prazo.

3. Ser Uma Acumuladora

Eu amo guardar as coisas. Sempre olho algo e imagino que um dia vou arranjar uma função para aquilo. Por isso, tenho no meu armário várias caixas e embalagens de presente. Não consigo me desfazer dos livros que já li e poderia passar para frente, mas estou sempre comprando mais. Toda vez que faço limpa no armário, acabo me surpreendendo com o tanto de roupas e sapatos guardados que não uso mais. Definitivamente, algo que preciso melhorar.

4. Sempre Imaginar Tudo o Que Pode Dar Errado

Eu às  vezes deixo de tentar alguma coisa porque já imagino que não vai dar certo. Parece que minha cabeça só sabe calcular todas as formas que algo pode dar errado e aí, eu desanimo de tentar. Sempre que me vejo diante de um problema, tudo o que vejo é o não. Não me permito imaginar que às vezes, as coisas se acertam por si só. E com isso acabo perdendo várias oportunidades.

5. Nunca Me Achar Boa o Bastante

Eu sempre desconfio da minha própria habilidade. Sempre duvido de mim mesma e do meu potencial. Se alguém me elogia, já penso em todas as maneiras pelas quais aquela pessoa está enganada. Se vou fazer algo, estou sempre convencida de que vou fazer errado. Nem gosto de comentar sobre as coisas que faço bem, porque acho que não é verdade. Minha auto-estima é bem baixa. Estou melhorando, já fui bem pior nesse quesito, mas sei que ainda posso melhorar muito.

E são essas as cinco coisas que eu deveria deixar de fazer. Quais são as que vocês sabem que devem parar de fazer?

Siga-me por aí:

Twitter | Facebook | Instagram

Skoob | Goodreads

 

Página 4 de 9123456789